Usuária:Lilian Viana/Testes

Marisa Midori Deaecto (Cidade, DD de Mês de 1973)[1] é historiadora e professora universitária brasileira.[2]

Dedica-se aos estudos da História do livro e da edição, autora de livros premiados, com publicações sobre o tema no Brasil e exterior. (ref. Livro)

No filnal do artigo voltar pra cá


seu tema de estudo é o livro. E o que é o livro?

ela aborda o objeto livro

toma o livro como objeto de estudo, adentrando em sua esfera como palavra e coisa. A história do livro ocmo história não apenas de um objeto mas das sociedades - ao revelar seus conteúdos - portanto uma dimensao abstrata - e sua mayterialidade que enseja esxpacos de organizacao, tecnicas de organizacao e preservacaao e este objeto comprrendido como algo que demanda tecnologias a sua confeccao e elaboracao. ]


historiografia brasileira

historiografia do livro

historiadora e crítica da cultura

[...] a autora desvenda, enquanto historiadora e crítica da cultura, novas perspectivas para o labor histórico e historiográfico.p.14

livro entendido pela autora como "síntese de múltiplas determinações"

ela pesquisa - um livro em suas dimensões " técnica, bibliográfica, historiográfico-ideológica, histórico-social, mercadológica, contextual, política" E considera impactos das obras "na crítica e na vida propriamente político-cultural [...] o que enseja considerar contextos históricos nacional e internacional. p. 15

A historigorafia dos livros é historiografia das sociedades e seu desenvolvimento


p. 307 aborda o livro de sua livre-docencia e seu fazer nele., pode por isso num parágrafo

em que transpassa as muitas temporalidades que envolvem seu tema de estudo: aborda o objeto livro na longa duraçaõ de sua história; conduz nossa leitura por uma conjuntura revolucionária desde 1789; por fim, nos mergulho no próprio evento que foi a publicação da obra de François Guizot em plena Primavera dos Povos

obra rigorosa que consolida seu lugar na história do livro

Formação acadêmicaEditar

Em 1996 graduou-se em História na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).[3] Na mesma universidade concluiu, em 2000, o mestrado em História Econômica, sob orientação de Edgard Carone, com a dissertação Comércio e Vida Urbana na Cidade de São Paulo (1889-1930), em que abordou, por meio do comércio e da vida urbana, as transformações ocorridas na cidade de São Paulo durante a Primeira República. Este trabalho foi publicado como livro em 2002, pela Editora Senac[4] (verificar o livro na FFLCH e citar a pg q corresponde ao parágrafo do mestrado, depois ajustar a ref com a paginação específica)

Na mesma instituição, defendeu em 2005 sua tese de doutorado No Império das Letras: Circulação e Consumo de Livros na São Paulo Oitocentista, sob orientação de Raquel Glezer e coorientação de Jean-Yves Mollier, [5] que resultou na publicação do livro O Império dos Livros : Instituições e Práticas de Leituras na São Paulo Oitocentista (2011), pela Edusp.[6] FICA BOM O ANO ENTRE PARENTESES?

Defendeu em 2019[3], na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), sua tese de livre-docência,[7] posteriormente transformada no livro História de um Livro: A Democracia na França, de François Guizot (1848-1849), publicado em 2021 pela Ateliê Editorial, com prefácio de Carlos Guilherme Mota e posfácio de Lincoln Secco, ambos historiadores.[8][9] Nesta obra Marisa Midori atravessa as distintas temporalidades que envolvem seu tema de estudo: aborda a história do objeto livro, transporta o leitor a uma conjuntura revolucionária desde 1789 e, por fim, o conduz a publicação da obra De la Democracie en France, de François Guizot (P. 307).[8] Para Lincoln Secco, esta é uma "obra rigorosa e erudita" que consolida o lugar de Marisa Midori na História do livro.(P. 313).[8]

Carreira TRAJETÓRIA COMECAR AQUIEditar

Professora no Departamento de Jornalismo e Editoração da ECA-USP, ministra disciplinas sobre a História do livro e Editoração.[10] Coordena, com Plinio Martins Filho e Thiago Mio Salla, a Com-Arte, editora-laboratório do curso de Editoração da ECA-USP.[11]

Na FFLCH-USP, desde 2010, orienta pesquisas na área da Economia do Livro, no Programa de Pós-Graduação em História Econômica.[12][13] Marisa Midori também apresenta a coluna Bibliomania da Rádio USP, onde faz comentários sobre livros e edição.[14][15]

No período de 2010 e 2011 foi membro da Diretoria da Associação Nacional de História, entidade que representa os historiadores do Brasil e fomenta o estudo e o ensino de história.[16][17]

Atuou em 2013 como professora visitante na Eszterházy Károly College, Hungria, e na École Pratique des Hautes Études, em Paris. Em 2017, atuou como professora visitante na École Nationale des Chartes, e École Nornale Supérieure, ambas em Paris. (FONTE? - outra q não seja o Lattes)

No mesmo ano, recebeu o título de Doutora Honoris Causa (PQ CAIXA ALTA?) pela Universidade Eszterházy Károly, Eger, Hungria[18][19][20] por suas contribuições à disseminação da história dos livros e também das bibliotecas em perspectiva transacional.[21] (alterei aum pouco p tirar as aspas, mas bem pouco msm rs)

Marisa Midori é pesquisadora da cátedra "Histoire et Civilisation du Livre", dirigida pelo historiador Frédéric Barbier (CNRS-EPHE) (O QUE ESSA SIGLA SIGNIFICA? POR POR EXTENSO), e do GRUPEBRAF-IEB (O QUE ESSA SIGLA SIGNIFICA? POR POR EXTENSO) , coordenado por Regina Maria Salgado Campos (USP) .[3][22] Ela coordena, o grupo de estudos História da Edição e das Práticas de Leitura no Brasil (séculos XIX e XX),[3] e o Grupo de Pesquisa Brasil-França do Instituto de Estudos Avançados da USP, em parceria com o Institut des Amériques (IdA)[23] (ESTE GRUPO É MSM EM PARCERIA DO IEA COM O IdA?)

Marisa Midori integra o conselho editorial das seguintes revistas:

Historiadora do Livro Historiografia do livroEditar

INDICAR A PESQUISADORA E SEU PROCESSO

Marisa dedica-se a história do livro, da edição e da imprensa paulistana.[29] POR QUE AFIRMA QUE ELA SE DEDICA A HISTÓRIA DA IMPRENSA PAULISTANA? ISSO É O RECORTE DELA? EU ACHEI ESTRANHO DDIZER ISSO, POIS VEMOS A LIVRE DOCENCIA DELA, O TRABALHO QUE RENDEU O TITULO NA HUNGRIA, TUDO ISSO DEMONSTRA UMA PESQUISADORA QUE NAO ESTÁ RESTRITA AO CONTEXTO PAULISTANO.


Em entrevista, Marisa Midori contou que sua história com os livros começou na infância e lembra do SEU (?) primeiro livro, Minidicionário Aurélio. Depois vieram os livros emprestados dos primos, (foi) quando passou a formar (a) SUA primeira biblioteca literária (NAO ENTENDI, OS PRIMOS EMPRESTAVAM E COM ISSO ELA FORMOU UMA BIBLIOTECA? OU ELA GANHOU? OU A BIBIOTECA DELA FOI FORMADA COM LIVROS DE SEBOS E LIVRARIAS?), depois os livros dos sebos, depois as livrarias. Sobre a importância de falar (ELA ESTUDA, PESQUISA CONHECE E COMUNICA, EU SUGIRO REVER O TERMO FALAR MSM Q TENHA SIDO USADO NA FONTE ORIGINAL) sobre livros Marisa conclui "se o livro pode servir como uma espécie de fuga, ele também SE nos apresenta como a janela para o mundo. Tudo depende de nossas escolhas."[30]

Dentre suas publicações, ela nos convida a conhecer a historiografia do livro Através de uma viagem editorial, social e política. SOBRE seu último livro, História de um Livro: A Democracia na França, de François Guizot (1848-1849), o professor e historiador Lincoln Secco destaca:

"Aqui temos a reunião de muitas obras que Marisa escreveu, leu ou simplesmente folheou nas muitas bibliotecas onde pesquisou. Só assim ela pode nos brindar com uma obra rigorosa e erudita que consolida seu lugar na História do Livro”.[9] ACREDITO QUE NÃO PRECISA DAS ASPAS, POIS JÁ É UM RECUO/RECURSO DE CITAÇÃO

Livros publicadosEditar

  • 2022: A Bibliodiversidade e Preço do Livro - Organização Marisa Midori Deaecto, colaboração Patricia Sorel e Lívia Kalill (Ateliê Editorial)[31] [32]
  • 2021: História de um Livro: A Democracia na França de Francois Guizot (1848-1849). (Ateliê Editorial)[9]
  • 2021: Livro: A Revista - Coordenado por Marisa Midori e Plinio Martins Filho. (Edusp)[33]
  • 2017: As Bibliotecas de Maria Bonomi. (Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin)[34][35]
  • 2017: Livros e Universidades - Organização Marisa Midori Deaecto e Plinio Martins Filho (Com-Arte)[36]
  • 2016: Bibliomania - Marisa Midori Deaecto e Lincoln Secco. (Ateliê Editorial)[37][38]
  • 2011: O Império dos Livros - Instituições e Práticas de Leituras na São Paulo Oitocentista. (Edusp)[39]
  • 2011: Outros 300! (Edusp) FONTE
  • 2011: Impresso no Brasil: Dois Séculos de Livros Brasileiros - Organização de Aníbal Bragança e Márcia Abreu, colaboração de Marisa Midori.[40]
  • 2010: Paula Brito: Editor, Poeta, Artífice das Letras - Organização de José de Paula Ramos Jr., Marisa Midori Deaecto e Plinio Martins Filho. (Edusp)[41]
  • 2010: Sortes de Villamor - Em co-autoria com Nilma Lacerda (Scipione) - VERIFICAR OUTRAS FONTES QUE APAREÇAM O NOME DA PROFA.
  • 2008: São Paulo: Espaço e História. (LCTE)
  • 2004: Leituras Marxistas e Outros Estudos. (Xamã)
  • 2002: Comércio e Vida Urbana na Cidade de São Paulo (1889-1930). (Senac)[4]

PrêmiosEditar

  • 2012 - 54º Prêmio Jabuti, categoria Comunicação - Com a publicação O Império dos Livros - Instituições e Práticas de Leituras na São Paulo Oitocentista.[42]
  • 2011 - Prêmio Sérgio Buarque de Holanda, Categoria Ensaio Social - Com a publicação O Império dos Livros - Instituições e Práticas de Leituras na São Paulo Oitocentista.[43]
  • 2011 - 53º Prêmio Jabuti, categoria Comunicação - Com a publicação Impresso no Brasil: Dois Séculos de Livros Brasileiros (Organização de Aníbal Bragança e Márcia Abreu, colaboração de Marisa Midori).[44][45][46]
  • 2011 - 53º Prêmio Jabuti, categoria Livros Paradidáticos - Com a publicação Sortes de Villamor (em co-autoria com Nilma Lacerda)[47] VERIFICAR OUTRAS FONTES QUE APAREÇAM O NOME DA PROFA. VERIFICAR AS REFERÊNCIAS

Referências

  1. «WorldCat Identities - Marisa Midori Deaecto». Consultado em 1 de julho de 2022 
  2. «Docentes Pós-graduação em História Econômica FFLCH/USP». Pós-graduação em História Econômica FFLCH/USP. Consultado em 19 de agosto de 2022 
  3. a b c d «Currículo Lattes Marisa Midori Daecto». CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. 13 de maio de 2022. Consultado em 26 de agosto de 2022 
  4. a b Deaecto, Marisa Midore (2002). Comércio e vida urbana na cidade de São Paulo (1889-1930). São Paulo: Senac. 235 páginas. ISBN 8573592583 
  5. Deaecto, Marisa Midore (2005). No Império das Letras. circulação e consumo de livros na São Paulo oitocentista (Dissertação de mestrado, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo). São Paulo: [s.n.] 
  6. Deaecto, Marisa Midori (2011). O Império dos Livros. instituições e práticas de leitura na São Paulo oitocentista. São Paulo: Edusp. 448 páginas. ISBN 9788531413094 
  7. Rollemberg, Marcello (13 de setembro de 2021). «A vida das palavras - Em "História de Um Livro", a pesquisadora e professora da ECA Marisa Midori dá voz a obra escrita no século 19 e à sua recepção mundo afora». Jornal da USP. Jornal da USP. Consultado em 13 de julho de 2022 
  8. a b c Deaecto, Marisa Midori (2021). História de um Livro. a democracia na França, de François Guizot (1848-1849). Cotia: Ateliê Editorial. ISBN 9786555800326 
  9. a b c «Ateliê lança a obra 'História de um Livro: A Democracia na França, de François Guizot (1848-1849)', escrita por Marisa Midori Deaecto». Ateliê Editorial. 24 de agosto de 2021. Consultado em 13 de julho de 2022 
  10. «Docentes - CJE Jornalismo e Editoração». CJE Jornalismo e Editoração. Consultado em 23 de agosto de 2022 
  11. «Com-Arte - Quem somos». Com-Arte. 2021. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  12. «Marisa Midori Deaecto — IEA USP». www.iea.usp.br. Consultado em 18 de novembro de 2021 
  13. «Docentes: Marisa Midori Deaecto». FFLCH. Pós-Graduação em História Econômica. Consultado em 24 de junho de 2022 
  14. «Marisa Midori recebe título de Doutora Honoris Causa na Hungria». Jornal da USP. 10 de outubro de 2017. Consultado em 4 de fevereiro de 2022 
  15. «Colunistas - Bibliomania Marisa Midori». Jornal da USP. Consultado em 15 de julho de 2022 
  16. «Associação Naciona de História - Diretoria Nacional (2009-2011)». Associação Nacional dos Professores Universitários de História, ANPUH. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  17. «Portal dos Jornalista - Perfil: Marisa Midori». Portal dos Jornalistas. Dezembro de 2012. Consultado em 19 de agosto de 2022. Cópia arquivada em 18 de novembro de 2021 
  18. «Jegyzökönyv» (PDF). Universidade Eszterhazy Károly. 27 de setembro de 2017. p. 9. Consultado em 30 de junho de 2022 
  19. «Akikre Büszkék Vagyunk: Az Eszterházy Károly Egyetem Bölcsész Díszdoktorai». Universidade Eszterházy Károly. Consultado em 30 de junho de 2022 
  20. «Frédéric Barbier et Marisa Midori Deaecto, docteurs honoris causa de l'l'Université Károly Esterházy de Eger». Institut d'histoire moderne et contemporaine. 19 de outubro de 2017. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  21. «Arquivos, bibliotecas e hemerotecas são memórias do mundo» (PDF). Arquivo do Estado. Revista do Arquivo. VII (12): 134. Abril de 2021. Consultado em 30 de junho de 2022 
  22. «IEA/USP - Regina Maria Salgado Campos». Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. 3 de agosto de 2022. Consultado em 26 de agosto de 2022 
  23. Rezende, Fernanda (13 de abril de 2021). «IEA/USP - Programa de Cátedras Franco-Brasileiras no Estado de São Paulo». Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. Consultado em 9 de setembro de 2022 
  24. «Expediente | Revista Nordestina de História do Brasil». ojs.historiadaamericalatina.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2022 
  25. «Mouro : Revista Marxista». www.mouro.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2022 
  26. «NELE – Núcleo de Estudos do Livro e da Edição». www.usp.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2022 
  27. «Conselho editorial - Conselho Científico Internacional». Magyar Könyvszemle. Consultado em 15 de julho de 2022 
  28. «Expediente Histoire et civilisation du livre (correspondentes estrangeiros)». Librairie Droz. Consultado em 23 de agosto de 2022 
  29. Deaecto, Marisa Midori (26 de fevereiro de 2008). «Os primórdios da imprensapaulista: José da Costa Carvalho,fundador de O Farol Paulistano(1827-1831)». Revistas UEPG. Revista de História Regional. 12 (2): 29. Consultado em 19 de agosto de 2022 
  30. Albuquerque, Renata de (12 de maio de 2016). «Paixão pelos livros e pela leitura». Ateliê Editorial - Blog da Ateliê. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  31. «Bibliodiversidade e Preço do Livro». Livraria da Travessa. Consultado em 13 de julho de 2022 
  32. «Lançamento e sessão de autógrafos da obra 'Bibliodiversidade e Preço do Livro' na Livraria da Tarde». Ateliê Editorial - Blog da Ateliê. 10 de março de 2022. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  33. Rodrigues, Maria Fernanda (4 de dezembro de 2021). «Babel: Hora de Clarice terá encontro presencial em São Paulo no aniversário de Clarice Lispector». Estadão. Consultado em 30 de junho de 2022 
  34. «As Bibliotecas de Maria Bonomi». Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin. Consultado em 30 de junho de 2022 
  35. Pinto, Manuel da Costa (25 de março de 2018). «Com releituras visuais, livro descreve bibliotecas ao redor do mundo». Folha de S. Paulo. Consultado em 30 de junho de 2022 
  36. «Livros e Universidades». Com-Arte. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  37. «Bibliomania». Ateliê Editorial. Consultado em 30 de junho de 2022 
  38. Rodrigues, Maria Fernanda (11 de março de 2016). «Isenção tributária para o livro digital já tem data de votação - NÃO FICÇÃO: Bibliofilia». Estadão. Consultado em 30 de junho de 2022 
  39. Deaecto, Marisa Midori. «O Império dos Livros : Instituições e Práticas de Leitura na São Paulo Oitocentista». Edusp. Consultado em 4 de fevereiro de 2022 
  40. «Impresso no Brasil: Dois séculos de livros brasileiros». Editora Unesp. Consultado em 15 de julho de 2022 
  41. «Paula Brito: Editor, Poeta e Artífice das Letras». Edusp. Consultado em 30 de junho de 2022 
  42. «Vencedores do 54° Prêmio Jabuti são anunciados; veja a lista». G1 - Pop & Arte. 19 de outubro de 2012. Consultado em 8 de fevereiro de 2022 
  43. «Marisa Midore Deaecto - Prêmio Literário Biblioteca Nacional». Biblioteca Nacional. Consultado em 30 de junho de 2022 
  44. «Premiados 2011 - Comunicação». Prêmio Jabuti. Consultado em 15 de julho de 2022 
  45. «Impresso no Brasil». Livraria da Travessa. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  46. «Impresso no Brasil: dois séculos de livros brasileiros». Blogger Hiperspaço. 18 de janeiro de 2019. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  47. «Premiados do Ano - 53º Prêmio Jabuti». Prêmio Jabuti. Consultado em 8 de fevereiro de 2022 

Ligações externasEditar