Abrir menu principal

Ribeirão Claro é um município brasileiro do "Norte Pioneiro" do estado do Paraná. Faz fronteira com Chavantes, no Estado de São Paulo, cuja divisória natural é o Rio Paranapanema. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 10 693[5] habitantes.

Município de Ribeirão Claro
Rua central

Rua central
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 13 de maio de 1908 (111 anos)
Gentílico ribeirão-clarense[1]
Prefeito(a) Mario Augusto Pereira (PSC)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Ribeirão Claro
Localização de Ribeirão Claro no Paraná
Ribeirão Claro está localizado em: Brasil
Ribeirão Claro
Localização de Ribeirão Claro no Brasil
23° 11' 38" S 49° 45' 28" O23° 11' 38" S 49° 45' 28" O
Unidade federativa Paraná
Mesorregião Norte Pioneiro Paranaense IBGE/2008[2]
Microrregião Jacarezinho IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Jacarezinho, Joaquim Távora, Carlópolis, Fartura-SP, Timburi-SP e Chavantes-SP
Distância até a capital 387[3] km
Características geográficas
Área 632,782 km² [4]
População 10 693 hab. estimativa IBGE/2018[5]
Densidade 16,9 hab./km²
Altitude 690 m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,747 alto PNUD/2000[6]
PIB R$ 195 724,485 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 9 420,34 IBGE/2008[7]

HistóriaEditar

Por volta de 1895, surgia um povoado com a denominação de Taquaral, pois é deste que agricultores e colonizadores procedentes dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, cruzaram o Rio Itararé, que separa o Estado de São Paulo com o Estado do Paraná, e se instalaram em terras a margem esquerda daquele rio.

Essas terras localizavam-se na fazenda denominada Cachoeira, já habitada por poucos moradores, entre eles uma senhora fazendeira de nome Maria Ferreira, que mais tarde seria homenageada com o nome da localidade. Estes moradores resolveram se reunir e pleitearam junto ao Presidente do Estado, Francisco Xavier da Silva, a doação de 100 alqueires daquelas terras para a instalação do povoado que ia ser formado. O Presidente do Estado doou essa área, através de lei, para que uma vila fosse criada. Após a doação, o local "Maria Ferreira", cresceu, com novas famílias instalando-se na região e o surgimento de pequenas praças e ruelas.

Em 1897 é criado o Distrito Judiciário com a instalação do Cartório Distrital e no dia 2 de abril de 1900, o Presidente do Estado sancionou a Lei N.º 352, criando a Vila. A 22 de setembro de 1900, foi realizada a eleição para eleger o primeiro prefeito e os vereadores, que tomaram posse em 29 de setembro de 1900.

Por volta de 1895, enquanto a Vila do Espírito Santo do Itararé prosperava, um outro povoado ia surgindo com a denominação de Taquaral, onde hoje se localiza a sede do município. desde o início do vilarejo, seus pioneiros iniciaram-se no plantio do café. Assim sendo, onde hoje se situa a Fazenda Monte Claro, foram requeridas junto ao Governo do Estado, as primeiras glebas de terras, para dar início ao ciclo cafeeiro da região. O fortalecimento desta região com a produção do café, atraiu emigrantes italianos que aportavam a todo instante em terras brasileiras. O povoado do Taquaral, localizado às margens de um rio, receberia, mais tarde, o nome de Ribeirão Claro.

Entretanto, a vila do Espírito Santo do Itararé, pela sua localização às margens do Rio Itararé, e pela sua topografia totalmente plana, passou a sofrer com focos de malária, mais conhecida como maleita, e a população assustada com a epidemia, reuniu-se e resolveu transferir a sede da vila para Taquaral.

Com a decisão de que o Taquaral era o local ideal e, como a notícia se espalhou rapidamente, os moradores começaram a adquirir e levantar as moradias no local escolhido, desde casas de barro, de pau-a-pique cobertas de sapé, até outras de alvenaria. Quando essas moradias já se encontravam prontas, marcou-se a data da transferência da população, que denominou-se "Dia Da Mudança". A partir daí Taquaral cresceu e ganhou nova denominação (para Ribeirão Claro), através da Lei Estadual N.º 737 de 08 de março de 1908. A instalação deu-se no dia 13 de Maio de 1908, dia oficial da sua fundação.

GeografiaEditar

Possui uma área de 632,782 km² representando 0,3175 % do estado, 0,1123 % da região e 0,0074 % de todo o território brasileiro. Localiza-se a uma latitude 23º11'38" sul e a uma longitude 49º45'28" oeste, estando a uma altitude de 690 metros.

DemografiaEditar

Dados do Censo - 2010

População total: 10.678

  • Urbana: 7.085
  • Rural: 3.593
  • Homens: 5.272
  • - Homens na Área Urbana: 3.399
  • - Homens na Área Rural: 1.873
  • Mulheres: 5.406
  • - Mulheres na Área Urbana: 3.686
  • - Mulheres na Área Rural: 1.720

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M): 0,747

  • IDH-Renda: 0,661
  • IDH-Longevidade: 0,744
  • IDH-Educação: 0,837

HidrografiaEditar

RodoviasEditar

AdministraçãoEditar

EsporteEditar

A cidade já teve representantes no Campeonato Paranaense de Futebol, dentre eles o Ribeirão Claro Futebol Clube.[8]

Galeria de imagensEditar

Referências

  1. «Gentílico ribeirão-clarense». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 29 de agosto de 2018 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. «Ribeirão Claro a Curitiba». Consultado em 7 de Setembro de 2013 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  5. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  8. «Paraná 1961». The Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation e RSSSF Brazil. 2005. Consultado em 29 de agosto de 2018 

Ligações externasEditar