Sviatoslav Shevchuk

Svjatoslav Ševčuk
Arcebispo maior
Arcebispo maior de Kiev-Halyč

Igreja

Igreja Greco-Católica Ucraniana
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Arquieparquia de Kiev
Eleição 23 de março de 2011
Entrada solene 27 de março de 2011
Predecessor Lubomyr Husar
Mandato 2011 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 26 de junho de 1994
por Myroslav Ivan Ljubačivs'kyj
Nomeação episcopal 14 de janeiro de 2009
Ordenação episcopal 7 de abril de 2009
Catedral de São Jorge
por Ihor Vozniak
Lema episcopal ГОСПОДЬ ПРОСВѢЩЕНІЄ МОЄ І СПАСИТЕЛЬ МОЙ
O Senhor é minha luz e minha salvação
Nomeado metropolita 23 de março de 2011
Brasão arquiepiscopal
Coat of arms of Sviatoslav Shevchuk.svg
Dados pessoais
Nome secular Святослав Шевчук
Nascimento Stryi
5 de maio de 1970 (50 anos)
Nacionalidade ucraniano
Funções exercidas - Bispo-auxiliar de Santa María del Patrocinio em Buenos Aires
Títulos anteriores - Bispo-titular de Castra Galbæ
dados em catholic-hierarchy.org
Portal:Igreja Ortodoxa
Projeto Cristianismo

Sviatoslav Shevchuk (Stryi, URSS, 5 de maio de 1970) é o metropolita da Igreja Greco-Católica Ucraniana e Arcebispo maior de Kiev-Halyč desde 25 de março de 2011.

SacerdócioEditar

Shevchuk foi ordenado sacerdote em 26 de junho de 1994. Foi aluno da Pontifícia Universidade de São Tomás de Aquino Angelicum, onde obteve um doutorado em teologia em 1999.[1] Depois de completar seu treinamento teológico, Shevchuk serviu como reitor do seminário de Lviv. [2]

De 2002 a 2005, trabalhou como chefe do secretariado do arcebispo maior e cardeal Lubomyr Husar. [3]

EpiscopadoEditar

Shevchuk foi nomeado bispo auxiliar da Eparquia de Santa María del Patrocinio em Buenos Aires em 14 de janeiro de 2009 e consagrado como bispo-titular de Castra Galbæ, na Catedral de São Jorge de Lviv por Ihor Vozniak, arquieparca de Lviv, auxiliado por Miguel Mykycej, eparca de Santa María del Patrocinio em Buenos Aires e por Julian Voronovsky, eparca de Sambir-Drohobyč, em 7 de abril de 2009. Em 10 de abril de 2010, foi nomeado administrador apostólico da mesma diocese após a aposentadoria do eparca Miguel Mykycej.[4][5]

MetropolitaEditar

Em 23 de março de 2011, Shevchuk foi eleito Metropolita da Igreja Greco-Católica Ucraniana pelo Sínodo Eleitoral reunido em Kiev em substituição de Lubomyr Husar, que havia se aposentado por motivos de saúde. O Papa Bento XVI confirmou sua seleção em 25 de março de 2011.[1][6]

EntronizaçãoEditar

 
Placa exibindo o título de Patriarca Sviatoslav, usado pelos católicos ucranianos.

Shevchuk foi entronizado como Arcebispo maior em 27 de março de 2011 na nova igreja mãe da Igreja Greco-Católica Ucraniana, a Catedral Patriarcal da Ressurreição de Cristo em Kiev, que ainda estava em construção na época. Ele foi o primeiro primaz a ser entronizado em Kiev em 400 anos.[7][nota 1]

Representantes dos três principais ramos da Ortodoxia Oriental da Ucrânia estiveram presentes em sua entronização, incluindo o metropolita da Igreja Ortodoxa Autocéfala da Ucrânia, Metódio, o metropolita da Igreja Ortodoxa Ucraniana Volodymyr Sabodan e o Bispo Yevstratiy, representante do Patriarcado de Kiev.[7][nota 2]

AtividadeEditar

 
Sviatoslav no Senado Polonês

Em 29 de março de 2011, Shevchuk realizou uma visita ad limina ao Papa Bento XVI, e na véspera da viagem afirmou: "Estou partindo com meus bispos e todos os metropolitas de nossa igreja para Roma, porque é nosso dever fazer uma visita de cortesia ao Santo Padre (ou seja, o Papa)", disse ele em uma conferência de imprensa em Kiev. Shevchuk disse que o Sínodo dos Bispos da Igreja Greco-Católica Ucraniana preparou uma série de propostas para o Papa. "Vamos realmente contar como nossa igreja está se desenvolvendo e que cada igreja em desenvolvimento [se torna] um patriarcado, porque um patriarcado é um período na conclusão do desenvolvimento de uma igreja", disse ele.[8]

