Sanjō Sanefusa

Sanjō Sanefusa ( 三条実房 1147 - 1225?), o filho mais velho de Sanjō Kiminori[1] foi membro da Corte no período Heian da história do Japão. Terceiro líder do Ramo Sanjō do Clã Fujiwara.

Sanjō Sanefusa
Sadaijin
Dados pessoais
Nascimento 1147
Morte 20 de setembro de 1225 (78 anos)
linkWP:PPO#Japão

CarreiraEditar

Participou dos reinados do Imperador Konoe (1142 a 1155), do Imperador Go-Shirakawa (1155 a 1158), do Imperador Nijo (1158 a 1165), do Imperador Rokujo (1165 a 1168), do Imperador Takakura (1168 a 1180), do Imperador Antoku (1180 a 1185), do Imperador Go-Toba (1183 a 1198), do Imperador Tsuchimikado (1198 a 1210), do Imperador Juntoku (1210 a 1221), do Imperador Chukyo (1221), do Imperador Go-Horikawa (1221 a 1232).

Em 1152 se tornou Nobre, em 1156 entrou para o Konoefu (Quartel da Guarda do Palácio). Em 1160 o Imperador Nijo o nomeou Kurōdonotō (Chefe do Kurōdodokoro).

No governo do Imperador Rokujo conquistou vários cargos em 1166 se torna Sangi, em 1167 Chūnagon e em 1168 Dainagon.

No governo do Imperador Go-Toba foi nomeado Udaijin em 1189, e no ano seguinte promovido a Sadaijin até 1197 quando começou a se ficar doente e se tornou um monge budista poucos meses depois veio a falecer.[1]

Sanefusa foi um dos envolvidos no desentendimento que ocorreu entre aos Ramos Sanjō e Kasanin. Matsudono Motofusa era genro de Kiminori pois sua principal esposa era a irmã de Kiminori. Portanto os filhos de Kiminori, Sanefusa e Sanenuki eram seus sobrinhos e se davam muito bem na época em que Tadamichi estava vivo. Mas depois que Motofusa se tornou Sesshō do Imperador Rokujo em 1164, o Daijō Daijin Tadamasa queria que sua própria filha se tornasse a esposa principal de Motofusa. Com o nascimento de Moroie, filho de Motofusa e neto de Tadamasa, que foi nomeado Chūnagon aos oito anos de idade. Sanefusa ficou enraivecido.[2]

Outro caso envolveu Fujiwara no Kanezane e a seita Terra Pura. Sanefusa queria que os hereges da seita fossem punidos, e foi o responsável para que um relatório sobre isso fosse aprovado.[3] No inverno de 1196 por sua conversão à seita Terra Pura, Kanezane foi colocado sob prisão domiciliar; Konoe Motomichi (1160 - 1233) foi nomeado Daijō Daijin em seu lugar, e sua filha, Ninshi, foi forçada a deixar o palácio. O Principe Sacerdote Shonin (1169 - 1197), um discípulo Myoun que foi capturado no momento do ataque que Yoshinaka invadiu o Palácio de Go-Shirakawa em 1183, crescera e visitava o Palácio Imperial diariamente. Shonin trazia e levava informações para Jodo-ji depois da morte de Go-Shirakawa em 1192.[4]




Precedido por
Sanjō Kiminori
  -- 3º Líder dos Sanjō Fujiwara
Sucedido por
Sanjō Kinfusa
Precedido por
Tokudaiji Sanesada
48º Sadaijin
(1190 - 1197)
Sucedido por
Fujiwara no Kanezane
Precedido por
Tokudaiji Sanesada
80º Udaijin
(1189 - 1190)
Sucedido por
Fujiwara no Kanemasa



Referências

  1. a b Jien,The Future and the Past p. 336
  2. Jien,The Future and the Past pp. 125 - 126
  3. Takamichi Takahatake Young man Shinran: a reappraisal of Shinran's life (em inglês) Wilfrid Laurier University Press, 1987 p. 80 ISBN 9780889201699
  4. Jien, The Future and the Past p. 159