Roberto II (mordomo do palácio)

Roberto II foi um nobre franco da Nêustria do século VII e mordomo do palácio de Clotário III, rei dos francos.

Roberto II
Prefeito do Palácio
Morte 12 de setembro de 679
Casa Robertinos (fundador)
Pai Lamberto I (?)

Cariberto (?)

Mãe Wulfgurd de Hesbaye (?)
Filho(s) Lamberto

Charivio?

BiografiaEditar

Pouco se sabe sobre sua ascendência. Para alguns linhagistas Roberto seria filho de Lamberto I[1] ou até de Cariberto de Hesbaye e sobrinho de Roberto, referendário de Dagoberto I[2] o que é pouco provável. Ele estava no tribunal de Clóvis II em 654 e se opôs a Erquinoaldo, mordomo do palácio, com pouco proveito. Mais tarde, ele se tornou conde palatino e chanceler ou mordomo do palácio[3] de Clotário III, rei dos Francos na Nêustria.[4] Aliado de Ebroíno, ele executou sob sua ordem e contra a sua vontade Saint Léger em 2 de outubro de 677[5] ou 679. Ele morreu em 12 de setembro de 678/679 e sua viúva Théoda herdou sua propriedade morrendo também no mesmo ano.[6] Théoda é um diminutivo de Théodrade, e como seu filho Lamberto foi colocado sob a proteção Teodardo de Maastricht, bispo de Tongres sucedendo-lhe mais tarde como bispo, o historiador Christian Settipani propõe a vê-la como uma irmã de Teodardo.

Seria o pai ou avô de Lamberto de Hesbaye tornando-se um ancestral dos Robertinos e dos Capetianos. De acordo com Settipani, Roberto II também seria pai ou avô de Charivio, ancestral da Dinastia Rorgonida.[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Hervé Pinoteau, La symbolique royale française, Ve - XVIIIe siècle, P.S.R. éditions, 2004, p. 45.
  2. Christian Settipani, Les Ancêtres de Charlemagne : 2° édition, revue et corrigée, Oxford, P & G, Prosopographia et Genealogica, coll. « Occasional Publications / 16 », (1re éd. 1989), 347 p. (ISBN 978-1-900934-15-2), p. 133-136 et 155-156Ref-Settipani-Charlemagne-2014|passage=133-136 et 155-156.
  3. Hervé Pinoteau, Vingt-cinq ans d'études dynastiques, éd. Christian, 1982, ISBN 978-2-86496-010-2, p. 170.
  4. «MEROVINGIAN NOBILITY». fmg.ac. Consultado em 15 de março de 2021 
  5. Settipani 2014, p. 135-137
  6. Harvnb|Settipani|2014|p=136.
  7. Settipani, Christian, "Addendum to the Ancestors of Charlemagne"