Irati (Paraná)

município brasileiro do estado do Paraná
 Nota: Não confundir com Irati (Santa Catarina).

Irati é um município brasileiro do estado do Paraná. Localizada na região Sudeste do estado, sua população, conforme estimativas do IBGE de 2019, era de 60 727 habitantes,[3] que é uma mescla de diferentes etnias, especialmente poloneses e ucranianos que buscam manter costumes e tradições de seus ascendentes. Passam pelo município a BR-277, que corta todo o estado de leste a oeste (do Porto de Paranaguá a Foz do Iguaçu) e a BR-153, que corta o pais de norte a sul.

Irati
  Município do Brasil  
Igreja São Miguel
Igreja São Miguel
Igreja São Miguel
Símbolos
Bandeira de Irati
Bandeira
Brasão de armas de Irati
Brasão de armas
Hino
Gentílico iratiense
Localização
Localização de Irati no Paraná
Localização de Irati no Paraná
Localização de Irati no Paraná
Irati está localizado em: Brasil
Irati
Localização de Irati no Brasil
Mapa
Mapa de Irati
Coordenadas 25° 28' 01" S 50° 39' 03" O
País Brasil
Unidade federativa Paraná
Municípios limítrofes Imbituva, Fernandes Pinheiro, Prudentópolis, Inácio Martins, Rio Azul e Rebouças (Paraná)
Distância até a capital 153[1] km
História
Fundação 15 de julho de 1907 (116 anos)
Administração
Prefeito(a) Jorge David Derbli Pinto (PSDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 999,515 km²
População total (estimativa populacional — IBGE/2021[3]) 61 439 hab.
Densidade 61,5 hab./km²
Clima Subtropical (Cfb)
Altitude 812 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,726 alto
PIB (IBGE/2010[5]) R$ 2,059,388 mil
PIB per capita (IBGE/2020[5]) R$ 33 519,24
Sítio irati.pr.gov.br (Prefeitura)

Está em Irati a maior imagem de Nossa Senhora das Graças do mundo, com 22 metros de altura.[6]

História editar

O município teve sua origem na vila de "Covalzinho". Na década de 1890, quando os trilhos da Estrada de Ferro São Paulo/Rio Grande do Sul passaram pela vila, foi ali instalada uma estação ferroviária que recebeu o nome de "Iraty". Isso fez a vila crescer e se tornar importante. Posteriormente, o nome Covalzinho acabou sendo lentamente esquecido, ficando a vila conhecida apenas pelo nome da estação ferroviária. Em 15 de julho de 1907, já elevada a distrito, teve sua emancipação política decretada, desmembrando-se do município de Imbituva. O movimento foi liderado pelo Coronel Emílio Baptista Gomes, que acabou por se tornar o primeiro prefeito.

Geografia editar

O município localiza-se na região Sudeste do estado do Paraná, a 153 Km de Curitiba. Paralelo 25º 27' 56" de latitude Sul com intersecção com o meridiano 50º 37' 51" de longitude Oeste.

Situa-se na zona fisiográfica de Irati, uma das onze em que o Paraná se divide. Na sub-região dos Pinhais do Segundo Planalto Paranaense.

O município de Irati está localizado sobre a Bacia sedimentar do Paraná, tendo emprestado o seu nome a uma de suas formação geológicas, a Formação Irati, de idade Permiano Superior. A Formação Irati, composta por siltitos, argilitos e folhelhos sílticos de cor cinza clara a escura, folhelhos pirobetuminosos, localmente em alternância rítmica com calcários creme silicificados e restritos níveis conglomeráticos, foi depositada no que era na época, entre 250 e 270 milhões de anos, um golfo do antigo super-continente Gondwana aberto para sudoeste para o então Oceano Panthalassa.

Em 1908 o geólogo Israel Charles White, chefe da Comissão de Estudos das Minas de Carvão de Pedra do Brasil, encontrou restos fósseis de um pequeno réptil em rochas permianas no, por ele denominado, "Schisto preto de Iraty", próximo à estação ferroviária de Irati. Estes fósseis foram descritos e catalogados por Mac Gregor, que os denominou de Mesosaurus brasiliensis e, reconhecendo sua semelhança com um fóssil encontrado na África do Sul, propôs a equivalência geológica da Formação Irati com a Formação Whitehill, da Bacia do Karoo, naquele país. Esta descoberta tornou a Formação Irati e a Bacia do Paraná mundialmente famosas, por ser uma das fortes evidências da então nascente teoria da deriva continental[7].

