Tavares Belo

compositor português

Armando Alberto Tavares Belo (Faro, 20 de novembro de 1911Cascais, 13 de dezembro de 1993[1]) foi um maestro e compositor português.

Tavares Belo
Nascimento 1911
Faro
Morte 1993
Cascais
Cidadania Portugal
Ocupação compositor, maestro, pianista
Prêmios
  • Oficial da Ordem do Infante Dom Henrique

PercursoEditar

Praticamente autodidata, notabilizou-se especialmente na área da música ligeira, tendo composto músicas para artistas como Corina Freire, Beatriz Costa, Laura Alves, Alice Amaro, Anita Guerreiro, Deolinda Rodrigues e Max, entre outros, compondo ainda obras de cariz erudito (nomeadamente dois concertos para piano e orquestra).

Do seu vasto curriculo como maestro registe-se que dirigiu a Orquestra da RTP no 1º Festival RTP da Canção, em 1964, e que criou uma orquestra de jazz, Swing, com êxito nos anos 40 e 50.

Entra em 1946 para a Emissora Nacional, onde exerce o cargo de Maestro Titular da Orquestra Ligeira da Emissora Nacional, por 36 anos, até 1982, o ano da sua retirada.

Compôs ainda as bandas sonoras dos filmes Rosa de Alfama e Duas Causas, ambos de Henrique Campos.

ReconhecimentoEditar

A 11 de fevereiro de 1984, foi agraciado com o grau de Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[2]

Desde 2012 o seu nome está consagrado na toponímia de Lisboa através da Rua Tavares Belo, situada na freguesia de Santa Clara.[3] É também homenageado em arruamentos de Fernão Ferro, concelho do Seixal, da Parede, concelho de Cascais, e de Faro, sua terra natal.[4][5]

Referências

  1. Boletim Municipal de Lisboa nº 974, 3º Suplemento
  2. «Entidades Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Armando Tavares Belo". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  3. «Sítio da Câmara Municipal de Lisboa: toponímia». www.cm-lisboa.pt. Consultado em 7 de dezembro de 2021 
  4. «A Rua do maestro Tavares Belo que regeu a Orquestra RTP no 1º Festival da Canção». Toponímia de Lisboa. 11 de outubro de 2018. Consultado em 7 de dezembro de 2021 
  5. «Código Postal - Rua Tavares Belo». Código Postal. Consultado em 7 de dezembro de 2021 

Bibliografia PassivaEditar

  • Marreiros, Glória Maria. Quem Foi Quem? 200 Algarvios do século XX (2ª ed., 2001). Edições Colibri, Lisboa, ISBN 972-772-192-3

Ligações externasEditar