TV Brasil Capital

emissora de televisão brasileira de Brasília, DF, geradora da TV Brasil

TV Brasil Capital é uma emissora de televisão brasileira sediada em Brasília, Distrito Federal. Opera no canal 2 (15 UHF digital), e é uma emissora própria e matriz da TV Brasil. Devido a dificuldade de recepção em algumas áreas, a emissora também opera no canal 14 UHF no Gama. Seus estúdios estão localizados no subsolo do Venâncio Shopping, no Setor Comercial Sul (SCS) da Asa Sul, no Plano Piloto, e seus transmissores estão na Torre de TV Digital de Brasília, na região administrativa do Lago Norte.

TV Brasil Capital
Empresa Brasil de Comunicação S.A. - EBC
TV Brasil Capital
Brasília, Distrito Federal
Brasil
Tipo Educativa
Canais Digital: 15 UHF
Virtual: 2 PSIP
Outros canais 16 (Claro TV+)
Analógico:
2 VHF (2007-2016)
Sede Distrito Federal (Brasil) Brasília, DF
Slogan Informação e entretenimento, credibilidade, conhecimento para a sua vida
Rede TV Brasil
Fundador(es) Luiz Inácio Lula da Silva
Pertence a Empresa Brasil de Comunicação
Proprietário(s) Governo do Brasil
Presidente Hélio Doyle
Fundação 2 de dezembro de 2007 (16 anos)
Prefixo ZYA 505
Emissora(s) irmã(s)
Cobertura Distrito Federal e partes do Entorno
Coord. do transmissor 15° 41' 57.3" S 47° 49' 46.6" O
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial tvbrasil.ebc.com.br

História editar

 Ver artigo principal: TV Nacional

Anteriormente a sua fundação, a emissora pertencia a antiga Radiobrás, e era chamada de TV Nacional (nome derivado de sua co-irmã Rádio Nacional). A emissora foi fundada na data de fundação da nova capital, no caso, no dia 21 de abril de 1960, sendo a terceira emissora a ser criada, atrás apenas da TV Brasília e da antiga TV Alvorada (hoje RecordTV Brasília). Antes da TV Nacional se tornar uma emissora da futura TV Brasil, a TV Nacional tinha uma afiliação dupla entre a TVE Brasil e a TV Cultura, fazendo parte da Rede Pública de Televisão. Entre 2005 e 2007, a emissora chegou a transmitir a programação da SescTV durante a Madrugada.

No dia 25 de outubro de 2007 foi publicada no Diário Oficial da União, um decreto do Governo Federal que autorizava a fusão da Radiobrás (que além de cuidar da TV Nacional, administrava também a Rádio Nacional, a extinta NBR e a Agência Brasil, além de produzir o A Voz do Brasil) e a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (responsável pela TVE Brasil e pela TVE Maranhão, além da TV Escola e da Rádio MEC) para a criação da Empresa Brasil de Comunicação.

No dia 2 de dezembro de 2007, ao meio-dia, a emissora encerrou a programação como TV Nacional, e passou a entrar no ar oficialmente como uma emissora própria da TV Brasil. Desde então, a emissora, junto à TV Brasil Rio de Janeiro, gera a programação nacional.

Sinal digital editar

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
2.1 15 UHF 1080i Programação principal da TV Brasil Capital / TV Brasil
2.2 Canal Gov
2.3 480i widescreen Canal Educação
2.4 Canal Saúde

A emissora iniciou suas transmissões digitais em 21 de abril de 2009, através do canal 15 UHF, sendo a primeira emissora de TV da cidade a operar com a nova tecnologia.[1] Em 5 de agosto de 2015, passou a exibir pelo sub-canal 2.2 a programação da TV NBR, emissora da Secretaria de Comunicação Social. Em 9 de dezembro, também passou a exibir os canais do Poder Executivo, a TV Escola (2.3) e o Canal Saúde (2.4).[2] Em 10 de abril de 2019, o subcanal 2.2 passou a ser o canal secundário da TV Brasil, em razão da fusão da NBR com a emissora.[3] Em 26 de abril de 2022, a TV Escola foi substituída pelo Canal Educação no subcanal 2.3.[4]

Transição para o sinal digital

A TV Brasil Capital cessou suas transmissões analógicas pelo canal 2 VHF na madrugada do dia 12 de novembro de 2016, seis dias antes da data estipulada pelo cronograma oficial da ANATEL, que havia sido adiado para 17 de novembro.[5] A emissora interrompeu o sinal à 0h06, durante os créditos finais do filme Eles Não Usam Black-tie, exibido no Cine Nacional, e o substituiu por um slide do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.[6]

Programas editar

Além de gerar a programação nacional da TV Brasil, a emissora produz o telejornal Repórter DF, apresentado por Giulianno Cartaxo. O noticiário chegou a ser exibido na grade local até 2019, retornando em abril de 2021.

Referências

  1. «TV Brasil inicia transmissão de TV digital em Brasília no dia do aniversário da cidade». Portal Imprensa. 16 de abril de 2009. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  2. Pimentel, Carolina (9 de dezembro de 2015). «Começa transmissão de canais do Poder Executivo na TV aberta digital». Agência Brasil. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  3. Gontijo, Gabriel (9 de abril de 2019). «Portaria oficializa fusão da TV Brasil com NBR». Eu, Rio!. Consultado em 11 de abril de 2019 
  4. Moreno, Sayonara (26 de abril de 2022). «MEC estreia Canal Educação na multiprogramação da TV Brasil da EBC». Agência Brasil. Consultado em 24 de setembro de 2022 
  5. Craide, Sabrina (25 de outubro de 2016). «Emissoras terão mais prazo para desligar sinal analógico de TV no DF e Entorno». Agência Brasil. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  6. Gabriel Vaquer (18 de novembro de 2016). «Brasília desliga sinal analógico de televisão; veja como foi». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  Este artigo sobre televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.