Abrir menu principal

Representação artística dos 47 ronin

Este anexo contem a "Representação artística dos 47 ronin" de Ako, uma história japonesa, tratada como lenda[1]. Os eventos aconteceram entre 1701 e 1703.

Nestas imagens (uma representação artística dos acontecimentos), Matsuki Heikichi publicou a história dos 47 samurais que ficaram sem seu mestre, Asano Naganori, depois que este foi condenado a morte por praticar violência contra Kira Yoshinaka. Após a morte de Asano, os samurais tornaram-se ronin. Chūshingura é a peça teatral que retrata estes acontecimentos de 1701, onde os 47 ronin foram condenados a cometer um ritual suicída seppuku por matar um alto funcionário do Xogunato Tokugawa, Lord Kira. Eles se vingaram de Kira após pacientemente planejar por mais de um ano[2].

Os 47 RoninEditar

Imagem Nome Biografia
  Ōishi Kuranosuke Yoshio
 Ver artigo principal: Oishi Kuranosuke Yoshio

Ōishi Yoshio (大石良雄 1659 - 20 de Março, 1703) foi um servo (karō) na província de Harima (agora Hyōgo), Japão. Ele é conhecido como o líder dos 47 ronin em 1702, e foi o principal nome da vingança contra Kira. Oishi, era um seguidor do escritor do século 17 Yamaga Soko (1622-1685), cuja filosofia incluía a adaptação do samurai ao Confucionismo, e pregava que um homem não poderia permitir que o inimigo de seu pai vivesse sob o mesmo céu que ele[3].
  Ōishi Chikara Yoshikane Quando Lord Asano morreu e os agora ronin se reuniram em Sengakuji para jurar a vingança por seu daimyo, seu pai o deixou de fora. Hara Sōemon virou –se para Oishi e disse: "Seu filho é realmente corajoso e poderia até possuir comando e responsabilidades, como você pode deixá-lo fora? " Oishi respondeu: "Ele é muito jovem e, por isso, consciente do amor de sua mãe, o que em algum momento pode lhe proporcionar sérias dúvidas. Então eu deixei-o fora para poupá-lo de possível vergonha." Quando Chikara soube disso, ele ficou irritado, foi até o santuário, retirou a sua roupa superior, e deu a indicação a todos que se preparava para cometer seppuku. Seus companheiros, no entanto, se apressaram para detê-lo. Oishi Yoshio teve o prazer de ver a determinação de Chikara, como foram os outros membros do clã, e ele então realizou o juramento de sangue. O pai estava tão contente que ele derramou lágrimas. Na noite do assalto à mansão do inimigo, ele executou com distinção e muita dor infligida sobre o inimigo. Morreu com 16 anos[4].
  Horibe Yasubei Taketsune
 Ver artigo principal: Horibe Yasubei Taketsune

Horibe Yasubei Taketsune (堀部武庸安兵衛?) 16701703, foi um guerreiro do Japão. Yasubei era filho de Nakayama Yajiemon, um samurai do domínio Shibata (han atualmente em Niigata). Filho adotivo de Horibe Yahei Kanamaru[5].
  Horibe Yahei Kanamaru Pai de Horibe Yasubei Taketsune, Kanamaru era um homem muito velho. Morreu com 77 anos junto ao seu grupo e apesar da idade, lutou bravamente.
  Chikamatsu Kanroku Yukishige Conhecido por ser um bom escritor, usou este talento para conseguir um salário um pouco maior que seu mestre, Asano. Faleceu com 34 anos[6].
  Fukaji Uemon Masatane ?
  Fuwa Kazuemon Masatane Tinha um temperamento quente e era um hábil espadachim. Morreu com 35 anos.[7]
  Hara Sōemon Mototoki Lider dos soldados a pé (ashigaru), simpatizante com grupos radicais. Morreu com 56 anos.[7]
  Hayami Tozaemon Mitsutaka ?
  Hazama Jujiro Mitsuoki Jujiro matou kira com sua lança. Sua esposa suicidou-se em seu túmulo deixando um escrito[7]:
Você foi um servo fiel ao seu mestre e nunca quis servir outro, mesmo perdendo sua vida, seu nome sobreviverá muito tempo como um grande soldado
 
