Roberto Jorge Haddock Lobo

Roberto Jorge Haddock Lobo
Nascimento 19 de fevereiro de 1817
Cascais
Morte 30 de dezembro de 1869 (52 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação médico, político

Roberto Jorge Haddock Lobo (Cascais, Cascais, 19 de Fevereiro de 1817 - Rio de Janeiro, 30 de Dezembro de 1869) foi um médico e político brasileiro, nascido em Portugal.

Emigrou para o Brasil e ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1834.

Embora se dedicasse ao comércio, continuou a aplicar-se ao estudo da Medicina e de vários problemas sociais e de administração. Foi delegado da Inspetoria da Instrução Pública, Juiz de Paz, membro da Academia Imperial de Medicina e da Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional.

Roberto Jorge Haddock Lobo.

Destacou-se por ter realizado a primeira anestesia no país, a nível ainda experimental, a 20 de Maio de 1847, em um estudante da Faculdade de Medicina, de nome Francisco d'Assis Paes Leme.

Organizou, em 1849, o recenseamento do Município Neutro (atual município do Rio de Janeiro).

Eleito vereador pelo Partido Conservador, chegou à presidência da Câmara. Empreendeu diversos melhoramentos na cidade do Rio de Janeiro, como por exemplo, a introdução do calçamento de paralelepípedos. Por essas iniciativas, foi condecorado com a Ordem de Cristo e com a Ordem da Rosa.

Em 1864, publicou o Tombo das Terras Municipais, que se constituiu na base do Patrimônio Municipal.

Foi redator dos Anais Brasilienses de Medicina e colaborador do Arquivo Médico Brasileiro, onde divulgou os avanços da medicina da sua época.

Principais obrasEditar

  • Dissertação acerca do Tumor e Fístula Lacrimais
  • Necrologia da Cidade do Rio de Janeiro

BibliografiaEditar

  • MEIRA, D. G.. Contribuição à História da Anestesia no Brasil: Crônicas. Rio de Janeiro: Guanabara, 1968. p. 92-94.

Ligações externasEditar