Rasis é o nome latinizado de Abū Bakr Muhammad Zakariyyā Rāzī (em farsi: ابوبكر محمّد زکرياى رازى Abūbakr Mohammad-e Zakariyā-ye Rāzī, também conhecido por Rhazes ( /ˈrɑːzz/)[4]; 854–925 CE). Foi um Persa[5][6][7] polímata, alquimista, filósofo e uma importante figura na história da medicina, muitas vezes tido como o maior médico do mundo islâmico.[8]. Ele também escreveu sobre lógica, astronomia e gramática[9]

Rasis
Abūbakr Mohammad-e
Zakariyyā-ye Rāzī
ابوبكر محمّد زکرياى رازى
Nascimento 854 [1]
Rey (Irã), Califado Abássida
Morte 932 (idade 77–78) ou 925 (idade 70–71)[2]
Rey (Irã), Império Samânida (Irã)
Nacionalidade Califado Abássida
Ocupação Erudito
Principais interesses Medicina, Alquimia, Filosofia
Ideias notáveis Parece ter sido o primeiro a distinguir varíola de sarampo[3], pioneiro em oftalmologia, autor do primeiro livro de pediatria, fazendo contribuições importantes em química orgânica e inorgânica. Também foi autor de diversas obras filosóficas.
Religião Islamismo


Referências

  1. Pathfinders: (ISBN 978-1-84614-161-4)
  2. Iskandar, Albert (2006). "Al-Rāzī". Encyclopaedia of the history of science, technology, and medicine in non-western cultures (2nd ed.). Springer. pp. 155–156.
  3. ROBINSON, Chase F. Civilização islâmica em trinta biografias. São Paulo: SESC, 2017. p. 95
  4. "Rhazes". American Heritage Dictionary.
  5. Hitti, Philip K. (1977). History of the Arabs from the earliest times to the present 10th ed. London: Macmillan. p. 365. ISBN 978-0-333-09871-4. The most notable medical authors who followed the epoch of the great translators were Persian in nationality but Arab in language: 'Ali al-Tabari, al-Razi, 'Ali ibn-al-'Abbas al-Majusi and ibn-Sina. 
  6. Robinson, Victor (1944), The story of medicine, New York: New Home Library 
  7. Porter, Dorothy (2005), Health, civilization, and the state: a history of public health from ancient to modern times, ISBN 978-0-415-20036-3, New York: Routledge (publicado em 1999), p. 25 
  8. Editores 1998.
  9. Majid Fakhry, A History of Islamic Philosophy: Third Edition, Columbia University Press (2004), p. 98

BibliografiaEditar