Hazama Jujiro.
  Akagaki Genzo Masakata Gostava muito de beber, mas apesar disso, era sempre um homem respeitoso para todos. Lutou com grande entusiasmo e morreu com 25 anos[7].
  Senba Saburobē Mitsutada
  Okuda Magodayū Shigemori (奥田孫太夫重盛)
  Yoshida Chuzaemon Kanesuke (吉田忠左衛門兼亮) Amigo de Oishi Kuranosuke. Tinha 63 anos quando morreu [7]
  Terasaka Kichiemon Dos Ronin que atacaram a mansão de Kira, somente Terasaka Kichiemon escapou de ter o mesmo destino de seus companheiros, pois foi encarregado de ir até Ako informar sobre o sucesso da vingança. Quando voltou a Edo e se entregou para as autoridades, o ‘’shogun’’ o perdoou. Um outro samurai, arrependido por não ter participado da vingança, suicidou-se no tumulo de Asano Naganori. Terasaka Kichiemon morreu de velhice e foi enterrado ao lado de seus companheiros[8].
  Kayano Wasuke Tsunenari (茅野和助常成)
  Mimura Jirozaemon Kanetsune
  Katsuta Shizaemon Takeaki
  Sugaya Hannojō Masatoshi
  Yoshida Sawauemon Kanesada Sawauemon era filho de Yoshida Chuemon Kanesuke. Depois que saiu de Banshu, foi para Kyoto, onde seu irmão Dennai esteve em serviço para outra família. Em seguida mudou-se para kanto e teve sua residência em Kojimachi, onde viveu muito tempo com seu pai que lhe ensinou bastante. Depois que entrou no grupo da vingança contra Kira, gastou todo o seu tempo em disfarces e vigia a mansão[9].
  Hazama Kihei Mitsunobu
  Shiota Matanojyo Takanori Matanojyo teria sido um partidário da família Yoshida sob o nome de Ushioda Mondo. Depois que sua família se mudou para Ako, mudou seu nome para Takanori e se tornou um talentoso usuário de armas, principalmente a lança. Na noite do ataque, pela porta de traz ele lançou uma corda co um gancho, e voou como um passaro pelo muro. Não era preguiçoso e uma vez aberto o portão, lutou de maneira surpreendente. Ele foi até o jardim da mansão, mas foi visto e travou uma batalha contra Shimizu, um oponente a altura, ao final Takanori cortou-lhe a garganta. Ele e Miura Jirozaemon que estavam no local, não perderam tempo olhando para o cadáver de seu inimigo e logo partiram para o centro da mansão[10].
  Muramatsu Sandaifu Takanao
  Onodera Jyūnai Hidekazu
“Uma dívida com o seu rei tem o peso da montanha Taisan. Lealdade é a mais elevada das virtudes, mas viver por ela está longe de ser fácil”.
 
(Junai Hidetomo).

Fiel vassalo Onodera Junai ingressou com Oishi Yoshio e fez o juramento de vingança contra o autor da morte de seu mestre. Ele foi profundamente versado em todas as artes marciais e também um homem de profunda aprendizagem. Ele assumiu um papel de liderança na noite ataque, matou 2 do inimigo, e feriu muitos. Embora tivesse mais de 60 anos, ele estava em vigorosa saúde, com coragem igual a todos os outros[11]. Ao final ele escreveu:

Como um velho, aguardava com expectativa, o dia das flores. Mas será difícil testemunhar o ano que virá.
 
(Junai Hidetomo).
  Takebayashi Tadashichi Takashige
  Hazama Shinrokurō Mitsukaze
  Mase Magokuro Masatatsu
  Yada Gorōemon Suketake
  Kanzaki Yogorou Sokutai
  Isogai Jūrōzaemon Masahisa
  Yokokawa Kanpei Munetoshi
  Tominomori Sukeemon Masayori
  Kaiga Yazaemon Tomonobu
  Sugino Toseiji Tsugufusa
  Kataoka Dengoemon Takafusa
  Ōtaka Gengo Tadao
  Kisura Okaemon Sadayuki
  Onodera Koemon Hidetomi
  Kurahashi Densuke Takeyuki
  Okuda Sadaemon Yukitaka
  Maehara Isuke Munefusa
  Okano Kin'emon Kanehide
  Mase Kūdayū Masa-aki
  Okajima Yasouemon Tsuneshige
  Ōishi Sezaemon Nobukiyo
  Nakamura Kansuke Masatatsu
  Muramatsu Kihei Hidenao

Notas e Referências

  1. Kanadehon, Chûshingura (2005). «El Tesoro de Loyal Retainers». Consultado em 3 de fevereiro de 2008 
  2. Heikichi, Matsuki (1895–1903). «GISHI SHIJU-SHICHI ZU THE 47 RONIN». Chushingura (em inglês). Consultado em 7 de agosto de 2009. Arquivado do original (Web) em 13 de agosto de 2009 
  3. Turbull, Stephen. «Decline and Triumph». In: Routledge Curzon. The Samurai - A Military Story. 1996 2ª ed. [S.l.: s.n.] 253 páginas. ISBN 1-873410-38-7. Consultado em 11 de agosto de 2009 
  4. «Oboshi Rikiya Yoshikane» (Web) (em inglês). Consultado em 13 de agosto de 2009 
  5. «Horibe Yasubei Taketsune». Consultado em 11 de agosto de 2009 
  6. Chiappa, J. Noel; Jason M. Levine. «Yoshitoshi's 'Historical Biographies of the Loyal Retainers' (2/1869)» (Web) (em inglês). Consultado em 11 de agosto de 2009 
  7. a b c d e J. Noel Chiappa
  8. Frédéric, Louis. Globo, ed. O Japão: dicionário e civilização. [S.l.: s.n.] 1464 páginas. ISBN 978-85-250-4616-1 
  9. «Yoshida Sadaemon Kanesada» (Web) (em inglês). Consultado em 13 de agosto de 2009 
  10. «Ushido Masanojo Takanori» (Web) (em inglês). Consultado em 13 de agosto de 2009 
  11. «Onodera Junai Hidetomo» (Web) (em inglês). Consultado em 13 de agosto de 2009 
  Este artigo sobre os 47 rōnin é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.