Abrir menu principal
Stephen Kiprotich
campeão olímpico
Atletismo
Modalidade maratona
Nascimento 27 de fevereiro de 1989 (30 anos)
Kapchorwa, Uganda
Nacionalidade ugandense
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Londres 2012 maratona
Campeonatos Mundiais
Ouro Moscou 2013 maratona

Stephen Kiprotich (Kapchorwa, 27 de fevereiro de 1989) é um corredor de longa distância ugandense, campeão olímpico e mundial, vencedor da maratona em Londres 2012. Foi o segundo campeão olímpico da história de Uganda, 40 anos depois da vitória do compatriota John Akii-Bua nos 400 metros com barreiras em Munique 1972.[1]

BiografiaEditar

Sétimo filho de agricultores de Kapchorwa, um pequeno distrito próximo à fronteira queniana-ugandense, ele perdeu anos de escola por sofrer de uma doença não diagnosticada.[2] Na adolescência, praticando o atletismo de fundo, ele participava de provas de 10000 metros contra jovens da sua idade, onde levava volta de atraso dos vencedores. Entre 2003 e 2005 deixou o atletismo para se concentrar nos estudos.

No fim deste período, Kiprotich deixou Uganda por falta de estrutura de treinamentos no país e mudou-se para o Quênia, estabelecendo-se em Rift Valley, local de concentração de grandes corredores quenianos de longa-distância, onde passou a ser treinado por Eliud Kipchoge, campeão mundial e medalhista olímpico dos 5000 metros em Atenas 2004 e Pequim 2008. A mudança lhe rendeu o primeiro fruto ao conseguir o 24º lugar no Campeonato Mundial de Cross-Country de 2006.[2]

Em abril de 2011 ele estreou em maratonas, vencendo a Maratona de Enschede, na Holanda - uma prova em que entrou apenas como coelho mas acabou indo até o fim e venceu - com o tempo de 2h07m20s, recorde para o percurso e recorde nacional ugandense.[3] Em fevereiro de 2012, ficou em terceiro lugar na Maratona de Tóquio, com 2h07m50s.[4]

Londres 2012Editar

Em agosto de 2012, Kiprotich participou na maratona dos Jogos Olímpicos de Londres, sendo virtualmente um desconhecido entre os grandes maratonistas. Num dia quente e húmido para a disputa de uma maratona, depois de correr por mais de 38 km junto com os quenianos favoritos ao título Abel Kirui, bicampeão mundial em Berlim 2009 e Daegu 2011[5] e Wilson Kipsang, dono do segundo melhor tempo da história para a distância,[6] ele deu uma arrancada com cerca de 4 km para a linha de chegada e não foi mais alcançado pelos outros dois. Cruzou a faixa em 2h08m01s, a segunda melhor marca para a maratona em Jogos Olímpicos, conquistando 40 anos depois a segunda medalha de ouro para seu país.

Kiprotich, como muitos jovens atletas ugandenses, foi inspirado toda a vida por John Akii-Bua, o primeiro e até então único campeão olímpico de Uganda, que tornou-se um ídolo nacional ao vencer os 400 m c/ barreiras nos Jogos Olímpicos de Munique, em 1972, quebrando o recorde mundial da prova. Akii-Bua, um perseguido pela ditadura de Idi Amim-Dada, morreu aos 47 anos, em 1997, por complicações no abdômen.[6] De volta a seu país, ele foi recebido pelo presidente de Uganda, Yoweri Museveni, por quem foi condecorado, recebeu dinheiro e uma casa para seus pais de presente do governo. Mais importante para Kiprotich, que anos antes precisou deixar Uganda para treinar no Quênia por falta de estrutura, o presidente deu ordens para que um centro de treinamento de atletismo fosse construído na província de Sebei, localizada numa região de alta altitude em Uganda.[7]

Pós-Jogos OlímpicosEditar

Em 2013, Kiprotich voltou à cidade onde se sagrou campeão olímpico para disputar a Maratona de Londres. Apesar de completar a prova praticamente com o mesmo tempo com que tinha sido campeão no ano anterior – 2:08:05 – desta vez ficou apenas em sexto lugar.[8]

Em Moscou 2013, ele adicionou ao título de campeão olímpico o de campeão mundial, vencendo a prova no Campeonato Mundial de Atletismo em 2:09:41.[9] Em fevereiro de 2015 fez a melhor marca de sua carreira, 2:06:33, chegando em segundo lugar na Maratona de Tóquio [10] mas em agosto, porém, não conseguiu defender seu título mundial em Pequim 2015, ficando apenas em sexto lugar.[11]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Brown, Oliver (12 de agosto de 2012). «Stephen Kiprotich becomes Uganda's second ever Olympic gold medallist with historic men's marathon victory». The Telegraph. John Akii-Bua, who had claimed Uganda’s only other Olympic gold with a world record in the 400 metres hurdles in 1972 
  2. a b «Stephen Kiprotich's Olympic marathon win gives Uganda second gold ever». The Guardian. Consultado em 14 de agosto de 2012 
  3. Tempomacher überrascht alle Retrieved on 2010-08-12.
  4. «Tokyo Marathon Result - Top finisher by category - Marathon». Tokyo Marathon 2012 (em japonês). Consultado em 12 de agosto de 2012. Arquivado do original em 5 de setembro de 2012 
  5. «Kirui Abel». IAAF. Consultado em 14 de agosto de 2012 
  6. a b «A Young Ugandan Surprises the Field and Himself». The New York Times. Consultado em 14 de agosto de 2012 
  7. «Museveni gives Kiprotich sh200m, house for parents». New Vision. Consultado em 15 de agosto de 2012. Arquivado do original em 14 de janeiro de 2016 
  8. «London Marathon 2013 results and winners: All the details from the men's and women's races». Daily Mirror. Consultado em 21 de abril de 2013 
  9. «results». IAAF. Consultado em 17 de agosto de 2013 
  10. «ETHIOPIAN DUO NEGESSE AND DIBABA WIN AT THE 2015 TOKYO MARATHON». IAAF. Consultado em 21 de Agosto de 2015 
  11. «marathon results». IAAF. Consultado em 22 de Agosto de 2015 

Ligações externasEditar