Abrir menu principal
Roberto Irineu Marinho
Roberto em 2009
Nome completo Roberto Irineu Marinho
Nascimento 13 de outubro de 1947 (71 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Fortuna Lucro US$2,5 bilhões (2018)[1]
Parentesco Roberto Marinho (pai)
Stella Goulart Marinho (mãe)
João Roberto Marinho (irmão)
José Roberto Marinho (irmão)
Filho(s) Maria Antônia Marinho[2]

Roberto Marinho Neto
Stella Marinho
Rafael Marinho[3]

Ocupação Empresário
Cargo Presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo[4]

Roberto Irineu Marinho GOIH (Rio de Janeiro, 13 de outubro de 1947) é um empresário brasileiro e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo.[4]

Roberto é um dos sócios e também foi o presidente do Grupo Globo, o 17º maior conglomerado de mídia do mundo, até dezembro de 2017.[4] Os outros sócios majoritários do grupo são seus irmãos mais novos João Roberto e José Roberto Marinho.[5][6]

BiografiaEditar

Filiação e início da carreiraEditar

Filho mais velho do jornalista Roberto Marinho e de Stella Goulart Marinho, Roberto Irineu começou a trabalhar no jornal O Globo em 1965 como aprendiz de linotipista. Trabalhou durante um ano nas oficinas do jornal, no setor de impressão e na tipografia.

Na redação do jornal O GloboEditar

Daí, foi para a redação do O Globo, onde, entre outros setores, atuou como repórter na editoria Geral. Atuou como repórter do jornal até 1967. No ano seguinte, deixou o jornal para acompanhar o processo de reestruturação da Rio Gráfica Editora, a editoria de revistas e livros do grupo[7].

Como diretorEditar

Em seguida, assumiu a direção da editora, permanecendo no posto até 1971. Quando o jornalista Evandro Carlos de Andrade assumiu a direção de redação do jornal naquele ano, Roberto Irineu retornou ao jornal com o objetivo de participar das mudanças que seriam implementadas na redação e na área industrial. Passou 1 ano, desde maio de 1977, na rede americana de televisão ABC e no Advertising Bureau, uma espécie de conselho para estabelecer as regras de publicidade entre todas as emissoras de TV daquele país. Em 1978, assumiu a vice-presidência executiva da Rede Globo[7].

A criação do Conselho de GestãoEditar

Em 1985, foi para a Itália – onde ficou por 3 anos – para acompanhar o processo de compra e implementação da Tele Monte Carlo. Daí, retornou à Rede Globo ainda como vice-presidente executivo, cargo no qual permaneceu até 1998, quando Roberto Marinho e seus três filhos – Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto – deixam as funções executivas nas empresas e passam a formar o Conselho de Gestão das Organizações Globo voltado às questões estratégicas do grupo[8].

Na presidência do grupoEditar

Em 2002, assumiu a presidência executiva do Grupo Globo e ficou encarregado de conduzir a sua reestruturação financeira. Naquele ano, o Grupo, que enfrentava a mais grave crise financeira de sua história, declarou moratória. Roberto Irineu, ao lado de seus irmãos, liderou a reestruturação dos negócios e a renegociação da dívida. Quatro anos depois, a situação financeira já estava resolvida, antes do prazo acordado com os credores.[9]

Com o falecimento de Roberto Marinho em 6 de agosto de 2003, assumiu a presidência do Conselho de Administração do grupo conciliando-a com a presidência executiva, assumiu apenas um ano após o falecimento de seu pai.[7] Em dezembro de 2017, deixou a presidência do Grupo Globo e foi sucedido pelo executivo Jorge Nóbrega.[10] A indicação de Nóbrega para o cargo foi feita pelo próprio Roberto Irineu Marinho e aprovada pelo conselho.[11][12][13]

Vida pessoalEditar

Roberto é casado, e pai de quatro filhos.[7].

PosiçõesEditar

Em 2013, foi eleito pelo site iG uma das 60 pessoas mais poderosas do Brasil.[14].Em 2018, foi considerado o 18º brasileiro mais rico do país de acordo com ranking da revista Forbes, com uma fortuna estimada em US$ 2,5 bilhões.[1]

PremiaçãoEditar

Em 24 de novembro de 2014, recebeu[15] em Nova York o Emmy Internacional de Personalidade Mundial da Televisão – o mesmo prêmio que o seu pai Roberto Marinho recebeu em 1983.

HonrariaEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b «Conheça os 20 brasileiros mais ricos do mundo, em 2018 segundo a Forbes». Isto É Dinheiro. Consultado em 24 de Junho de 2019 
  2. Elvira Lobato. «Concessões crescem em família». Jornal Folha de S.Paulo. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  3. «Memória Roberto Marinho». RobertoMarinho.com. Consultado em 24 de Junho de 2019 
  4. a b c «Grupo Globo anuncia novo presidente». Estadão. Consultado em 24 de Junho de 2019 
  5. «#351 Roberto Irineu Marinho». Forbes. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  6. «Grupo Globo é o 17º maior conglomerado de mídia do mundo». Globo. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  7. a b c d e «Roberto Irineu Marinho recebe de Portugal Ordem do Infante D. Henrique». G1. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  8. «Roberto Irineu Marinho recebe de Portugal Ordem do Infante D. Henrique». Midia e Marketing. Consultado em 8 de dezembro de 2015 
  9. «Roberto Irineu Marinho - Trajetória». Memoria Globo. Consultado em 24 de Junho de 2019 
  10. Maria Fernanda Delmas (14 de dezembro de 2017). «Roberto Irineu Marinho de mantem presidente do conselho do Grupo Globo e Jorge Nóbrega assuma presidência executiva». O Globo. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  11. «Grupo terá seu primeiro presidente que não é da família Marinho». Folha de S.Paulo. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  12. «Jorge Nóbrega é o nome escolhido para assumir a presidência do Grupo Globo». PropMark. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  13. «Globo tem novo presidente». R7. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  14. Roberto Irineu Marinho
  15. G1 (25 de novembro de 2014). «Roberto Irineu Marinho recebe Emmy de Personalidade Mundial da TV». G1. Consultado em 25 de novembro de 2014 
Precedido por
Roberto Marinho
Presidente do Grupo Globo
2004 – 2017
Sucedido por
Jorge Nóbrega
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.