Abrir menu principal

Wikipédia β

Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro

(Redirecionado de Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro)
FM
Faculdade de Medicina
Logo FM - UFRJ.PNG
Universidade Minerva UFRJ.jpg Universidade do Brasil
Fundação 5 de novembro de 1808 (209 anos)
Tipo de instituição Escola Médica
Localização Rio de Janeiro, Rio de Janeiro Brasil
Campus Cidade Universitária
Site medicina.ufrj.br

A Faculdade de Medicina (FM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ComC é uma das principais unidades acadêmicas desta universidade. Fundada em 1808 pelo médico pernambucano Correia Picanço, logo após a chegada de príncipe-regente D. João ao país, é pioneira e referência no ensino da Medicina no Brasil, ademais está envolvida na pesquisa e na extensão universitária. Situa-se no prédio do Centro de Ciências da Saúde (CCS), na Cidade Universitária, Rio de Janeiro.

Índice

HistóriaEditar

 
Antigo prédio da Faculdade Medicina na Praia Vermelha.

A história da Faculdade de Medicina remonta à Escola de Anatomia, Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, fundada pelo médico pernambucano Correia Picanço através de carta régia de 5 de novembro de 1808 emitida pelo príncipe-regente D. João, pouco após a Transferência da corte portuguesa para o Brasil (1808-1821).[1][2] Entretanto, somente em 29 de setembro de 1826 foi autorizada pelo imperador Pedro I do Brasil a emitir diplomas e certificados para os médicos que faziam tal curso no Brasil, ainda que a Academia Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro tivesse sido fundada 13 anos antes, em 1813. A transformação em Faculdade de Medicina ocorreu em 1832, através de lei sancionada durante a Regência Trina.

Em 1856 a Faculdade foi transferida do Hospital Militar do Morro do Castelo para o prédio do Recolhimento das Órfãs, próximo à Santa Casa de Saúde do Rio de Janeiro, para finalmente em 12 de outubro de 1918 ganhar o seu próprio prédio no campus da Praia Vermelha, entre os atuais bairros da Urca e de Botafogo, na privilegiada zona sul da cidade. O prédio do Recolhimento das Órfãs, tendo abrigado a Faculdade de Medicina por mais de meio século, passou a chamar-se Instituto Anatômico, onde até meados da década de 1960 aulas ainda eram ministradas.

No dia 7 de setembro de 1920, quando do decreto que criava a Universidade do Rio de Janeiro, a Faculdade de Medicina deixou de ser uma instituição isolada. Teve o seu nome novamente mudado em 1937, com a criação da Universidade do Brasil, para Faculdade Nacional de Medicina. A 23 de Outubro de 1959, a então Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil foi feita Comendadora da Ordem Militar de Cristo.[3] Quando, em 1965, a Universidade do Brasil passou a chamar-se Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Faculdade Nacional de Medicina passou a ser somente a Faculdade de Medicina da UFRJ.

Em 1973, com a criação da Cidade Universitária na Ilha do Fundão, foi determinada a transferência da Faculdade de Medicina para lá, local em que permanece até hoje.

Em 1975 o prédio da Faculdade Nacional de Medicina foi demolido por força do arbítrio do Regime Militar (Governo Médici).

O trágico episódio conhecido como Massacre da Praia Vermelha foi um marco para o movimento estudantil brasileiro.152 Na madrugada de 3 de setembro de 1966, forças do regime militar invadiram o antigo prédio da então Faculdade Nacional de Medicina e, cruelmente, espancaram diversos estudantes que ali estavam abrigados.153Houve, também, depredação do patrimônio público, causando estragos em diversos laboratórios e setores da faculdade. Os cerca de 600 estudantes protestavam contra diversas ações do governo militar, como o fechamento da UNE, o aumento do preço das refeições e, ainda, reivindicavam a libertação do estudante de Direito Rodrigo Lima, preso durante 35 dias no Batalhão de Guardas do Exército.154

Notáveis alunosEditar

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar