Tuva

república russa
Rússia República de Tuva

Республика Тыва (russo)
Тыва Республика (tuviniano)

 
  República  
Símbolos
Bandeira de República de Tuva
Bandeira
Brasão de armas de República de Tuva
Brasão de armas
Hino Men – Tyva Men
Localização
Localização da República de Tuva na Rússia.
Localização da República de Tuva na Rússia.
País  Rússia
Distrito federal Siberiano
Região econômica Leste Siberiana
História
Estabelecido em 31 de março de 1992
Administração
Capital Quizil
Presidente Sholban Kara-ool
Características geográficas
 • Total 170 500 km²
 • Total 307 930
Informações
Fuso horário UTC+7
Outras informações
Língua oficial Russo e tuviniano
IDH (2010) 0,750 (80.º) – alto[1]
Código ISO 3166-2 RU-TY
Sítio gov.tuva.ru

Tuva (russo: Тува́, tr. Tuvá; em tuviniano: Тыва), oficialmente a República de Tuva (em russo: Респу́блика Тыва́; em tuviniano: Тыва Республика) é uma divisão federal da Federação da Rússia. Tem cerca de 300 000 habitantes e sua a capital é Quizil. Foi em Tuva que pela primeira vez uma mulher foi presidente da república de um pais (uma república autónoma no seio da República Soviética Russa) na época moderna, a presidente Khertek Anchimaa-Toka.

GeografiaEditar

 
Mapa de Tuva

Tuva localiza-se no extremo sul da Sibéria. Sua capital, Quizil, fica no centro geográfico da Ásia. A porção oriental da república é coberta por florestas e elevada, enquanto a parte a oeste é de menor altitude e mais seca.

Fuso horárioEditar

Tuva se situa na zona horária de Krasnoiarsk (KRAT/KRAST). Sua hora com relação ao UTC é +0700 (KRAT) / +0800 (KRAST).

RiosEditar

Há mais de 8 000 rios na República de Tuva. A área inclui curso alto do rio Ienissei. Grande parte dos rios da região são afluentes do Ienissei. Há ainda numerosas nascentes em Tuva.

Entre os principais rios estão:

LagosEditar

 
Kyzyl, capital de Tuva

Existem diversos lagos no território da república. Na maior parte, lagos de depressão e residuais (lagos salgados).

Incluem-se entre os maiores lagos:

MontanhasEditar

A área da República de Tuva é uma região montanhosa com uma altitude média de 600 metros, circundada pelos montes Saian e Tannu-Ola. As montanhas cobrem mais de 80% do território.

Recursos naturaisEditar

Os principais recursos naturais de Tuva são carvão mineral, minério de ferro e ouro.

HistóriaEditar

O território de Tuva foi controlado pelo Império Xiongnu (209 AC - 93 DC) e pelo estado de Xianbei Mongol (93–234), Rouran Khaganate (330–555), o Quirguiz Yenisei (século 7 - 13), Império Mongol (1206 –1271), dinastia Yuan (1271–1368), dinastia Yuan do Norte (1368–1691), Khotgoid Khanate e Zunghar Khanate (1634–1758). Tribos medievais mongóis, incluindo Oirats e Tumeds, habitavam áreas que agora fazem parte da república de Tuvan.

De 1758 a 1911, foi parte da dinastia Qing da China e administrada pela Mongólia Exterior.Durante a Revolução Xinhai na China, a Rússia czarista formou um movimento separatista entre os tuvanos, enquanto também havia grupos pró-independência e pró-mongóis. O czar Nicolau II concordou com a terceira petição da liderança de Tuva em 1912, estabelecendo um protetorado sobre o então estado independente. Alguns russos, como mercadores, viajantes e exploradores já se estabeleceram em Tuva naquela época. Tuva tornou-se nominalmente independente como República Uryankhay antes de ser colocada sob o protetorado russo como Uryankhay Krai sob o czar Nicolau II, em 17 de abril de 1914.

Uma capital Tuvan foi estabelecida, chamada Belotsarsk (Белоца́рск; literalmente, "(Cidade) do Czar Branco"). Enquanto isso, em 1911, a Mongólia tornou-se independente, embora sob proteção russa. Após a Revolução Russa de 1917, que encerrou a autocracia imperial, a maior parte de Tuva foi ocupada de 5 de julho de 1918 a 15 de julho de 1919 pelas tropas russas brancas de Aleksandr Kolchak. Pyotr Ivanovich Turchaninov foi nomeado governador do território. No outono de 1918, a parte sudoeste foi ocupada por tropas chinesas e a parte sul por tropas mongóis lideradas por Khatanbaatar Magsarjav.

De julho de 1919 a fevereiro de 1920, o Exército Vermelho comunista controlou Tuva, mas de 19 de fevereiro de 1920 a junho de 1921 foi ocupada pela China (o governador era Yan Shichao [tradicional, transliteração Wade-Giles: Yan Shi-ch'ao]). Em 14 de agosto de 1921, os bolcheviques estabeleceram a República Popular de Tuvan, popularmente chamada de Tannu-Tuva. Em 1926, a capital (Belotsarsk; Khem-Beldyr desde 1918) foi renomeada para Kyzyl, que significa "vermelha". Tuva era de jure um estado independente entre as Guerras Mundiais. O primeiro governante do estado, o primeiro-ministro Donduk, procurou fortalecer os laços com a Mongólia e estabelecer o budismo como religião oficial. Isso perturbou o Kremlin, que orquestrou um golpe realizado em 1929 por cinco jovens graduados de Tuvan na Universidade Comunista dos Trabalhadores do Leste em Moscou.

Em 1930, o regime pró-soviético descartou a escrita mongol do estado em favor de um alfabeto latino projetado para Tuva por lingüistas russos. Em 1943, a escrita cirílica substituiu o latim. Sob a liderança do secretário do Partido Salchak Toka, os russos étnicos receberam plenos direitos de cidadania e as influências budistas e mongóis no estado e na sociedade de Tuvan foram sistematicamente reduzidas.

Tuva foi anexada pela União Soviética em 1944, com a aprovação do Pequeno Khural (parlamento) de Tuva, mas sem um referendo sobre o assunto. Tornou-se o Oblast Autônomo de Tuvan dentro da República Socialista Federativa Soviética da Rússia após a vitória soviética na Segunda Guerra Mundial. Salchak Toka, o líder do Partido Revolucionário do Povo Tuvan, recebeu o título de Primeiro Secretário do Partido Comunista Tuvan e tornou-se o governante de fato de Tuva até sua morte em 1973. Ela se tornou a República Socialista Soviética Autônoma de Tuvan, em 10 de outubro de 1961.

Em fevereiro de 1990, o Movimento Democrático Tuvan foi fundado por Kaadyr-ool Bicheldei, um filólogo do Instituto Pedagógico do Estado de Kyzyl. O objetivo do partido era proporcionar empregos e moradia (ambos eram escassos) e também melhorar o status da língua e da cultura tuvaniana. No final do ano, houve uma onda de ataques contra a considerável comunidade russa de Tuva, incluindo ataques de franco-atiradores a caminhões e ataques a assentamentos remotos com 168 mortos. As tropas russas foram finalmente convocadas. Muitos russos deixaram a república durante este período. Tuva permaneceu remota e de difícil acesso.

Tuva foi signatária do tratado de 31 de março de 1992 que criou a Federação Russa. Uma nova constituição para a república foi elaborada em 22 de outubro de 1993. Isso criou um parlamento de 32 membros (Supremo Khural) e um Grande Khural, que trata da legislação local. Esta constituição foi aprovada por 53,9% (ou 62,2%, de acordo com outra fonte) dos tuvanos em um referendo em 12 de dezembro de 1993. Ao mesmo tempo, o nome oficial foi alterado de Tuva (Тува) para Tyva (Тыва).

DemografiaEditar

  • População total: 305 510 (2002)
    • Urbana: 157 299 (51,5%)
    • Rural: 148 211 (48,5%)
    • Homens: 144 961 (47,4%)
    • Mulheres: 160 549 (52,6%)
      • Mulheres para 1000 homens: 1 108
  • Média etária: 25,5 anos
    • Urbana: 26,4 anos
    • Rural: 24,5 anos
    • Homens: 25,2 anos
    • Mulheres: 27,6 anos
  • Número de famílias: 82 882
    • Urbano: 47 073
    • Rural: 35 809
  • Estatísticas de vida (2005)
    • Nascimentos: 5 979 (Taxa de natalidade 19,4)
    • Mortes: 4 326 (Taxa de mortalidade 14,0)
  • Grupos étnicos

De acordo com o censo russo de 2002, os tuvanos, um grupo de povos túrquicos, representam 77,0% da população da república. Outros grupos incluem os russos (20,1%), os komis (1 404 pessoas, ou 0,5%), e diversos outros grupos que não chegam cada um a 0,5% do total da população.

As línguas oficiais são o tuvano e o russo.

ReligiãoEditar

Duas religiões são comuns entre o povo de Tuva: o budismo tibetano e o xamanismo. O atual líder espiritual do budismo tibetano é Tenzin Gyatso, o décimo quarto Dalai Lama. Em setembro de 1992, Tenzin Gyatso visitou Tuva por três dias. Em 20 de setembro, ele abençoou e consagrou a bandeira amarelo-azul-branca de Tuva, que havia sido oficialmente adotada três dias antes.

O povo tuvano - junto com os uigures amarelos na China - é um dos únicos dois grupos turcos que são principalmente adeptos do budismo tibetano, que coexiste com as tradições xamanísticas nativas.

Os tuvanos foram expostos ao budismo pela primeira vez durante os séculos 13 e 14, quando Tuva entrou na composição do Império Mongol. Os primeiros templos budistas descobertos por arqueólogos no território de Tuva datam dos séculos 13 e 14. Durante os séculos 16 e 17, o budismo tibetano ganhou popularidade em Tuva. Um número crescente de templos novos e restaurados está entrando em uso, e tem havido uma tendência crescente de noviços sendo treinados como monges e lamas nos últimos anos. A prática religiosa diminuiu sob as políticas restritivas do período soviético, mas agora está florescendo.

 
Templo budista de Kyzyl (Цеченлиң / Tsechenling).

O xamanismo também está sendo revivido, inclusive nas formas Tengrianas organizadas.

De acordo com uma pesquisa de 2012, 61,8% da população de Tuva adere ao Budismo, 8% ao Tengrismo ou Xamanismo Tuvan, 1,5% à Igreja Ortodoxa Russa, aos Velhos Crentes ou outras formas de Cristianismo, 1% ao Protestantismo. Além disso, 7,7% seguem outras religiões ou não responderam ao questionário. 8% da população declara ser "espiritual, mas não religiosa" e 12% ateu.

PolíticaEditar

O chefe do governo em Tuva é o presidente do governo, eleito para um mandato de quatro anos. O primeiro Presidente do Governo foi Sherig-ool Oorzhak. Em 2007, o Presidente do Governo era Sholban Kara-ool. A legislatura de Tuva, o Grande Khural, tem 162 assentos; cada deputado é eleito para um mandato de quatro anos. A atual bandeira de Tuva - amarela para prosperidade, azul para coragem e força, branca para pureza - foi adotada em 17 de setembro de 1992.

 
Presidente da República de Tuva Sholban Kara-ool (à direita) em 2016

A Constituição da República foi adotada em 23 de outubro de 1993. Em 3 de abril de 2007, o presidente russo Vladimir Putin nomeou Sholban Kara-ool, 40, um ex-campeão de luta livre, como Presidente do Governo de Tuva. A candidatura de Sholban Kara-ool foi aprovada pelo Khural em 9 de abril de 2007.

EconomiaEditar

Tuva tem uma indústria de mineração em desenvolvimento (carvão, cobalto, ouro e muito mais). As indústrias de processamento de alimentos, madeira e metalurgia também estão bem desenvolvidas. A maior parte da produção industrial está concentrada na capital Kyzyl e em Ak-Dovurak. De acordo com o IDH, a República de Tuva é a região menos desenvolvida da Rússia.

 
Uma mina de carvão em Tuva.

