Abrir menu principal
Autismo: direitos iguais

Olá! Meu nome é D.A.R.7., brasileiro e paranaense natural de Curitiba. Sou descendente de imigrantes italianos dos dois lados extremos da bota da Itália de norte a sul, mais precisamente Trentino-Alto Ádige e Calábria. Mas podem me chamar de Sebraein, um nome fictício que surgiu no tempo em que eu explorava todos os artigos do CD-ROM da Compton's Interactive Encyclopedia. Sebraein é um trocadilho composto pelas palavras Sebrae (uma rede pública de empresas particulares do Brasil) e brain (cérebro em inglês). Esse nome do qual estou falando, surgiu na década de 1990, mais precisamente em 1995, como denominação do projeto de uma nova enciclopédia, cuja iniciativa foi abandonada em 2001, quando a Wikipédia de língua inglesa foi criada. Comecei na Wikipédia em 17 de março de 2005. Nasci com problemas de autismo. Concentro minhas atividades em artigos históricos e geográficos porque eu posso ensinar história e geografia para os meus tios e parentes lá em Santa Catarina durante as viagens de feriado. Espero ajudar em muita coisa e meu interesse é ajudar a Wikipédia Lusófona a ser a maior e melhor enciclopédia da Internet brasileira e portuguesa, executando tarefas intelectuais, editando, traduzindo e reparando artigos, principalmente de história regional do Brasil, história regional do mundo, geografia do Brasil e geografia do mundo. Boas contribuições! Até mais!

Para maiores informações sobre as minhas atividades e fazer perguntas enciclopédicas e culturais de 1 contra 100 sobre geografia envie uma mensagem de correio-eletrônico para mailto:deyvidsetti@gmail.com.

Um pouco da história de minha famíliaEditar

Eu sou filho de um jornalista em Curitiba. Meus avós paternos nasceram no Rio Grande do Sul e se estabeleceram, como agricultores, no interior de Campos Novos (SC), mais precisamente na comunidade de Rio Pardo, onde ainda residem alguns de seus filhos, meus tios. Meu pai é o terceiro filho do casal, descendente de italianos, o que resulta sua grande curiosidade por assuntos relacionados com a história de sua família e dos ancestrais vindos do norte da Itália, principalmente de sua descendência trentina por parte de pai e vêneta por parte de mãe. É especialista em assuntos de cooperativismo do Paraná, tendo escrito o livro "Ocepar 35 anos - Mais de um século de história" e "Sicredi Paraná 20 anos - Fragmentos das História do Cooperativismo de Crédito" e "Coamo 40 anos". Iniciou sua atividade como jornalista no Jornal O Estado do Paraná, depois na Emater (ex-Acarpa) e prestou serviços também ao Sicredi Paraná. Em minhas viagens a Santa Catarina tenho contato com o campo,com a vida dura dos agricultores, apesar de viverem com certa tranquilidade e bom conforto, proporcionado pela receita financeira dos frangos, milho e gado de leite.

Por que resolvi contribuir com a Wiki?Editar

Porque sou um rato de biblioteca desde 14 de fevereiro de 2005. Sou apaixonado pelos livros e pela vida intelectual dos irmãos mais velhos da minha mãe, justamente por ser um autodidata. Tem pessoas que gostam de conversar comigo e trocar ideias porque são amigos de longa data e pessoas que não gostam de conversar porque são pessoas tímidas que não querem ser incomodadas, principalmente quando tenho assunto para falar, ou seja, sou um viciado em conversas telefônicas no Skype, pois alugo demais as pessoas que não fazem parte do nosso projeto de enciclopédia, assunto que causou náuseas nos ouvidos de alguns dos meus familiares, inclusive do meu irmão que mora em Dionísio Cerqueira.

O conhecimento para mim é uma utilíssima fonte de convívio social. É fundamental levar o conhecimento científico para os mais longínquos rincões do Brasil, principalmente para os municípios mais ou menos pobres do interior do país onde as pessoas não têm condições financeiras para comprar livros que ajudem os seus filhos a estudarem por um futuro melhor, ajudando a resolver os problemas do país, garantindo o desenvolvimento social e econômico.

