O Conde de Monte Cristo (filme de 2002)

filme de 2002 dirigido por Kevin Reynolds

The Count of Monte Cristo (bra/prt: O Conde de Monte Cristo[1][2][3]) é um filme de produção internacional entre Estados Unidos, Reino Unido e Irlanda de 2002, do gênero drama romântico, produzido por Roger Birnbaum, Gary Barber, e Jonathan Glickman e dirigido por Kevin Reynolds. O roteiro tem como base o romance homónimo de Alexandre Dumas.

The Count of Monte Cristo
Cartaz promocional
No Brasil O Conde de Monte Cristo
Em Portugal O Conde de Monte Cristo
 Estados Unidos  Reino Unido  Irlanda
2002 •  cor •  131 min 
Direção Kevin Reynolds
Produção Gary Barber
Roger Birnbaum
Jonathan Glickman
Roteiro Jay Wolpert
Baseado em The Count of Monte Cristo de Alexandre Dumas
Elenco Jim Caviezel
Guy Pearce
Richard Harris
James Frain
Dagmara Domińczyk
Luis Guzmán
Gênero drama
aventura
suspense
mistério
Música Edward Shearmur
Cinematografia Andrew Dunn
Edição Stephen Semel
Companhia(s) produtora(s) Touchstone Pictures
Spyglass Entertainment
Distribuição Buena Vista Pictures
Lançamento Estados Unidos 25 de janeiro de 2002
Brasil 1 de maio de 2002[1]
Idioma inglês
Orçamento US$35 milhões
Receita US$75,4 milhões

Estrelado por Jim Caviezel, Guy Pearce e Richard Harris.[2] Segue a trama geral do romance, com a história principal de prisão e vingança preservada, mas muitos elementos, incluindo as relações entre os personagens principais e o final, foram modificados, simplificados, adicionados ou removidos. O filme teve um sucesso modesto nas bilheterias.

SinopseEditar

 
A Janela Azul da ilha de Gozo aparece no fundo de algumas cenas (foto de 2003)[4]

O Conde de Monte Cristo (The Count of Monte Cristo) é a clássica história de Alexandre Dumas sobre um jovem inocente que erroneamente, mas deliberadamente, é preso, e de sua brilhante estratégia para se vingar daqueles que o traíram.

O jovem e destemido marinheiro Edmond Dantes (Jim Caviezel) é um rapaz honesto e sincero, cuja vida pacífica e planos de se casar com a linda Mercedes (Dagmara Domińczyk) são abruptamente destruídos quando Fernand (Guy Pearce), seu melhor amigo, que deseja Mercedes para ele, o trai. Com uma sentença fraudulenta para cumprir na infame prisão da ilha do Castelo de If, Edmond se vê aprisionado em um pesadelo que dura 13 anos.

Assombrado pelo curso que tomou sua vida, com o passar do tempo ele abandona tudo que sempre acreditou sobre o que é certo e errado, e se consome por pensamentos de vingança contra aqueles que o traíram. Com a ajuda de outro preso (Richard Harris), Dantes planeja e é bem-sucedido em sua missão de escapar da prisão e se transformar no misterioso e riquíssimo Conde de Monte Cristo.

Com uma astúcia cruel, ele se envolve com a nobreza francesa e sistematicamente destrói os homens que o manipularam e o aprisionaram.

ElencoEditar

Locais de filmagemEditar

Cerca de 80% do filme foi filmado na ilha de Malta, onde a capital Valeta representou Marselha.[5] A cidade fortificada de Vittoriosa, parte do Grão-Porto de Valeta, foi escolhida por sua forte semelhança com o Porto de Marselha no início do século XIX.[6] O trecho à beira-mar de Vittoriosa conhecido como Xatt Ir-Risq e o Forte de Santo Elmo aparecem especificamente nas cenas de "Marselha".[6] O Grão-Porto tinha a vantagem adicional de ser um dos poucos portos com profundidade suficiente para permitir que os enormes veleiros de época trazidos do Reino Unido atracassem.[5] Torre de Santa Maria na ilha de Comino foi usado para os exteriores do Castelo de If; a Janela Azul de Gozo também aparece nas cenas ambientadas na ilha de Montecristo.[7][4]

Na Irlanda, as locações incluíram Powerscourt Estate, que representou a propriedade que Dantès compra e onde ele hospeda sua grande introdução à sociedade parisiense, enquanto a Kilruddery House aparece como a casa do Mondego no início do filme.[8][9] A cena de luta climática entre Dantès e Mondego foi filmada perto de Slane no Condado de Meath.[9]

RecepçãoEditar

O Conde de Monte Cristo possui uma classificação de 73% com base em 143 avaliações no Rotten Tomatoes, com o consenso crítico de que: "Embora possa não alcançar novos patamares artísticos, O Conde de Monte Cristo é um swashbuckler à moda antiga e agradável".[10] No Metacritic, o filme recebeu uma pontuação de 61 em 100, com críticas geralmente favoráveis.[11] O público entrevistado pela CinemaScore entregou ao filme uma nota média de "A" em uma escala de A + a F..[12]

Roger Ebert deu ao filme 3 estrelas de 4, escrevendo: "O Conde de Monte Cristo é um filme que incorpora pirataria, Napoleão no exílio, traição, confinamento solitário, mensagens secretas, túneis de fuga, fanfarronice, alívio cômico, um mapa do tesouro, Alta sociedade parisiense e doce vingança, e traz isso em menos de duas horas, com atuações de bons atores que estão claramente se divertindo. Este é o tipo de filme de aventura que os estúdios produziram na Idade de Ouro - tão tradicional que quase parece novo".[13]

BilheteriaEditar

O filme arrecadou 75.395.048 milhões de dólares, sendo 54.2 milhões em bilheterias domésticas e 21.1 milhões no mercado internacional.[14]

Trilha sonoraEditar

The Count of Monte Cristo OST
Trilha sonora de Edward Shearmur
Lançamento 25 de janeiro de 2002
Gravação 2001
Duração 53:03
Gravadora(s) RCA

A trilha sonora oficial do filme foi composta e conduzida por Edward Shearmur e executada pela London Metropolitan Orchestra.[15]

Referências

  1. a b «Ação e farsa liberam canastrice dos atores». Folha de S.Paulo. 1 de maio de 2002. Consultado em 18 de fevereiro de 2018 
  2. a b O Conde de Monte Cristo Cineplayers
  3. «O Conde de Monte Cristo». no CineCartaz (Portugal) 
  4. a b Khomami, Nadia (8 de março de 2017). «'It's heartbreaking': Maltese mourn collapse of Azure Window arch». The Guardian. Cópia arquivada em 8 de março de 2017 
  5. a b Producers' Creative Partnership (14 de novembro de 2010). About Malta and the Making of "The Count of Monte Cristo". Vimeo. Consultado em 17 de junho de 2020 
  6. a b www.visitmalta.com. «Filming Locations». Consultado em 17 de junho de 2020 
  7. Borg, Jean Pierre; Cauchi, Charlie (2015). World Film Locations: Malta. [S.l.: s.n.] ISBN 9781783204984 
  8. «Movies». powerscourt.com. Consultado em 17 de junho de 2020 
  9. a b «The Count of Monte Cristo». visitwicklow.ie. Consultado em 17 de junho de 2020 
  10. The Count of Monte Cristo Rotten Tomatoes
  11. «Count of Monte Cristo, The». Metacritic. Consultado em 27 de fevereiro de 2008 
  12. «Find CinemaScore» (Type "Count of Monte Cristo" in the search box). CinemaScore. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  13. http://www.rogerebert.com/reviews/the-count-of-monte-cristo-2002
  14. «The count of Monte Cristo budget». Box Office Mojo. Consultado em 18 de setembro de 2008 
  15. «The Count of Monte Cristo (Soundtrack)». Consultado em 7 de fevereiro de 2009