Vergínia (gente)

(Redirecionado de Vergínios)

A gente Vergínia ou Virgínia (em latim: Verginia) era uma das mais proeminentes gentes da Roma Antiga, desde o princípio dividida em ramos patrício e plebeu. Era uma gente muita antiga e ocupou os cargos mais altos da magistratura romana nos primeiros anos da República. O primeiro da família a chegar ao consulado foi Opítero Vergínio Tricosto em 502 a.C., o sétimo ano da República. Os membros plebeus da gente estavam também entre os primeiros tribunos da plebe.[1]

OrigemEditar

A ortografia do nome "Verginius" ou "Virginius" tem sido tema de disputa já desde a antiguidade; mas "Verginius" é geralmente a forma encontrada, tanto em manuscritos quanto em inscrições. Escritores modernos aparentemente preferem "Virginius", provavelmente por uma analogia com "virgo", uma "donzela". Um caso similar ocorre com o nome "Vergilius", que geralmente é escrito como "Virgílio" atualmente.[1]

PrenomesEditar

Os primeiros Vergínios preferiam os prenomes ("praenomina") The early Verginii favored the praenomina Opitero, Próculo, Tito, Aulo, Lúcio e Espúrio. Posteriormente, os prenomes preferidos foram Lúcio, Aulo e Tito.[1][2][3]

Ramos e cognomesEditar

Todos os membros patrícios da gente Vergínia tinham o cognome ("cognomina") Tricosto, que foram divididos em várias famílias com os agnomes "Celimontano", "Esquilino" e "Rutilo" respectivamente. Os dois primeiros presumivelmente derivam dos montes Célio e Esquilino, onde provavelmente viviam. Rutilo é derivado de um adjetivo latino que significa "avermelhado" e provavelmente era uma referência a algum membro da gente que tinha cabelos ruivos. O general Lúcio Vergínio Rufo, que viveu no século I, pode ter ganho o seu cognome pelo mesmo motivo.

Embora os Vergínios plebeus tenham também sido mencionados desde um período remoto, nenhum deles teve um cognome. Já no período imperial, apareceram membros da gente com outros cognomes.[1][4]

MembrosEditar

Vergínios TricostosEditar

Tricostos CelimontanosEditar

Tricostos EsquilinosEditar

Tricostos RutiloEditar

OutrosEditar

Referências

  1. a b c d Smith,Verginii
  2. T. Robert S. Broughton, The Magistrates of the Roman Republic (1952).
  3. Realencyclopädie der Classischen Altertumswissenschaft.
  4. D.P. Simpson, Cassell's Latin & English Dictionary (1963).
  5. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 17.
  6. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas v. 49.
  7. T. Robert S. Broughton, The Magistrates of the Roman Republic (1952).
  8. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 54.
  9. Lívio, Ab Urbe Condita iv. 21.
  10. Diodoro Sículo, Bibliotheca Historica, xii. 49.
  11. Lívio, Ab Urbe Condita vi. 1.
  12. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 21.
  13. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas vi. 2.
  14. T. Robert S. Broughton, The Magistrates of the Roman Republic (1952).
  15. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 28-30
  16. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas vi. 34, 42, 69.
  17. Ascônio Pediano, in Cornel., p. 76, ed. Orelli.
  18. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 63
  19. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas ix. 56.
  20. Diodoro Sículo, Bibliotheca Historica, xi. 70.
  21. Lívio, Ab Urbe Condita iii. 31.
  22. Diodoro Sículo, Bibliotheca Historica, xii. 4.
  23. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas x. 31.
  24. Censorino, De Die Natali, 17.
  25. Lívio, Ab Urbe Condita iii. 65.
  26. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas xi. 51.
  27. Diodoro Sículo, Bibliotheca Historica, xii. 27.
  28. Fastos Capitolinos
  29. Lívio, Ab Urbe Condita v. 8, 9, 11, 12.
  30. T. Robert S. Broughton, The Magistrates of the Roman Republic (1952).
  31. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 41.
  32. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas viii. 68, ix. 51.
  33. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 48, 49, iii. 7.
  34. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas ix. 14.
  35. T. Robert S. Broughton, The Magistrates of the Roman Republic (1952).
  36. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 51.
  37. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas ix. 25.
  38. T. Robert S. Broughton, The Magistrates of the Roman Republic (1952).
  39. Lívio, Ab Urbe Condita ii. 29-30.
  40. Lívio, Ab Urbe Condita iii. 11-13.
  41. Lívio, Ab Urbe Condita v. 29.
  42. Lívio, Ab Urbe Condita x. 23.
  43. Lívio, Ab Urbe Condita xxvii. 43.
  44. Cícero, Brutus, 48.
  45. Plutarco, Vidas Paralelas, "Sulla," 10.
  46. Apiano, Bellum Civile, iv. 48.
  47. Tácito, Histórias iii. 77, iv. 3.
  48. Suetônio, De Claris Rhetoribus, "Persius."
  49. Burmann, Praefat. ad. Cic. Herennium. ed. Schütz, p. xiv.
  50. Plínio, Epistulae vi. 21.

Ligações externasEditar