Radamés Lattari

Radamés Lattari
Informações pessoais
Nome completo Radamés Lattari Filho
Modalidade Voleibol
Nascimento 15 de julho de 1957 (63 anos)
Nacionalidade  Brasil

Radamés Lattari Filho (Rio de Janeiro, 15 de julho de 1957) é um ex-treinador de voleibol do Brasil. Em sua carreira de treinador, conquistou 23 títulos, tornando-se um dos mais respeitáveis treinadores do cenário nacional. No comando da Seleção Brasileira de Voleibol Masculino, sagrou-se campeão da Copa do Mundo de Voleibol em 1997, além de vencer dois títulos da Copa América de Voleibol e dois Campeonatos Sul-Americanos de Voleibol Masculino. Nas Olimpíadas de Sidney, conseguiu alcançar o sexto lugar. No período entre 2001 e 2002, Radamés acumulou uma importante passagem como superintendente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), e atualmente concorre à candidatura de deputado federal para o Rio de Janeiro, nas próximas eleições.

BiografiaEditar

Filho do dentista Radamés Lattari e de Marly Lattari, Radamés nasceu em Copacabana. Por parte de pai, é neto de um avô italiano e assim, possui a nacionalidade do país onde escreveu grandes histórias na sua carreira de treinador.

Criado sempre entre as ruas Bolívar, Barão de Ipanema, Xavier da Silveira, Miguel Lemos, Radamés teve a zona sul carioca como palco principal da sua infância. Ele realizou o ensino fundamental no Colégio Guido de Fontgalland e no conceituado Colégio Santo Agostinho. Já no ensino fundamental, estudou no famoso Colégio Mello e Souza.

Não que o vôlei tivesse menos importância nessa época, mas suas paixões de criança também eram divididas entre o futebol e o basquetebol. Aos sábados e domingos, Radamés gostava de acompanhar o pai em seu trabalho de dirigente do Clube de Regatas do Flamengo, para frequentar a Gávea e assistir aos treinos realizados na concentração em São Conrado. No futuro ele ainda seguiria a carreira de seu pai e seria eleito Vice-Presidente do Flamengo em 2003, com o apoio do Zico, e depois, Diretor Executivo do Futebol do Flamengo.

Carreira como treinadorEditar

InícioEditar

Os primeiros passos de Radamés no vôlei foram dados na Praia de Copacabana, onde passava as manhãs dos finais de semana jogando numa rede em frente à Rua Bolívar. A paixão pelo esporte aumentou quando assistiu um treino dos seus colegas do Colégio Santo Inácio, que jogavam no Botafogo de Futebol e Regatas. Lá conheceu Bebeto de Freitas, o então levantador da Seleção Brasileira e treinador do infantil e do infanto-juvenil do clube. No Botafogo, Radamés jogou dos 13 aos 16 anos e depois viria a receber o convite de Bebeto para ser seu auxiliar no comando treinador do time. Quando Bebeto viajava a serviço da Seleção Brasileira, Radamés assumia a função de treinador no lugar do levantador.

Times que comandouEditar

Radamés Lattari teve uma carreira extensa como treinador, passando por grandes clubes do Brasil e do exterior. Ele ainda foi um dos poucos a conseguir ser campeão estadual em seis estados diferentes: RJ, SP, MG, SC, AL e DF. No Brasil, foi treinador das seguintes equipes: Botafogo, Flamengo, Tijuca Tênis Clube, Hygia, CRB de Alagoas, América, Atlântica Boavista, Clube Atlético Mineiro, Lufkin, Canto do Rio, AABB Brasília, Cimede Florianópolis e treinador das seleções cariocas infanto, juvenil e adulta. No exterior, comandou times da Itália e de Portugal: Leixões de Portugal, Olimpia Santo Antioco Sardegna na Itália, Trentino Volley, Taranto Volley Itália, Martina Franca Volley e Castellana Grotte Itália.

Seleção Brasileira de VôleiEditar

Pela Seleção Brasileira de Voleibol Feminino, Radamés Lattari foi assistente técnico de Enio Figueiredo de 1981 a 1984 e supervisor técnico entre 1995 e 1996, quando Bernardinho era o treinador. Na masculina, foi treinador de 1997 a 2000.

Precedido por
José Roberto Guimarães
  Treinador da Seleção Brasileira de Voleibol Masculino
1997-2001
Sucedido por
Bernardinho

TítulosEditar

ClubesEditar

  • 1983 - Campeão Mineiro (Atlético Mineiro)
  • 1984 - Campeão Taça Rio (Flamengo)
  • 1989 - Campeão de Brasília (AABB)
  • 1990 - Campeão da Taça Portugal (Leixões)
  • 1994 - Campeão da série A-2 da Itália (Banca Sassari/Cagliari)

Seleção BrasileiraEditar

  • Bi-campeão Sul-Americano (1997 e 1999)
  • Campeão do World Grand Champions (1997)
  • Campeão da Copa América (1998)

Trabalhos na televisãoEditar

Em 2011, Radamés foi contratado como comentarista de vôlei dos canais da TV Esporte Interativo. Desta forma, fez a cobertura deste esporte para o canal nas Olimpíadas de Londres 2012[1].

Em 2014, ganhou um programa próprio, chamado "Programa do Radamés", onde ele recebia celebridades ligadas ao esporte para um bate-papo[1].

Carreira políticaEditar

DirigenteEditar

Radamés Lattari é bacharel em Educação Física, possuindo formação nas áreas de Administração Esportiva e Psicologia Esportiva. Como gestor da CBV, foi dirigente em 2001/02 e agora exerce a função de Diretor de Desenvolvimento do Voleibol. No futebol, foi Vice-Presidente do Flamengo em 2003 e depois passou pelo cargo de Diretor Executivo do Futebol do Flamengo. Ele também é proprietário da Empresa RLF Serviços Técnicos de Consultoria que realiza palestras motivacionais e sobre liderança, além de prestar consultorias.

Ligações externasEditar

  1. a b https://esportes.yahoo.com/blogs/radames-lattari/programa-radam%C3%A9s-realiza%C3%A7%C3%A3o-um-sonho-182914837.html esportes.yahoo.com/] “Programa do Radamés”, a realização de um sonho