O cardeal Josyp Slipyj na década de 1960 já fez uma petição para o título patriarcal. Em vez disso, o Papa Paulo VI respondeu outorgando a categoria de "Arcebispo Maior", que concede todas as prerrogativas de um patriarca oriental ao chefe de uma igreja autônoma em plena comunhão, mas sem o título em si. Em 12 de junho de 2012, Shevchuk foi nomeado membro do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.[9]

Quando questionado em abril de 2011 se ele gostaria de encontrar o Patriarca Ortodoxo Russo Cirilo, Shevchuk disse que "(...)gostaria muito de visitá-lo e ter um encontro pessoal com ele. Estou convencido de que, na comunicação pacífica e aberta uns com os outros, podemos aliviar qualquer tensão... Acho que hoje devemos curar as feridas em vez de irritá-las e aprofundá-las. Só se pode curar as feridas da nossa memória com o perdão mútuo. Portanto, como para qualquer um de nossos irmãos ou vizinhos que feriram nós ou por quem fomos feridos, a melhor forma de comunicar é abrir-se ao diálogo fraterno, abrir-se à purificação da nossa memória, pedir perdão e perdoar".[10]

Em sua visita ad limina ao Papa Francisco em fevereiro de 2015, convidou-o para visitar a Ucrânia e ver como está a Guerra Civil no Leste da Ucrânia[11]

Realizou ainda outros encontros com o Papa Francisco, em 5 de julho[12] e em 2 de setembro de 2019[13] e em 29 de fevereiro de 2020.[14]

Referências

  1. a b RISU. «Argentinian Bishop Sviatoslav Shevchuk became new head of Ukrainian Greek Catholic Church». Consultado em 24 de março de 2011 
  2. «Consagración episcopal de Mons. Sviatoslav Shevchuk». Aica on line. Consultado em 24 de março de 2011 
  3. «УНІАН: Главою УГКЦ став єпископ Святослав (Шевчук)». Consultado em 24 de março de 2011 
  4. Catholic Hierarchy
  5. Dados biográficos no site da Arquidiocese maior
  6. «Conferma all'elezione dell'Arcivescovo Maggiore di Kyiv-Halyc (Ucraina)». Holy See Press Office. Consultado em 25 de março de 2011. Cópia arquivada em 20 de março de 2012 
  7. a b Tysiachna, Nadia (29 de março de 2011). «An Heir of the Great». The Day. Consultado em 5 de maio de 2017 
  8. «Patriarch Sviatoslav to ask Pope to grant Ukrainian Greek Catholic Church status of patriarchate». Interfax.com.ua. Consultado em 2 de agosto de 2012 
  9. «Donald Bolen appointed to Pontifical Council for Promoting Christian Unity». 12 de junho de 2012 
  10. «Head of UGCC would like to meet with Patriarch Kirill to relieve tension». Risu.org.ua. 15 de junho de 2012. Consultado em 2 de agosto de 2012 
  11. «Arcebispo de Kiev convida Papa a visitar a Ucrânia». ANSA Brasil. 23 de fevereiro de 2015. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  12. «Udienza all'Arcivescovo Maggiore, ai Metropoliti e al Sinodo permanente della Chiesa greco-cattolica ucraina, 05.07.2019» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé 
  13. «Papa: "Se o Espírito Santo não está presente, não há sinodalidade"». Canção Nova. 2 de setembro de 2019. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  14. «Le Udienze, 29.02.2020» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé 

Notas

  1. A maioria dos Arcebispos maiores anteriores foram instalados na Arquieparquia de Lviv dos Ucranianos. A arquidiocese metropolitana original de Kiev-Galícia foi suprimida em 1838 e Lviv serviu como a sede primária da Igreja Greco-Católica Ucraniana de 1808 até 2005, quando foi transferida de volta para Kiev.
  2. Na época, Yevstratiy era bispo auxiliar de Kiev para a Patriarcado de Kiev da Igreja Ortodoxa Ucraniana (e, portanto, assistente do Patriarca Filareto de Kiev). Desde então, ele se tornou o arcebispo da eparquia de Chernihiv.

links externosEditar

Precedido por
László Bíró
 
Bispo-titular de Castra Galbæ

20092011
Sucedido por
Edgar Aristizábal Quintero
Precedido por
Lubomyr Husar
 
Arcebispo-maior de Kiev-Halyč

2011
Sucedido por
incumbente