Sempre pensando no futuro do povo de Santa Catarina (cuja biblioteca estadual é a pior da Região Sul do Brasil e as bibliotecas municipais que são pequenas e de péssima qualidade) e de outras regiões do Brasil que possuem apenas bibliotecas menores e fajutas, de ora em diante, tomo a minha prazerosa liberdade em estar contribuindo por mais tempo para a Wikipédia escrevendo artigos sobre história e geografia, mais precisamente verbetes sobre países, estados, províncias, departamentos, regiões, municípios, acidentes geográficos, governos, geografias físicas, demografias, economias, histórias, infraestruturas, culturas e esportes.

Em que área eu talvez contribua mais?Editar

Eu gosto de muito de contribuir na área de geografia porque é um conhecimento para trocar ideias sobre países com direito à tirar fotos de pontos turísticos e monumentos de cidades, estados e cidades em viagens de férias prolongadas, ou seja, para vidas bem sucedidas. Em outras palavras, geografia é coisa de gente inteligente que sabe raciocinar qual é o país mais rico, mais pobre, mais livre, menos livre, mais honesto, mais corrupto, etc. Minha maior paixão intelectual são as bandeiras, os brasões e os hinos.

Onde é possível me encontrar fora da Wiki?Editar

Wikipedistas, vocês podem me encontrar na minha casa em Curitiba e no Facebook, ligando para o meu celular cujo número é 55 (41) 99674-7655, depois é só perguntar o meu endereço residencial para contato pessoal. Se gostam de fazer perguntas sobre história, geografia, política, biologia, química, física, matemática, língua portuguesa, inglês, línguas estrangeiras, música, arte, literatura, teologia e esportes a fim de trocar ideias comigo sobre qualquer assunto de interesse intelectual, anotem o meu endereço para entrar em contato: o meu correio-eletrônico é mailto:deyvidsetti2014@gmail.com.

Minhas piores redações entre 2012 e 2016Editar

Abaixo a lista de redações que carecem de sentido e depõem contra o seu texto:

  • Em vez de escrever "O Brasil é apresentador de riquezas naturais", digite "O Brasil possui riquezas naturais" ou "Riquezas naturais são apresentadas pelo Brasil".
  • Quando for reescrever "De 1822 a 1889, tremulou no Brasil a bandeira imperial", não reescreva "De 1822 a 1889, foi tremulada no Brasil a bandeira imperial", assim como no caso incorreto "A bandeira foi tremulada pelo vento", o que na voz passiva não faz o menor sentido, a não ser "O vento tremulou as bandeiras" ou "As bandeiras tremularam". É a mesma coisa que dizer "O aluno foi estudado geografia", "O professor de português foi ensinado "voz passiva", "A diverticulite foi matado Tancredo Neves", entre outras paráfrases de qualidade inferior. Pense duas vezes e traduza a frase original para "De 1822 a 1889, desfraldou no Brasil a bandeira imperial", fica muito mais bonito desse jeito.
  • Uso incorreto de verbos-suporte quando não se sabe como utilizá-los. Exemplo: "O Paraná teve o pertencimento a São Paulo", ao invés de "O Paraná pertencia a São Paulo", "O Paraná pertencia a São Paulo" ou "O Paraná era pertencente/subordinado a São Paulo". Bom, é melhor usar sinônimos, para descrever o que eu entendi com minhas próprias palavras, desde que outra página da web que não a Wikipédia lusófona não reformule/parafraseie/reescreva o texto original de alguma fonte online ou impressa.
  • Já, a quarta redação ruim que eu tive ao escrever o artigo "História do Maranhão", foi essa: "Fulano de tal foi permanecido num casebre de madeira". Pode parecer correto, mas pense duas vezes: é melhor dizer "Fulano de tal permaneceu numa mansão triplex", pois fica bem mais estiloso para uma tradução para o português com palavras diferentes. "Foi permanecido" fica meio esquisito demais, não é verdade? Pois isso é mais um golpe para aprender a falar japonês e acabar querendo se mudar do Brasil. Nesse caso, tente traduzir "permaneceu" para "ficou" "Permanecido", nesse caso, poderia ser traduzido como "foi mantido". No entanto, é preferível trocar "permanecer" por "manter-se", como em "As cores da bandeira do Império do Brasil foram mantidas", "As cores do brasão do estado de São Paulo permaneceram", "Os limites do Brasil permaneceram os mesmos desde as últimas anexações territoriais" ou "A capital do Brasil manteve-se a mesma desde 1960".