A topografia do município é ondulada e acidentada. Possui solos acinzentados/vermelhos ao Norte e castanhos ao Sul. Os tipos predominantes de solo são os solos podzólico vermelho amarelo, terras brunas, cambissolo e litólico.

Possui a Serra da Esperança, onde se localiza o Cerro da Nhá Cota, com 1.024 m de altitude, e o Morro da Ordenança, com 950 m.

Distritos judiciários editar

Clima editar

Segundo a classificação climática de Köppen, o clima de Irati é tipo Cfb (temperado). Apresenta verões amenos, invernos com ocorrências de geadas severas e frequentes, não apresentando estação seca.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1966 a menor temperatura registrada em Irati foi de −7,2 °C em 18 de julho de 1975,[8] e a maior atingiu 34,6 °C em 11 de março de 2005.[9] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 175 milímetros (mm) em 8 de junho de 2014. Outros grandes acumulados foram 151,9 mm em 8 de maio de 1987, 138,6 mm em 21 de junho de 2013, 125,1 mm em 18 de dezembro de 1986, 118,7 mm em 1° de agosto de 2011, 117,6 mm em 17 de novembro de 1990, 111,2 mm em 24 de janeiro de 1989, 109,9 mm em 4 de janeiro de 2003, 108,4 mm em 20 de maio de 1983, 107,9 mm em 9 de julho de 1983, 107,1 mm em 25 de dezembro de 2017, 105 mm em 19 de fevereiro de 1972 e 100,9 mm em 23 de abril de 1998.[10] Julho de 1983 foi o mês de maior precipitação, com 487,9 mm.[11]

Dados climatológicos para Irati
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 34 33,8 34,6 31,2 29,1 26,8 27,8 31,7 33,2 34,1 33,8 33,6 34,6
Temperatura máxima média (°C) 27 27,3 26,7 24,5 20,8 19,9 19,8 22,2 22,5 24 25,9 27,1 24
Temperatura média compensada (°C) 21,1 21,1 20,1 17,7 14,1 13,3 12,9 14,5 15,8 17,8 19,3 20,6 17,4
Temperatura mínima média (°C) 17,1 17,1 15,9 13,4 9,6 9 8,2 9 11,1 13,6 14,7 16,2 12,9
Temperatura mínima recorde (°C) 7,2 8,5 3,6 −1,2 −1,4 −5,4 −7,2 −2,8 −3,6 0,7 3,8 6,1 −7,2
Precipitação (mm) 196,6 132,5 121,1 118,9 127,2 119,5 116,9 75,3 155,1 172 137,7 141,4 1 614,2
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 14 12 10 8 7 7 7 6 9 11 10 12 113
Umidade relativa compensada (%) 78,9 80,5 80,5 81,6 83,1 83,3 80,4 74,5 75,9 78 74,6 76,5 79
Horas de sol 164,9 144,1 163,2 149,8 145,8 137,5 154,7 169,9 135,3 143,3 170,6 173,4 1 852,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[12] recordes de temperatura: 24/09/1966-27/06/1979 e 01/01/1994-presente)[8][9]

Formação geólogica editar

Irati está localizado sobre a Bacia Sedimentar do Paraná, que é uma enorme depressão no sul do Brasil, onde se depositaram sedimentos e derrames de lava, que formaram rochas ao longo de cerca de 400 milhões de anos. A Formação Irati é de idade Permiano Superior. Geologicamente o solo pertence ao Permiano Carbonífero, com topografia marcada por encostas suaves a intermediárias, encostas íngremes, vertentes retilíneas, topos planos, solos acinzentados ou vermelhos ao Norte e castanhos ao Sul.

A Formação Irati, é composta por siltitos, argilitos e folhelhos sílticos de cor cinza clara a escura, folhelhos pirobetuminosos, localmente em alternância rítmica com calcários creme silicificados e restritos níveis conglomeráticos, foi depositada no que era na época, entre 250 e 270 milhões de anos, um golfo do antigo supercontinente Gondwana aberto para o então Oceano Panthalassa.

