Abrir menu principal

Terena (Alandroal)

freguesia de Alandroal, Portugal
Portugal Portugal Terena (São Pedro) 
  Freguesia  
Panorâmica do centro histórico da vila de Terena, vendo-se, ao fundo, o Castelo
Panorâmica do centro histórico da vila de Terena, vendo-se, ao fundo, o Castelo
Símbolos
Brasão de armas de Terena (São Pedro)
Brasão de armas
Gentílico Terenense
Localização
Localização no concelho de Alandroal
Localização no concelho de Alandroal
Terena (São Pedro) está localizado em: Portugal Continental
Terena (São Pedro)
Localização de Terena (São Pedro) em Portugal
Coordenadas 38° 37' 15" N 7° 24' 41" O
País Portugal Portugal
Região Alentejo
Sub-região Alentejo Central
Província Alto Alentejo
Concelho ADL.png Alandroal
História
Fundação 1262
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Miguel da Conceição Pereira Gomes (DITA)
Características geográficas
Área total 82,97 km²
População total (2011) 767 hab.
Densidade 9,2 hab./km²
Código postal 7250-065
Outras informações
Orago São Pedro
Concelho extinto de Terena
Fundação do concelho 1262
Extinção do concelho 1836
Freguesias do concelho Matriz de Terena
Capelins
Santiago Maior
Antigos Concelhos de Portugal Flag of Portugal.svg
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Terena (Alandroal)

Terena é uma freguesia portuguesa do concelho do Alandroal[1], na região do Alentejo, com 82,97 km² de área e 767 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 9,2 hab/km². A freguesia inclui esta localidade e Hortinhas. Tem o nome alternativo de São Pedro, sendo por vezes também conhecida como São Pedro de Terena.

Localizada no centro do concelho, a freguesia de Terena (São Pedro) tem por vizinhos as localidades de Nossa Senhora da Conceição (Alandroal) a nordeste, Capelins a sueste e Santiago Maior a sudoeste, e os concelhos do Redondo a oeste e de Vila Viçosa a norte.

HistóriaEditar

As origens da vila de Terena são muito antigas. O seu primeiro foral foi concedido no século XIII, sendo elaborado pelo Cavaleiro D. Gil Martins e sua mulher D. Maria João. Terena vem do Árabe "at-Tunis". Já no século XVI, em 10 de Outubro de 1514, o Rei D. Manuel I concedeu-lhe o Foral da leitura nova. A vila de Terena desempenhou um importante papel de defesa fronteiriça, através do seu castelo, que integrava a linha de defesa do Guadiana. No seu território desenvolveu-se desde tempos remotos o culto à Virgem Maria (possível fruto da cristianização de cultos pagãos), sendo o seu Santuário, hoje chamado da Boa Nova, já celebrado por Afonso X de Castela nas suas Cantigas de Santa Maria. O concelho de Terena, que abrangia as freguesias de Terena, Capelins e Santiago Maior, foi extinto em 1836, estando desde então integrado no concelho de Alandroal. O concelho tinha, de acordo com o recenseamento de 1801, 1 757 habitantes. Nos finais da década de 1970, foi construída nesta freguesia a Barragem do Lucefécit, que permitiu o desenvolvimento da agricultura de regadio nesta região. Nesta vila decorre anualmente, no Domingo e Segunda-Feira de Pascoela, a afamada e concorrida romaria de Nossa Senhora da Boa Nova.[2]

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Terena (São Pedro) [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
877 1 050 974 1 058 1 342 1 441 1 607 1 986 1 965 1 912 1 094 1 119 1 009 859 767

Associações culturais, recreativas e religiosasEditar

  • Associação de Protecção aos Idosos da Freguesia de Terena (APIT)
  • Centro de Cultura e Desporto de Terena
  • Confraria de Nossa Senhora da Boa Nova
  • Confraria do Pão (Monte das Galegas)
  • Paróquia de São Pedro de Terena
  • Santa Casa da Misericórdia de Terena (actualmente sem actividade)

PatrimónioEditar

Referências

Ligações externasEditar