Saint Augustine

Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Saint-Augustin.
Saint Augustine
St. Augustine
(em castelhano: San Agustín)
Localidade dos Estados Unidos Estados Unidos
StAugustineC12.png
Do topo, da esquerda para a direita: Castillo de San Marcos, St. Augustine Light, Flagler College, Lightner Museum, estátua próxima da Catedral Basílica de St. Augustine, St. Augustine Alligator Farm Zoological Park e Old St. Johns County Jail.
Cognome(s): Ancient City, Old City
Saint Augustine está localizado em: Flórida
Saint Augustine
Localização de Saint Augustine na Flórida
Saint Augustine está localizado em: Estados Unidos
Saint Augustine
Localização de Saint Augustine nos Estados Unidos
Dados gerais
Fundado em 28 de agosto de 1565 (454 anos)
Incorporado em 1822 (198 anos)[1]
Prefeito Joseph L. Boles[1]
Localização
29° 53' 45" N 81° 18' 42" O
Condado St. Johns
Estado  Flórida
Tipo de localidade Cidade
Fuso horário -5/-4
Características geográficas
Área 33,05 km²
- terra 24,42 km²
- água 8,65 km²
População (2010[2]) 12 975 hab. (531,25 hab/km²)
Altitude 0 m
Códigos
Código postal 32080, 32084, 32085, 32086, 32095, 32082, 32092
código FIPS 12-62500
Sítio web http://staugustinegovernment.com
St. Johns County Florida Incorporated and Unincorporated areas St. Augustine Highlighted.svg
Localização de St. Augustine no condado de St. Johns.

Portal Portal Estados Unidos

Saint Augustine é uma cidade localizada no estado americano da Flórida, no condado de St. Johns, do qual é sede.

É a cidade mais antiga estabelecida por colonos europeus, e continuamente ocupada, dos Estados Unidos continental, tendo sido fundada em 28 de agosto de 1565 pelos espanhóis como o primeiro assentamento permanente do território americano (Vale lembrar que a cidade de São Vicente no litoral de São Paulo, no Sudeste do Brasil, foi fundada pelos portugueses em 1532). Foi incorporada em 1822[1].

HistóriaEditar

Guerra da SecessãoEditar

O estado da Florida se juntou aos estados Confederados após 1861, quando a Guerra da Secessão começou e as autoridades confederadas mantiveram o controle de Saint Augustine por quatorze meses. Ainda assim, esse controle foi minimamente defendido. A União realizou um bloqueio ao transporte marítimo. Em 1862, as tropas da União conquistaram o controle de Saint Augustine e mantiveram esse controle até o fim da guerra. Muitos residentes fugiram da cidade devido ao agravamento da economia local.[3][4]

Movimento pelos Direitos CivisEditar

No final de 1963, quase uma década após a Suprema Corte decidir, em Brown v. Board of Education, de que a segregação de escolas era inconstitucional, os afro-americanos ainda tentavam convencer Saint Augustine a integrar as escolas públicas da cidade. Eles também estavam tentando integrar acomodações públicas, como balcões de restaurantes,[5] e foram recebidos com prisões[6] e atos violentos da Ku Klux Klan.[7][8] Estudantes universitários locais realizaram protestos não-violentos por toda a cidade, incluindo protestos na filial da loja Woolworth's, piquetes e marchas pelo centro da cidade. Esses protestos eram frequentemente enfrentados com violência policial. Casas de afro-americanos foram incendiadas,[9] líderes negros foram agredidos e ameaçados de morte, e outros foram demitidos de seus empregos.

 
James Brock derrama ácido muriático sobre manifestantes na piscina do Monson Motor Lodge, em junho de 1964.

Na primavera de 1964, Robert Hayling,[10] o líder dos direitos civis de Saint Augustine, pediu assistência à Conferência de Liderança Cristã do Sul (SCLC) e a seu líder Martin Luther King, Jr. De maio a julho de 1964, King e Hayling, juntamente com Andrew Young, organizaram marchas, protestos e outras formas de protesto pacífico em Saint Augustine. Centenas de defensores dos direitos civis brancos e negros foram presos, enchendo as cadeias à capacidade máxima. A pedido de Hayling e King, apoiadores brancos dos direitos civis do Norte do país, incluindo estudantes, clérigos e personalidades conhecidas, chegaram a Santo Agostinho e foram presos junto com ativistas do sul.

