Tabitha King

escritora norte-americana
(Redirecionado de Tabitha Spruce)

Tabitha King nascida Tabitha Jane Spruce (Old Town, 24 de março de 1949) é uma escritora norte-americana de fantasia, horror e ficção científica.

Tabitha King
Tabitha Jane Spruce
Nascimento 24 de março de 1949 (71 anos)
Old Town, Maine, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Cônjuge Stephen King (desde 1971)
Alma mater Universidade do Maine
Ocupação Escritora
Gênero literário Fantasia, horror e ficção científica

É casada com o também escritor Stephen King desde 1971.[1]

BiografiaEditar

Tabitha nasceu na cidade de Old Town, Condado de Penobscot, no Maine, em 1949.[2][3][4] É a filha mais velha de Sarah Jane Spruce (1923 – 2007) e Raymond George Spruce (1923 – 2014).[5] Tabitha concluiu o ensino médio na John Bapst Memorial High School e depois ingressou na Universidade do Maine, onde conheceu o marido, Stephen King, enquanto trabalhava com um grupo de estudos na Biblioteca Raymond H. Fogler. Os dois começaram a namorar e se casaram em 7 de janeiro de 1971.[6] A primeira filha do casal nasceu ainda em 1970, Naomi Rachel King. |Joseph Hillstrom King nasceu em 1972 e Owen Phillip King em 1977. Os três filhos também são escritores.[7][8]

CarreiraEditar

Tabitha publicou seu primeiro livro, Small World (publicado no Brasil como As Miniaturas do Terror e depois como Pequenas Realidades), em 1981.[6][9] Publicou mais nove romances desde então, o último Candles Burning, com Michael McDowell (1950 – 1999), sendo publicado em 2006.[10] Michael morreu em 1999 sem completar o romance e a família do autor pediu que Tabitha o finalizasse.[11][12]

PrêmiosEditar

  • Doutorado honorário em Letras pela Universidade do Maine em 1987.[13]
  • Dowd Achievement Award (1992).[14]
  • Constance H. Carlson Public Humanities Prize (1998).[15]

AtivismoEditar

Tabitha e o marido participam ativamente da comunidade literária do Maine, tendo renovado o acervo e reformado a biblioteca pública do estado no final dos anos 1980.[16] O casal mantém a The Stephen & Tabitha King Foundation, uma organização sem fins lucrativos, que favorece a cultura e a arte, especialmente a literatura no estado e na costa leste dos Estados Unidos.[17][18]

BibliografiaEditar

LivrosEditar

  • (1981) Small World - publicado no Brasil como As Miniaturas do Terror, em 1985, pela Francisco Alves e em 2019 como Pequenas Realidades, pela DarkSide Books
  • (1983) Caretakers
  • (1985) The Trap (também publicado como Wolves at the Door)
  • (1988) Pearl
  • (1993) One on One
  • (1994) The Book of Reuben
  • (1997) Survivor
  • (2006) Candles Burning (com Michael McDowell (1950 – 1999))

Não ficçãoEditar

  • (1994) Playing Like a Girl; Cindy Blodgett and the Lawrence Bulldogs Season of 93-94
  • (1994) Mid-life Confidential: The Rock Bottom Remainders Tour America with Three Chords and an Attitude

ContosEditar

  • (1981) The Blue Chair
  • (1985) The Demonstration
  • (1986) Road Kill
  • (1998) Djinn and Tonic
  • (2002) The Woman's Room
  • (2011) Archie Smith, Boy Wonder

PoesiaEditar

  • (1967) A Gradual Canticle for Augustine[19]
  • (1967) Moth[20]
  • (1968) Note 1 from Herodotus[20]
  • (1970) Nonsong[20]
  • (1971) The Last Vampire: A Baroque Fugue.[21]

RoteiroEditar

Referências

  1. Jeff Dooley, ed. (2 de junho de 1985). «Terror Mistress Tabitha King Spins A Thriller». Pittsburgh Press. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  2. Ana Paula Laux (ed.). «7 curiosidades sobre Tabitha King». Literatura Policial. Consultado em 9 de dezembro de 2014 
  3. Helen Forsberg, ed. (28 de março de 1993). «ONE ON ONE WITH TABITHA KING HORROR WRITER'S WIFE CARVES LITERARY NICHE». The Salt Lake Tribune. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  4. Alan Dumas, ed. (12 de outubro de 1994). «THAT OTHER KING YES, HUSBAND STEPHEN IS A HOUSEHOLD NAME, BUT TABITHA'S BOOKS SELL QUITE WELL, THANK YOU». Rocky Mountain News. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  5. «Raymond George Spruce Obituary». Bangor Daily News. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  6. a b «For Years, Stephen King's Firestarter Was Wife Tabitha, Now She Burns to Write, Too». People Magazine. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  7. Bev Vincent (ed.). «Onyx interviews: Tabitha King». Onyx. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  8. Mcaleer, Patrick (2011). The Writing Family of Stephen King: A Critical Study of the Fiction of Tabitha King, Joe Hill and Owen King. Nova Iorque: McFarland & Company. 207 páginas. ISBN 978-0786448500 
  9. Bob Keyes, ed. (4 de junho de 2006). «Tabitha King's passion burns brightly». Maine Sunday Telegram. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  10. «Candles Burning». Penguin Random House. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  11. Drew, Bernard A. (2009). Literary Afterlife: The Posthumous Continuations of 325 Authors' Fictional Characters. [S.l.]: McFarland & Company. 169 páginas. ISBN 978-0786441792 
  12. James Sullivan, ed. (4 de junho de 2006). «Drama Queen». Boston Globe. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  13. «Tabitha King». Bangorpedia. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  14. «Tabitha And Stephen King To Receive Chamber's 1992 Award». Bangor Daily News. 13 de novembro de 1991. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  15. Alicia Anstead, ed. (16 de outubro de 1998). «Tabitha King wins Carlson award Author lauded for literacy efforts». Bangor Daily News. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  16. «Constance H. Carlson Public Humanities Prize Tabitha King». Revista Humanities. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  17. «Mission». The Stephen & Tabitha King Foundation. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  18. «Maine Libraries Benefit From Stephen and Tabitha King Foundation Grants». Maine State Library. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  19. On Writing
  20. a b c «MOTH.». Abe Books. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  21. «STEPHEN & TABITHA KING POEMS, CONTRABAND #2, RARE '71». Worth Point. Consultado em 2 de janeiro de 2020 

Ligações externasEditar