Abrir menu principal
Rinat Akhmetov
Nascimento 21 de setembro de 1966 (52 anos)
Donetsk
Cidadania Ucrânia
Etnia Tártaros
Alma mater Universidade Nacional Vasil 'Stus Donetsk
Ocupação empresário, político, empresário, economista, banqueiro, industrial
Prêmios Ordem do Mérito, 3ª classe, Ordem do Mérito, 2ª classe, Ordem do Mérito, 1ª classe
Religião Islã

Rinat Leonidovych Akhmetov (em ucraniano: Рінат Леонідович Ахметов ; Donets'k, 21 de setembro de 1966) é um empresário ucraniano, multibilionário, presidente da SCM Holdings, que teve lucros de mais de 6 bilhões de dólares em 2006.

BiografiaEditar

Possui projetos filantrópicos, tendo criado a Fundação para Efetivo Governo e a Fundação para Desenvolvimento da Ucrânia, destinadas a ajudar o país e seus cidadãos mais pobres. Entretanto, há relatos de que no passado fora capanga da máfia de Donets'k (onde graduou-se em economia) e que teria executado sob ordens dela várias pessoas.[1]

Desde 1996, é também presidente do principal clube da cidade, o Shakhtar Donets'k, após o misterioso assassinato em 1995 do então presidente, Akhat Bragin, no estádio do clube. Bragin era acusado de ser um dos chefes da máfia ucraniana.[1]

Akhmetov investiou grande quantidade de dinheiro para fortalecer o clube, que no século XXI veio a conquistar seus primeiros campeonatos nacionais, tendo atraído ultimamente atletas do Brasil, país cujos jogadores o empresário é fã.[1]

Akhmetov possui ascendência tártara. Casado com Liliya Smirnova, tem dois filhos, Almir e Damir.

Em 2012 a Revista Forbes classificou Rinat Akhmetov como a 39° pessoa mais rica do mundo, com 16 bilhões de dólares.[2]

Referências

  1. a b c «"Chuteiras que valem ouro", Kalleo Coura». Consultado em 23 de julho de 2009. Arquivado do original em 15 de junho de 2011 
  2. 25° edição da Revista Forbes das pessoas mais ricas do mundo