Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Quinto Sulpício Camerino.
Quinto Sulpício Camerino Pético
Cônsul do Império Romano
Consulado 46 d.C.
Morte 67 d.C.

Quinto Sulpício Camerino Pético (em latim: Quintus Sulpicius Camerinus Peticus; m. 67) foi um senador romano da gente Sulpícia nomeado cônsul sufecto para o nundínio de março a junho de 46 com Marco Júnio Silano[1][2]. Era filho de Quinto Sulpício Camerino, cônsul em 9.

CarreiraEditar

Depois do consulado, Pético foi procônsul da África entre 56 e 57[1][2].

Ele foi admitido entre os irmãos arvais e serviu como presidente de sacrifícios em 60[2]. Quando Pético foi acusado de extorsão durante seu mandato na África, Nero o absolveu[3]. Em 67, Pético foi assassinado com seu filho Quinto Sulpício Camerino Pítico (em latim: Pythicus)[4] pelo liberto Hélio durante uma ausência de Nero[5].

Além deste filho, Pético também teve uma filha, Sulpícia Pretextata, que se casou com Marco Licínio Crasso Frúgio, cônsul em 64[6].

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Sherk, Robert K. (14 de julho de 1988). The Roman Empire: Augustus to Hadrian (em inglês). Cambridge: Cambridge University Press. p. 52. ISBN 978-0-521-33887-5 
  2. a b c Raleigh Nelson, J. (1903), «The Boy Poet Sulpicius: A Tragedy of Roman Education», The School Review (em inglês), 11 (5): 384–395 
  3. Vasily Rudich (2013). Political Dissidence Under Nero: The Price of Dissimulation (em inglês). New York: Routledge. p. 213. ISBN 978-1-134-91451-7 
  4. Steven H. Rutledge (2002). Imperial Inquisitions: Prosecutors and Informants from Tiberius to Domitian (em inglês). [S.l.]: Routledge 
  5. Shaminga, Bope Katal (2000). La justice de Néron d'après Tacite. Col: Thèse à la carte (em inglês). Villeneuve d'Ascq: Presses universitaires du Septentrion. p. 103 
  6. Rudich, Political Dissidence Under Nero: The Price of Dissimulation