Abrir menu principal

São Romão do Sado

Portugal São Romão do Sado 
  Freguesia portuguesa extinta  
São Romão vista de norte
São Romão vista de norte
Localização
São Romão do Sado está localizado em: Portugal Continental
São Romão do Sado
Localização de São Romão do Sado em Portugal Continental
Coordenadas 38° 14' 51" N 8° 21' 28" O
Concelho primitivo Alcácer do Sal
Concelho (s) atual (is) Alcácer do Sal
Freguesia (s) atual (is) Torrão
História
Extinção 31 de dezembro de 1936 (82 anos)
Características geográficas
População total (1970) 2 092 hab.
Outras informações
Orago São Romão

São Romão ou São Romão do Sado é uma aldeia portuguesa na freguesia do Torrão, concelho de Alcácer do Sal, no distrito de Setúbal. Foi sede de uma freguesia, também denominada como São Romão do Sádão, que foi agrupada à freguesia do Torrão no final do ano de 1936.

A aldeia está localizada na margem junto ao rio Sado, pouco depois de este se encontrar com o Rio Xarrama.

É servida pela Estrada Nacional 262, com ligação a norte à Nacional 5, enquanto que para sul, a Estrada Municipal 543 segue para Grândola, servindo em parte de acesso à também torranense aldeia de Rio de Moinhos.

A freguesia de São Romão do Sádão foi extinta pelo Decreto-Lei n.º 27 424, de 31 de Dezembro de 1936,[1] tornando-se numa das freguesias extintas de Alcácer do Sal, como Montevil ou Palma.

No Censo de 1970, nos dados referentes à freguesia do Torrão, estão identificados na "Aldeia de São Romão" 57 habitantes.[2]

PatrimónioEditar

  • Igreja de São Romão[3]

Antiga freguesiaEditar

DemografiaEditar

População da freguesia de São Romão do Sádão.
("0" indica dados agrupados com Torrão)
 
 
 
 
 
1190
 
 
 
 
 
1217
 
 
 
 
 
1004
 
 
 
 
 
844
 
 
 
 
 
800
 
 
 
 
 
978
 
 
 
 
 
0
 
 
 
 
 
0
 
 
 
 
 
0
 
 
 
 
 
2092

HistóriaEditar

Em 1801, a então freguesia de São Romão (do Sádão) fazia parte do Concelho de Alcácer do Sal, que pertencia à Comarca de Setúbal, na Província da Estremadura. Nesta altura a freguesia do Torrão, juntamente com as freguesias de Odivelas e de Santa Margarida do Sado, compunha o Concelho do Torrão.[4]

Em 1849, a freguesia de São Romão (do Sádão), juntamente com o Concelho de Alcácer do Sal, encontravam-se já no Distrito de Lisboa, ainda na Província da Estremadura.[5]

Em Abril de 1871, a freguesia do Torrão passa a pertencer ao Concelho de Alcácer do Sal, onde já estava São Romão do Sádão.[7]

Apesar de nos Censos entre 1911, 1920 e 1930 a freguesia de São Romão do Sádão aparecer anexada à freguesia do Torrão, a sua extinção oficial só foi feita em Dezembro de 1936, já depois do Concelho de Alcácer do Sal, ter passado a pertencer ao entretanto criado Distrito de Setúbal.[1][10][11][12]

Curiosamente no Censo de 1940, a então denominada "São Romão do Sado" volta a surgir como freguesia autónoma, com 2092 habitantes, espalhados por vários locais como Algalé, Barragem de Vale de Gaio, Benagazil, Casa Branca, Crujeira Nova, Herdade dos Frades, Parchanas, Pontes, Portancho, Portinho, Porto de Rei, Quinta de Cima, Quinta de D. Rodrigo, Rio de Moinhos, Salema, Salema de baixo, Sanchares, São Bento, São Domingos, São Romão do Sado, Vale de Lachique, Vale de Romeiras, Várzea Redonda e Xamarrinha, para além de outros isolados e dispersos.[10][11][12][13]

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b INE (1964) – "X Recenseamento Geral da População no Continente e Ilhas Adjacentes às 0 horas de 15 de Dezembro de 1960. Tomo I, volume I" (Censos 1960), p. 77 (ficheiro: p. 103). Nota: Se hiperligação para descarregar o ficheiro não funcionar basta trocar o número "72846784" por "64578410" na mesma. Acesso 2012-09-09
  2. INE (1975) – "11.º Recenseamento da População, 1.º Recenseamento da Habitação: População e Alojamento por lugares: distrito de Setúbal" (Censos 1970), pp. 7, 8 (ficheiro: p. 884). Acesso 2012-09-09
  3. Igreja de São Romão na base de dados SIPA da Direção-Geral do Património Cultural. Acesso 2012-09-09
  4. a b Luís Nuno Espinho da Silveira, coord. (2001) – "Os Recenseamentos da População Portuguesa de 1801 e 1849: Edição crítica, vol. I" (Censos 1801), p. 192 (ficheiro: p. 203). Acesso 2012-09-09
  5. a b Luís Nuno Espinho da Silveira, coord. (2001) – "Os Recenseamentos da População Portuguesa de 1801 e 1849: Edição crítica, vol. III (Censos 1849), p. 737 (ficheiro: p. 82). Acesso 2012-09-09
  6. Estatística de Portugal (1868) – "População: Censo no 1.º de Janeiro 1864" (Censos 1864), p. 143 (ficheiro: p. 169). Acesso 2012-09-09
  7. a b Estatística de Portugal (1881) – "População no 1.º de Janeiro 1878 (parte 2)" (Censos 1878), p. 201 (ficheiro: p. 13). Acesso 2012-09-09
  8. Direcção da Estatística Geral e Comércio (1896) – "Censo da População do Reino de Portugal no 1.º de Dezembro de 1890. Volume I" (Censos 1890), p. 160 (ficheiro: p. 279). Acesso 2012-09-09
  9. Direcção Geral da Estatística e dos Próprios Nacionais (1905) - "Censo da População do Reino de Portugal no 1.º de Dezembro de 1900 (Quarto recenseamento geral da população). Volume I" (Censos 1900), p. 166 (ficheiro: p. 176). Acesso 2012-08-21
  10. a b c Direcção Geral da Estatística (1913) – "Censo da População de Portugal no 1.º de Dezembro de 1911 (5.º Recenseamento Geral da População). Parte I" (Censos 1911), p. 144 (ficheiro: p. 183). Acesso 2012-09-09
  11. a b c Direcção Geral de Estatística (1923) – "Censo da População de Portugal no 1.º de Dezembro de 1920 (6.º Recenseamento Geral da População). Volume I" (Censos 1920), p. 112 (ficheiro: p. 163). Acesso 2012-09-09
  12. a b c Direcção Geral de Estatística (1933) – "Censo da População de Portugal no 1.º de Dezembro de 1930 (7.º Recenseamento Geral da População). Volume I" (Censos 1930), p. 160 (ficheiro: p. 162). Acesso 2012-09-09
  13. a b INE (1945) – "VIII Recenseamento Geral da População no Continente e Ilhas Adjacentes em 12 de Dezembro de 1940. Volume XVII: Distrito de Setúbal" (Censos 1940), pp. 20 e 24 (ficheiro: pp. 25 e 29). Acesso 2012-09-09
  Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.