Saint Augustine foi o único lugar na Flórida onde King foi preso; sua prisão ocorreu em 11 de junho de 1964, na entrada do restaurante do hotel Monson Motor Lodge. As manifestações chegaram ao clímax quando um grupo de manifestantes negros e brancos pularam na piscina segregada do hotel. Em resposta ao protesto, James Brock, gerente do hotel e presidente da Associação de Hotéis e Motel da Flórida, despejou o que ele dizia ser ácido muriático na piscina para queimar os manifestantes. Fotografias disso, e de um policial pulando na piscina para prender os manifestantes, foram transmitidas ao redor do mundo.

A Ku Klux Klan respondeu a esses protestos com ataques violentos amplamente divulgados na mídia nacional e internacional. A repulsa popular contra a Klan e a violência policial em Saint Augustine gerou simpatia nacional pelos manifestantes negros e se tornou um fator-chave na aprovação da Lei dos Direitos Civis de 1964 pelo Congresso, levando eventualmente à aprovação da Lei dos Direitos de Voto de 1965, ambas contendo artigos que autorizavam ajuda federal para cumprimento dos direitos constitucionais.

GeografiaEditar

De acordo com o United States Census Bureau, a cidade tem uma área de 33 km², onde 24,4 km² estão cobertos por terra e 8,6 km² por água[2].

DemografiaEditar

Crescimento populacional
Censo Pop.
18301 708
18402 45043,4%
18501 934-21,1%
18601 914-1,0%
18701 717-10,3%
18802 29333,5%
18904 742106,8%
19004 272-9,9%
19105 49428,6%
19206 19212,7%
193012 11195,6%
194012 090-0,2%
195013 55512,1%
196014 7348,7%
197012 352-16,2%
198011 985-3,0%
199011 692-2,4%
200011 592-0,9%
201012 97511,9%
Fonte: US Census[2][11]

Segundo o censo nacional de 2010[2], a sua população é de 12 975 habitantes e sua densidade populacional é de 531,2 hab/km². É a localidade mais populosa do condado de St. Johns. Possui 6 978 residências, que resulta em uma densidade de 285,7 residências/km².

Lista de marcosEditar

A relação a seguir lista as entradas do Registro Nacional de Lugares Históricos em St. Augustine. Aquelas marcadas com ‡ também são um Marco Histórico Nacional.

GeminaçõesEditar

Referências

  1. a b c «City of St. Augustine» (em inglês). Florida League of Cities, Inc. Consultado em 8 de agosto de 2013. Arquivado do original em 26 de junho de 2013 
  2. a b c d «GCT-PH1 - Population, Housing Units, Area, and Density: 2010 - State -- Place and (in selected states) County Subdivision» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  3. Barbara E. Mattick. «The Catholic Nuns of St. Augustine (1859–1869)». Lives Full of Struggle and Triumph: Southern Women, Their Institutions, and Their Communities. [S.l.]: Bruce Clayton, John A. Salmond. p. 117 
  4. Paul Taylor (2001). Discovering the Civil War in Florida: A Reader and Guide. [S.l.]: Pineapple Press Inc. p. 127. Cópia arquivada em 31 de julho de 2016 |arquivourl= requer |url= (ajuda) 
  5. Charles S. Bullock III; Mark J. Rozell (2012). The Oxford Handbook of Southern Politics. [S.l.]: Oxford University Press. p. 160. Cópia arquivada em 31 de julho de 2016 |arquivourl= requer |url= (ajuda) 
  6. The Crisis Publishing Company, Inc. (1963). The Crisis. [S.l.]: The Crisis Publishing Company, Inc. p. 412. Cópia arquivada em 31 de julho de 2016 |arquivourl= requer |url= (ajuda) 
  7. Ron Ramdin (2004). Martin Luther King, Jr. [S.l.]: Haus Publishing. p. 88. Cópia arquivada em 31 de julho de 2016 
  8. Thomas F. Jackson (2013). From Civil Rights to Human Rights: Martin Luther King, Jr., and the Struggle for Economic Justice. [S.l.]: University of Pennsylvania Press. p. 190. Cópia arquivada em 31 de julho de 2016 
  9. Federal Bureau of Investigation (6 de julho de 2014). «Feb. 8, 1964: FBI report.». The St. Augustine Record. p. 1. Consultado em 5 de junho de 2020. Several of the Negro homes had been shot into ... At 1:15 a.m., (redacted) St. Augustine, Florida, advised that what appeared to be a Molotov cocktail was thrown at the rear of his house 
  10. John Kirk (2013). Martin Luther King Jr. Nova Iorque: Routledge. pp. 103–104 
  11. «GCT-PH1-R - Population, Housing Units, Area, and Density (geographies ranked by total population): 2000 - Geography: State -- County - State -- Place and (in selected states) County Subdivision» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  12. «Cópia arquivada». Consultado em 22 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 22 de janeiro de 2015 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Saint Augustine
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Saint Augustine
  Este artigo sobre geografia dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.