As rochas sedimentares se originaram em diferentes ambientes, como marinho costeiro, marinho profundo, glacial e até mesmo desértico. Com a separação dos continentes, uma imensa quantidade de magma extravasou e cobriu estas rochas. O material resfriado formou o basalto e o magma consolidado em fraturas deu origem a diques e soleiras de diabásio, comuns no município de Irati. As rochas da Formação Irati são de aproximadamente 285 milhões de anos atrás, no permiano recente, ou seja, há 60 milhões de anos antes do aparecimento dos dinossauros.

Durante o Período Permiano é notável que os animais dominantes foram os répteis e anfíbios. O “Mesosaurus brasiliensis” era provavelmente o mais importante réptil e é o mais importante fóssil da Formação Irati, encontrado na região sul do Brasil – especialmente na de Irati - e África do Sul.[13]

Vegetação e fauna editar

 
Araucária Angustifolia

O ecossistema que compõe a região de Irati é a Floresta Ombrófila Mista, ou seja, que necessita nas fases iniciais de crescimento, de umidade e sombra. A composição vegetal do município divide-se nos estágios: inicial (capoeira, vassourinha, etc.); médio (capoeirão, florestas em formação); avançado (reflorestamento; agricultura, pastagem e outros, florestas formadas).

As principais espécies nativas são: Araucária; Imbuia; Erva-mate; Bracatinga; Cedro.

Quanto a fauna da Floresta Ombrófila Mista, podem ser encontrados roedores (ratos, cutias e pacas), aves ameaçadas de extinção como a gralha-azul e o papagaio de peito roxo, além de inúmeros insetos. A semente da araucária, o pinhão, é muito apreciada pela fauna em geral e se constitui numa fonte de alimento essencial para o seu sustento.[13]

Hidrografia editar

O município de Irati está localizado na Bacia hidrográfica do Rio Paraná, sendo que a rede de drenagem que banha o município divide-se em duas vergências. Para sudoeste, fazendo parte da bacia do Rio Iguaçu existem os rios Preto, Riozinho, Mato Queimado, Imbituvinha, Taquari, Guamirim, Corrente, Campinas, Cachoeira e Caçador, que terminam por desaguar no Rio Potinga, afluente da margem direita do Iguaçu. Com vergência para o norte e fazendo parte da bacia do Rio Ivaí, existem os rios Valeiros, Linha B, Guabiroba, dos Patos, dos Cochos, dos Antónios, do Couro, Canhadão, das Antas, da Prata, do Cobre, da Areia, Caratuva, Bonito e Barreiro. Entre os cursos d'água, destacam-se o rio dos Patos, Caratuva, das Antas, Preto e Riozinho.[13]

Demografia editar

 
Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Luz, em Irati.

Religião editar

Religião Percentagem
Catolicismo 84,87%
Evangelicalismo 12,16%
Espiritismo 0,84%
Sem religião 1,36%
Outras 0,77%

Fonte: IBGE, 2010.[14]

Transporte editar

O município de Irati é servido pelas seguintes rodovias:[15]

Turismo e eventos editar

Festividades
 
Registro de Outono no Parque Aquático de Irati.

Atrativos de interesse cultural editar

Monumento de Nossa Senhora das Graças editar

 
Monumento de Nossa Senhora das Graças.

O mirante do monumento em homenagem a Nossa Senhora das Graças é um dos pontos turísticos mais visitados no município. A estátua, com 22 metros de altura, é uma das maiores dedicada à Nossa Senhora das Graças. Começou a ser construída em 1957, em comemoração ao aniversário de 50 anos do município. Nos dias festivos e especiais do calendário católico a capela recebe celebrações, missas e novenas. Além da capela e do mirante, o espaço possui estacionamento, uma escadaria de acesso e um bosque.[6]

Gastronomia e prato típico editar

O prato típico do município é o borrego no rolete, que é temperado e assado no fogo.[19] O prato consiste na carne de ovino até doze meses de vida e é servido acompanhado com arroz e saladas, principalmente na Festa do Borrego no Rolete.[6][16][17]

A gastronomia local é diversificada, recebendo influência de vários imigrantes como eslavos, alemães e italianos. Um dos pratos tradicionais do município é o pierogi, que é uma massa semelhante a um pastel, feita à base de farinha de trigo, água, sal e ovos. É servido em formato de meia lua, com diversos recheios, como batata com requeijão.[6] No reduto dos descendentes de italianos ainda preservam a culinária típica, como na localidade de Pinho de Baixo. A polenta, por exemplo, é encontrada na mesa de muitas famílias e na tradicional festa da comunidade.[6]

Datas comemorativas editar

Hino de Irati editar

Adotado desde 1957, este hino foi composto especialmente para os festejos do 50º aniversário de Irati. A composição foi aprovada em concurso instituído por meio da comissão responsável pelos eventos e comemorações.

Foi oficializado como Hino do Município através da lei municipal nº 571, de 05 de abril de 1983.[21]

Hino de Irati
Irati, Irati, cidade amada

Que marchando na trilha do sucesso

A bandeira, ostentas desfraldada

Com o brado de ordem e progresso

Irati, Irati, terra querida

Para honrar este nome tão pujante

Tua gente trabalha destemida

Pelo bem do Brasil gigante

Tens escolas, tens indústrias

E tens campanhas de trigais

Onde os filhos que são fortes

Teu perfil elevam sempre mais

Lá no morro a linda imagem

Que é nosso altivo relicário

Lembrará à posteridade

O teu feliz cinquentenário.

Prefeitos editar

Prefeito Fotografia Período do mandato

(duração do mandato)

Partido Eleição Vice-prefeito(s) Referências e notas
1 Emílio Baptista Gomes
 
1907 à 1908 Nenhum [22]
2 Antônio Teixeira Saboia 1909 à 1912 sem inf. sem inf. [22]
3 Manoel Grácia 1909 à 1912 sem inf. sem inf. [22]
4 Francisco de Paula Pires 1912 à 1916 sem inf. sem inf. [22]
5 João Braga dos Santos Ribas 1916 à 1920 sem inf. sem inf. [22]
6 Paulo dos Santos Xisto 1920 à 1924 sem inf. sem inf. [22]

Ver também editar

Referências

  1. «Distâncias entre a cidade de Curitiba e todas as cidades do interior paranaense». EmSampa. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de nº 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. a b https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pr/irati.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. «Ranking IDHM Municípios 2000». Consultado em 5 de abril de 2016 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 [ligação inativa]
  6. a b c d e f g h i j k Governo do Paraná. «Irati: a pérola do sul do Brasil». Viaje Paraná. Consultado em 30 de abril de 2021 
  7. Mac Gregor, J.H. 1908 – Mesosaurus brasiliensis nov. sp., Parte II. In: White, I.C. 1908. Relatório final da Comissão de Estudos das Minas de Carvão de Pedra do Brasil. DNPM, Rio de Janeiro, Parte II, p. 303-617. (ed. Fac-similar de 1988)
  8. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Irati». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  9. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Irati». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  10. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Irati». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  11. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Irati». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  12. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 19 de maio de 2018 
  13. a b c «História e Geografia de Irati» 
  14. «Amostra de Religião para Irati». IBGE. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  15. «Sistema Rodoviário Estadual 2017» (PDF). Departamento de Estradas de Rodagem. 1 de novembro de 2017. Consultado em 29 de agosto de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 18 de janeiro de 2018 
  16. a b «41ª Festa do Pêssego». Prefeitura Municipal de Irati. Consultado em 30 de abril de 2021 
  17. a b «Irati lembra seus 100 anos com Festa do Pêssego e do Borrego». Tribuna do Paraná. 28 de novembro de 2007. Consultado em 30 de abril de 2021 
  18. «Casa Sede da Fazenda Florestal - Patrimônio Cultural - Bens Tombados». www.patrimoniocultural.pr.gov.br. Consultado em 30 de abril de 2021 
  19. «Tradicional Borrego no Rolete será servido na Festa do Pêssego». Hoje Centro Sul. 2 de dezembro de 2015. Consultado em 30 de abril de 2021 
  20. «Vereadores aprovam 'Dia Municipal do Turismo' a ser comemorado no dia 16 de setembro». Câmara Municipal de Irati. Consultado em 22 de julho de 2022 
  21. «Hino de Irati - Prefeitura Municipal de Irati» 
  22. a b c d e f «Prefeitura de Irati» 
  Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.