Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para rio da China, veja Rio Yangtzé.
Rio Azul
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico rio-azulense
Localização
Localização de Rio Azul no Paraná
Localização de Rio Azul no Paraná
Rio Azul está localizado em: Brasil
Rio Azul
Localização de Rio Azul no Brasil
Mapa de Rio Azul
Coordenadas 25° 43' 58" S 50° 47' 45" O
País Brasil
Unidade federativa Paraná
Municípios limítrofes Inácio Martins, Irati, Rebouças, São Mateus do Sul, Mallet, e Cruz Machado
Distância até a capital 156 km
História
Fundação 1918 (101 anos)
Aniversário 14 de julho
Administração
Prefeito(a) Rodrigo Skalicz Solda[1] (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 629,739 km²
População total (estimativa IBGE/2018[3]) 15 134 hab.
Densidade 24,03 hab./km²
Clima Temperado (Cfa)
Altitude 925 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,738 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 164 527,411 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 12 007,55

Rio Azul é um município brasileiro do estado do Paraná.

HistóriaEditar

Os primeiros pioneiros do território do atual município de Rio Azul chegaram por volta de 1885, fundando um povoado chamado Roxo Roiz.

Em 1918, Roxo Roiz passou à categoria de município. Mais tarde, o nome do município foi mudado para Marumby e, em 1929, o topônimo sofreu alteração, recebendo a denominação de Rio Azul. Em 1932, foi cassada a autonomia do município, sendo restabelecida em 1934.

O topônimo adotado teve origem no rio do mesmo nome que banha o município.

GeografiaEditar

Rio azul possui uma área de 629,739 km² representando 0,316 % do estado, 0,1117 % da região e 0,0074 % de todo o território brasileiro. Localiza-se a uma latitude 25°43'58" sul e a uma longitude 50°47'45" oeste, estando a uma altitude de 925 m. Sua população estimada em 2018, conforme dados do IBGE, era de 15 134[3] habitantes.

EconomiaEditar

O município destaca-se por ser o maior produtor de tabaco do estado e décimo maior produtor do país.

TurismoEditar

Os principais atrativos turísticos da região são:

  • Capela Senhor Bom Jesus: as paredes são decoradas com pinturas sacras da época renascentista, do artista Antônio Petrek. Localiza-se em Cachoeira dos Paulistas a 7 km da sede do município.
  • Imagem do Sagrado Coração de Jesus: Instalada em 1988 no alto do Morro do Cristo em homenagem aos 50 anos de sacerdócio do Padre João Salanczyk e do Padre Augusto Kolek.
  • Pico do Marumbi e Gruta: Situado em Faxinal dos Limas, com uma altitude de 1.200 m acima do nível do mar em terreno rochoso coberto de mata nativa, onde destacam-se: araucárias angustifolia, cedros, imbuias, sassafrás. Possui pista de asa delta, área para camping e sanitários. Para se chegar até a gruta percorre-se uma trilha de média dificuldade de aproximadamente 2 km.
  • Parque Municipal Salto da Pedreira: Criado em 1999, com uma área de aproximadamente 83.359 m 2 , possui , bosque, trilha ecológica, piscina de água natural, quadras esportivas, quiosques e churrasqueiras. Oferece também auditório, lanchonetes, sanitários, estacionamento e um mirante. O Parque abriga ainda, Cachoeira da Pedreira com uma queda d'água de 15 metros de altura.

DemografiaEditar

Dados do Censo - 2010

População total: 14.093

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,738

  • IDH-M Renda: 0,607
  • IDH-M Longevidade: 0,751
  • IDH-M Educação: 0,856
Etnias
Branca 89,1%
Parda 7,2%
Negra 3,1%
Amarela 0,5%
Indigena 0,1%

PolíticaEditar

TransporteEditar

O município de Rio Azul é servido pela seguinte rodovia:


Referências

  1. Rodrigo Solda é Prefeito Eleito de Rio Azul pelo PSDB na coligação RIO AZUL, AGORA VAI Eleições 2016 - 1° de janeiro de 2017
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 2 de setembro de 2018 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Sistema Rodoviário Estadual 2017» (PDF). Departamento de Estradas de Rodagem. 1 de novembro de 2017. Consultado em 2 de setembro de 2018 

Ligações externasEditar