Abrir menu principal

Relações exteriores de Taiwan

As relações exteriores de Taiwan, constitucionalmente e oficialmente a República da China (ROC), são as relações bilaterais entre a República da China e outros países. Este país é reconhecido por 17 Estados-membros das Nações Unidas, bem como pela Santa Sé. Taiwan mantém relações diplomáticas com estes países, bem como relações não oficiais com outras nações através de seus escritórios de representação e consulados.

A República da China participou da Conferência de Moscou em 1943, Conferência Dumbarton Oaks, Conferência das Nações Unidas sobre Organização Internacional, e foi um membro fundador da Organização das Nações Unidas. Em 1949, os nacionalistas perderam a guerra civil chinesa na China continental e recuaram para Taiwan. Apesar da grande perda de território, a República da China continuou a ser reconhecida como o governo legítimo da China pela ONU e por muitos estados não-comunistas. Em 1971, a ONU expulsou a República da China e transferiu o assento para a República Popular da China. Apesar do reconhecimento imediato pela maioria dos países antes da Resolução 2758 da ONU, a República da China perdeu a sua participação em todas as organizações intergovernamentais relacionadas com as Nações Unidas. Como a ONU e as organizações relacionadas, tal qual o Tribunal Internacional de Justiça, são os locais mais comuns para a execução efetiva do direito internacional e servem como a comunidade internacional para os Estados no período pós-Segunda Guerra Mundial, a maioria dos países alinhados com o Ocidente na Guerra Fria encerrou as relações diplomáticas com Taiwan e reconheu a República Popular da China em seu lugar.

Países com relações diplomáticas com a RCEditar

Datas indicam estabelecimento ou duração das relações; * indica uma embaixada em Taipei

África (1 paíse)


Europa (1 país)


Oceania (6 países)


Américas (9 países)

Ligações externasEditar