Abrir menu principal

The Shanghai Gesture

filme de 1941 dirigido por Josef von Sternberg
The Shanghai Gesture
Aconteceu em Xangai (PRT)
Tensão em Xangai (BRA)
 Estados Unidos
1941 •  p&b •  95 min 
Direção Josef von Sternberg
Produção Arnold Pressburger
Theo. W. Baumfeld
Albert de Courville
Roteiro Josef von Sternberg
John Colton
(peça)
Elenco Gene Tierney
Walter Huston
Victor Mature
Gênero policial
Música Richard Hageman
Direção de fotografia Paul Ivano
Direção de arte Boris Leven
Efeitos especiais Harry Redmond Jr.
Figurino Oleg Cassini
Royer
Edição Sam Winston
Companhia(s) produtora(s) Arnold Pressburger Films
Distribuição United Artists
Lançamento Estados Unidos 15 de janeiro de 1942
Portugal 30 de outubro de 1942
Idioma inglês
francês
chinês
Orçamento US$ 1 000 000[1]

The Xangai Gesture (bra: Tensão em Xangai /prt: Aconteceu em Xangai) é um filme norte-americano de 1941, do gênero policial, dirigido por Josef von Sternberg e estrelado por Gene Tierney e Walter Huston.

Notas sobre a produçãoEditar

O filme marca o retorno do diretor von Sternberg ao exotismo de Xangai desde Shanghai Express (1932). Forma com The Saga of Anatahan a dupla de únicas obras que se equiparam às grandes produções que o diretor assinou na década de 1930.[2] Hans J. Wollstein, do site AllMovie, considera-o seu último grande filme.[3]

O roteiro é baseado na peça de John Colton, que teve duzentas e seis apresentações na Broadway entre fevereiro e setembro de 1926.[4] Para conseguir o aval do Código Hays, diversas mudanças tiveram de ser feitas: o prostíbulo original tornou-se um cassino; um adultério foi transformado em um casamento partido; o vício da heroína em entorpecentes, em vício das cartas.[3] Ainda assim, o roteiro somente foi aprovado após ter sido submetido trinta vezes aos censores.[5]

SinopseEditar

O cassino de "Mamãe" Gin Sling corre o risco de ser fechado por Sir Guy Charteris, um financista inglês. Para evitar isso, "Mamãe" põe-se a procurar os podres na vida de Sir Guy. Ela acaba por descobrir que o homem deixou a China no passado, levando todo o dinheiro da esposa, a quem abandonou e tentou matar. Para trás, deixou ele também uma filha, Poppy. E o mais interessante é que, hoje, Poppy tem uma dívida enorme com o cassino, pois tornou-se jogadora compulsiva. Com essas descobertas, "Mamãe" Gin Sling está pronta para chantagear Sir Guy.[5]

PremiaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Direção de Arte (preto e branco)
Melhor Trilha Sonora Original
Indicado
Indicado

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Gene Tierney Poppy
Walter Huston Sir Guy Charteris
Victor Mature Omar
Ona Munson "Mamãe" Gin Sling
Phyllis Brooks A corista
Albert Bassermann O comissário de polícia
Maria Ouspenskaya A ama
Eric Blore O escriturário
Ivan Lebedeff O jogador
Rex Evans O advogado

Referências

  1. «101 Pix Gross in Millions». Variety (em inglês): 58. 6 de janeiro de 1943 
  2. Robinson, David (1984). "Marlene Dietrich", in Movies of the Thirties (em inglês). Londres: Orbis. ISBN 9780856136603 
  3. a b Wollstein, Hans J. «The Shanghai Gesture» (em inglês). AllMovie. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  4. «The Shanghai Gesture». Internet Broadway Database. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  5. a b Brenner, Paul. «The Shanghai Gesture» (em inglês). AllMovie. Consultado em 1 de novembro de 2016 

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar