Abrir menu principal
Sabrina
Sabrina (PRT/BRA)
 Estados Unidos
1954 •  p&b •  113[1] min 
Direção Billy Wilder
Produção Billy Wilder
Roteiro Billy Wilder
Ernest Lehman
Samuel A. Taylor
Baseado em Sabrina Fair
de Samuel A. Taylor
Elenco Humphrey Bogart
Audrey Hepburn
William Holden
Gênero comédia dramática
comédia romântica
Música Frederick Hollander
Cinematografia Charles Lang
Edição Arthur P. Schmidt
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 15 de outubro de 1954
Portugal 19 de novembro de 1954
Idioma inglês
Orçamento US$ 2,238,813
Receita US$ 4 milhões[2]
Cronologia
Sabrina
(1995)
Página no IMDb (em inglês)

Sabrina é um filme americano de comédia dramática e romance de 1954 dirigido por Billy Wilder, adaptado para as telas por Wilder, Samuel A. Taylor e Ernest Lehman[3] da peça Sabrina Fair de Taylor. O filme é estrelado por Humphrey Bogart, Audrey Hepburn e William Holden. Este foi o último filme de Wilder lançado pela Paramount Pictures, encerrando um contrato comercial de 12 anos com a empresa. O filme foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso em 2002.[4]

Índice

SinopseEditar

 
Abertura do filme

Dois irmãos oriundos de uma poderosa família norte-americana Larrabee, Linus, empresário incansável, e David, playboy incorrigível, conheciam Sabrina, a filha do motorista. Ela regressa à mansão dos Larrabee, após passar dois anos em Paris.[5] A moça sempre fora apaixonada pelo playboy e eles começam um romance mas se acontecesse um provável casamento, uma lucrativa fusão ficaria prejudicada. Assim, para o bem dos negócios da família, o irmão empresário decide intervir mas acaba por também se apaixonar por ela.

ElencoEditar

 
Holden e Bogart
 
Bogart e Hepburn
  • Humphrey Bogart como Linus Larrabee
  • Audrey Hepburn como Sabrina Fairchild
  • William Holden como David Larrabee
  • John Williams como Thomas Fairchild
  • Walter Hampden como Oliver Larrabee
  • Nella Walker como Maude Larrabee
  • Martha Hyer como Elizabeth Tyson
  • Marcel Dalio como Baron St. Fontanel
  • Marcel Hillaire como o professor
  • Ellen Corby como a senhorita McCardle
  • Francis X. Bushman como Mr. Tyson
  • Joan Vohs como Gretchen Van Horn

CançõesEditar

Numa cena, Hepburn canta "La vie en rose", canção romântica tornada famosa pela cantora francesa Édith Piaf que a lançou em 1946. Noutro momento do filme, quando os protagonistas velejam, é ouvido um disco antigo com a canção "Yes! We Have No Bananas" (a primeira gravação é de 1922) e Hepburn repete os versos do refrão em cenas seguintes.

ProduçãoEditar

Inicialmente, Cary Grant foi considerado para o papel de Linus, mas ele recusou,[6] e o papel foi assumido por Bogart. Mais conhecido por interpretar detetives e aventureiros durões.

Bogart originalmente queria que sua esposa Lauren Bacall fosse escalada como Sabrina. Ele reclamou que Hepburn exigia muitos takes para acertar seu diálogo e apontou sua inexperiência. Bogart ficou muito infeliz durante as filmagens, convencido de que ele estava totalmente errado com esse tipo de filme, louco por não ser a primeira escolha de Wilder, e não gostando de Holden e Wilder. Wilder começou a filmar antes do roteiro terminar, e Lehman estava escrevendo o dia todo para completá-lo. Eventualmente ele terminava uma cena pela manhã, entregava durante o almoço, e as filmagens começava à tarde.

Embora Edith Head tenha ganho um Oscar de Melhor Figurino, a maioria dos figurinos de Hepburn teria sido criada por Hubert de Givenchy e escolhida pessoalmente pela mesma. Em uma entrevista de 1974, Head afirmou que ela era responsável pela criação dos vestidos, com inspiração em alguns desenhos de Givenchy que Hepburn gostava, mas que ela fez mudanças importantes, e os vestidos não eram de Givenchy.[7] Após a morte de Head, Givenchy afirmou que o icônico vestido de cocktail preto de Sabrina foi produzido na Paramount sob a supervisão de Head, mas afirmou que era o seu design.[8] O filme começou uma associação ao longo da vida entre Givenchy e Hepburn. Foi relatado que quando Hepburn visitou Givenchy pela primeira vez em Paris, ele supôs que fosse Katharine Hepburn em seu salão.[9]

Locais de filmagensEditar

O local usado para retratar a mansão da família Larrabee em Glen Cove, Nova York, foi "Hill Grove", a casa de George Lewis em Beverly Hills, Califórnia.[10] Esta mansão foi demolida mais tarde durante os anos 60. O local usado para retratar a estação de trem Glen Cove foi Glen Cove (estação LIRR), que é uma estação de trem ao longo da Oyster Bay Branch da Long Island Rail Road.[10] O prédio da 30 Broad Street, no distrito financeiro de Manhattan, foi usado como local para a sede da empresa Larrabee.[10]

Prêmios e indicaçõesEditar

Sabrina foi indicado a doze prémios, tendo vencido em cinco ocasiões, entre elas:

BAFTAEditar

Ano Categoria Receptor Resultado
1955 Melhor Roteiro Billy Wilder Venceu

Globo de OuroEditar

Ano Categoria Receptor Resultado
1955 Melhor Atriz Britânica Audrey Hepburn Indicado

OscarEditar

Ano Categoria Receptor Resultado
1955 Melhor Diretor Billy Wilder Indicado
Melhor Atriz Audrey Hepburn Indicado
Melhor Roteiro Adaptado Billy Wilder, Samuel Taylor e Ernest Lehman Indicado
Melhor Fotografia – Preto e Branco Charles Lang, Jr. Indicado
Melhor Direção de Arte – Preto e Branco Hal Pereira, Walter Tyler, Sam Comer e Ray Moyer Indicado
Melhor Figurino – Preto e Branco Edith Head Venceu

RefilmagemEditar

 Ver artigo principal: Sabrina (filme de 1995)

Em 1995, foi filmado um remake de Sabrina, protagonizado por Harrison Ford, Julia Ormond e Greg Kinnear no papel originalmente interpretado por Humphrey Bogart, Audrey Hepburn e William Holden, respectivamente. Recebeu o mesmo título, Sabrina.

Referências

  1. "SABRINA FAIR (U)". British Board of Film Classification.
  2. Films Selected for the National Film Registry in 2002 – The Library of Congress
  3. «Sabrina». Turner Classic Movies. Atlanta. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  4. «Films Selected for the National Film Registry in 2002 (January 2003) - Library of Congress Information Bulletin» 
  5. Sabrina Cine Players.
  6. Jaynes, Barbara Grant; Trachtenberg, Robert. Cary Grant: A Class Apart. Burbank, California: Turner Classic Movies (TCM) and Turner Entertainment. 2004.
  7. Dorléac, Jean-Pierre (24 de outubro de 2010). «Edith Head and the 'Sabrina' dress». Los Angeles Times 
  8. «Style on Film: Sabrina». 20 de março de 2011 
  9. «On This Day In Fashion» 
  10. a b c «Sabrina 1954 film locations». The Worldwide Guide To Movie Locations. Consultado em 20 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 3 de março de 2016 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sabrina