Abrir menu principal
Rodolpho Tourinho
Ministro de Minas e Energia do Brasil Brasil
Período 1 de janeiro de 1999
até 22 de fevereiro de 2001
Presidente Fernando Henrique Cardoso
Antecessor Raimundo Mendes de Brito
Sucessor Hélio Vitor Ramos Filho
Senador pela Bahia
Período 1 de janeiro de 2003
até 1 de fevereiro de 2007
Dados pessoais
Nascimento 27 de dezembro de 1941
Salvador, BA
Morte 7 de maio de 2015 (73 anos)
São Paulo, SP
Alma mater Universidade de São Paulo
Partido Democratas
Profissão Economista

Rodolpho Tourinho Neto (Salvador, 27 de dezembro de 1941São Paulo, 7 de maio de 2015) foi um político brasileiro filiado ao Democratas (ex-PFL). Era formado em Economia pela Universidade de São Paulo, e pós-graduado em Economia e Administração de Empresas pela Bradley University, nos Estados Unidos.

Foi Secretário da Fazenda do Estado da Bahia entre 1991 e 1998. Em 1998 chegou ao Senado como suplente do senador baiano Paulo Souto. Ocupou as pasta de ministro de Minas e Energia (1999-2001), no governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso. Em 2003 assumiu a vaga de Paulo Souto no Senado, quando este tomou posse como Governador do Estado da Bahia, e permaneceu no Senado até 2007.

Rodolpho Tourinho disputou as eleições para o Senado em 2006 e perdeu a vaga para o candidato João Durval.

Em junho de 2014, assumiu o posto de presidente-executivo da Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib).

Faleceu no Hospital Sírio Libanês em 7 de maio de 2015, aos 73 anos. A causa da morte não foi divulgada.[1][2]

Referências

  1. «Morre ex-ministro Rodolpho Tourinho». EBC. Consultado em 7 de maio de 2015 
  2. «Morre ex-ministro Rodolpho Tourinho Neto aos 73 em SP». O Estado de S.Paulo. Consultado em 7 de maio de 2015 
  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Raimundo Mendes de Brito
Ministro de Minas e Energia do Brasil
1999 — 2001
Sucedido por
Hélio Vitor Ramos Filho
Precedido por
Paulo Souto
Senador pela Bahia
2003 — 2007
Sucedido por
João Durval