TurismoEditar

Tuva é uma região com uma história, cultura e natureza únicas. Todas as zonas nativas da Terra, exceto savana (até mesmo a floresta tropical, veja floresta tropical do sul da Sibéria) são apresentadas em Tuva. Existem mais de 100 nascentes de água mineral em Tuva. O maior deles são as fontes termais quentes Ush-Beldir e Tarys, a temperatura da água é de 52-85 °C.

Fontes minerais frias e lagos salgados são populares entre os turistas e a população em geral por suas qualidades medicinais. A localização geográfica de Tuva, entre a taiga do leste da Sibéria e a paisagem da Ásia Central, gera uma riqueza de flora e fauna.

Lugares popularesEditar

  • Montanha mais alta: Mongun-Taiga
  • Lago Azas

TransporteEditar

Tuva não tem uma ferrovia, embora os famosos selos postais da década de 1930, projetados em Moscou durante a independência de Tuvan, retratem erroneamente locomotivas como uma demonstração de progresso de inspiração soviética lá.

CulturaEditar

radicionalmente, o povo Tuvan é uma cultura nômade da Ásia Central que habita uma yurt, com tradições distintas em música, culinária e arte popular. A música Tuvan apresenta o canto gutural Tuvan (khoomei), em que o cantor canta um tom fundamental e um harmônico simultaneamente. Este tipo de canto pode ser ouvido durante apresentações da Orquestra Nacional de Tuva, em eventos como o 'Dia Internacional de Khoomei', realizado no Teatro Nacional Tuvinian, Kyzyl

O cantor Sainkho Namtchylak tem seguidores internacionais. Namtchylak também está muito envolvido com a cultura Tuvan, todos os anos convidando músicos ocidentais para se apresentarem em Kyzyl e aprenderem sobre Tuva, sua cultura e sua música.

Nos últimos anos, Kongar-ool Ondar, outro cantor gutural de Tuvan, se tornou bem conhecido no Ocidente, em grande parte por causa do filme Genghis Blues com Ondar e o cantor de blues americano Paul Pena.

Huun-Huur-Tu tem sido um dos conjuntos de música Tuvan mais conhecidos desde o final dos anos 1990, enquanto o conjunto Alash ganhou destaque no início dos anos 2000.

A tradição do artesanato Tuvan inclui o entalhe em pedra macia (agalmatolito). Um motivo frequente são os animais de tamanho portátil, como os cavalos.

Escavações arqueológicas importantes em Tuva incluem Arzhaan-1 e Tunnug 1, datando do século IX aC. e Arzhaan-2, onde a arte animal cita em grande variedade e mais de 9.000 peças decorativas de ouro foram descobertas. Uma coleção de joias de ouro deste site está em exibição no Museu Nacional Aldan-Maadyr em Kyzyl.

Os festivais que celebram as tradições tuvanianas incluem o festival de cinema ecológico "The Living Path of Dersu", o Festival Interregional de Culturas Nacionais "Heart of Asia". Tornou-se tradição realizar o festival internacional de música ao vivo "Ustuu-Khuree", o Simpósio Internacional "Khoomei - o fenômeno da cultura dos povos da Ásia Central", o concurso regional-festival de intérpretes de instrumentos nacionais "Dingildai ", o Festival Internacional de Feltro" Patterns of Life on Felt "Canções pop" Melodies of the Sayan Mountains ".

Khuresh, a forma de luta livre em Tuvan, é um esporte muito popular. Os competidores vestem trajes coloridos com mangas compridas, com o objetivo de lançar o oponente ao chão. As competições são realizadas no festival anual Naadym em Tos-Bulak.

EsportesEditar

Bandy é tocado em Tuva. O estilo de luta livre mongol é muito popular, assim como a maioria das artes marciais. Obviamente, esportes relacionados à equitação também são predominantes na área.

 
Competição de luta livre no estádio "Хүреш" (de Tuvan, uma grafia invertida de "Khuresh").

EducaçãoEditar

As instalações mais importantes de ensino superior incluem a Tuvan State University e o Tuvan Institute of Humanities, ambos na capital, Kyzyl.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tuva
  Este artigo sobre Geografia da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.