Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Camaquã
Camacuã
Praia sob a ponte do Rio Camaquã.JPG

Ponte sobre o Rio Camaquã no município de Cristal

Localização
País
Localização
Coordenadas
Hidrografia
Tipo
Área da bacia
21.657 km²
País(es) da
bacia hidrográfica
Nascente
Divisa dos municípios de Lavras do Sul, Bagé e Dom Pedrito (RS)
Foz
Divisa dos municípios de Camaquã e São Lourenço do Sul (RS)

O rio Camaquã, tido por muitos historiadores como Camacuã, é um rio brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Possui cerca de 430 quilômetros de extensão e tem sua vazão junto a Lagoa dos Patos que, por sua vez, deságua no Oceano Atlântico.[1]

O rio atravessa 26 cidades: Amaral Ferrador, Arambaré, Arroio do Padre, Bagé, Barão do Triunfo, Barra do Ribeiro, Caçapava do Sul, Camaquã, Canguçu, Cerro Grande do Sul, Chuvisca, Cristal, Dom Feliciano, Dom Pedrito, Encruzilhada do Sul, Hulha Negra, Lavras do Sul, Pelotas, Pinheiro Machado, Piratini, Santana da Boa Vista, São Jerônimo, São Lourenço do Sul, Sentinela do Sul, Tapes e Turuçu.

HistoriaEditar

Em 1827, nas margens do rio, foi travada a batalha de Camaquã, na qual o exército argentino derrotou as tropas imperiais brasileiras.

EtimologiaEditar

Camaquã é um nome de origem tupi-guarani, e significa "rio da serra com forma de seios". Outra interpretação popularmente aceita para significado da palavra Camaquã provem de yacuã: "rio ligeiro".

Referências

  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.