Abrir menu principal

Vicente Joaquim Zico

Vicente Joaquim Zico, CM
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Belém do Pará
Atividade Eclesiástica
Congregação Congregação da Missão
Diocese Arquidiocese de Belém do Pará
Nomeação 4 de julho de 1990
Predecessor Dom Alberto Gaudêncio Ramos
Sucessor Dom Orani João Tempesta, O.Cist.
Mandato 1990 - 2004
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 22 de outubro de 1950
por Dom Jorge Marcos de Oliveira
Nomeação episcopal 5 de dezembro de 1980
Ordenação episcopal 6 de janeiro de 1981
Basílica de São Pedro
por Papa João Paulo II
Lema episcopal CUM MARIA MATER IESU (Com Maria, Mãe de Jesus)
Nomeado arcebispo 5 de dezembro de 1980
Brasão arquiepiscopal
Template-Metropolitan Archbishop.svg
Dados pessoais
Nascimento Luz
27 de janeiro de 1927
Morte Belém do Pará
4 de maio de 2015 (88 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas - Arcebispo-coadjutor de Belém do Pará (1981-1990)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Vicente Joaquim Zico CM (Luz, 27 de janeiro de 1927Belém, 4 de maio de 2015) foi um bispo católico brasileiro, foi o 8º Arcebispo de Belém do Pará.

EstudosEditar

Fez seus estudos fundamentais em Luz e Dores do Indaiá, no período de 1934 a 1937. Seguiu estudos na Escola Apostólica do Caraça, Minas Gerais, no período de 1938 a 1942.

Ingressou na Congregação da Missão no dia 4 de fevereiro de 1943, onde professou no dia 19 de março de 1945.

Estudou Filosofia e Teologia em Petrópolis, no Seminário São Vicente de Paulo, no período de 1945 a 1950. Realizou estudos de pós-graduação em pastoral catequética, em Paris, França, no período de 1967 a 1969

PresbiteradoEditar

Foi ordenado sacerdote no dia 22 de outubro de 1950, aos 23 anos de idade, pelas mãos de Dom Jorge Marcos de Oliveira (19151989).

Foi professor, diretor espiritual e reitor no Seminário da Prainha em Fortaleza (1952-1963); diretor espiritual da Associação dos Filhos de Maria de Fortaleza, atualmente a Juventude Mariana Vicentina de Fortaleza (1957-1963); ( reitor do Seminário São Vicente de Paulo, Petrópolis, Rio de Janeiro (1963-1966); conselheiro provincial da Província Lazarista do Rio de Janeiro; conselheiro geral da Congregação da Missão, na Cúria Generalícia em Roma, Itália.

EpiscopadoEditar

Arcebispo coadjutor de Belém do ParáEditar

A 5 de dezembro de 1980, Vicente Zico foi nomeado pelo Papa João Paulo II Arcebispo Coadjutor de Belém, com direito à sucessão.

Foi ordenado bispo no dia 6 de janeiro de 1981, aos 53 anos de idade, pelas mãos do Papa João Paulo II, na Basílica de São Pedro, em Roma, Itália. Foram concelebrantes de sua ordenação episcopal o Cardeal Giovanni Canestri e seu irmão Dom Belchior Joaquim da Silva Neto, CM.

Exerceu a função de Arcebispo Coadjutor de Belém no período de 1981 a 1990.

Foi assessor para a CNBB e Santa Sé, da Associação da Juventude Mariana Vicentina do Brasil de 1981 a 1990.

Arcebispo de Belém do ParáEditar

No dia 4 de julho de 1990 foi nomeado pelo Papa João Paulo II Arcebispo de Belém do Pará, sucedendo a Dom Alberto Ramos que renunciara ao completar 75 anos.

Foi membro da Comissão Episcopal Pastoral-Dimensão Missionária da CNBB, de 1987 a 1994; visitador apostólico dos seminários do Nordeste; vice-presidente e presidente da CNBB Norte 2; conselheiro da Pontifícia Comissão para a América Latina (Roma). Apresentou sua renúncia à Arquidiocese, conforme a norma canônica, aos 75 anos, em 2002 que só foi aceita pelo Papa em 2004.

Como arcebispo emérito de Belém do Pará, fixou residência na cidade, onde faleceu no dia 4 de maio de 2015.

SucessãoEditar

Dom Vicente Joaquim Zico foi o 8º Arcebispo de Belém do Pará, sucedeu a Dom Alberto Gaudêncio Ramos (1915 – 1991) e teve como sucessor Dom Orani João Tempesta, O.Cist. (1950 – ).

Brasão de Armas EpiscopaisEditar

Conforme a descrição oficial disponível no portal da Arquidiocese de Belém, o brasão de Sua Excelência é assim definido:

Descrição

No campo tripartido, a estrela ilumina os dois flancos que contêm o pão da palavra e o da Eucaristia banhados pelas águas do Rio Mar.

Motto

‘’Cum Maria Mater Iesu’’ (Com Maria, mãe de Jesus)

Comentário

Brilha no céu a estrela da evangelização para realizar em Belém, "Casa do Pão" o próprio Cristo, lux mundi e "o Caminho, a Verdade e a Vida". O Pão da Palavra – Palavra de Deus – está simbolizado no livro aberto destacando "o Alpha e o Omega", Princípio e Fim ( Apoc. 22,13 ). O Pão Eucarístico, fonte e ápice da liturgia ( S.C. 536, 537 ) prefigura-se no cálice e no pão, como síntese da Missão Apostólica. O ministério do Arcebispo é exercido sob a proteção materna de Maria Mãe de Jesus. O lema "Cum Maria Matre Iesu" ( At. 1, 14 ) se reporta aos Apóstolos que "voltaram a Jerusalém a espera do Espírito Santo, perseverando na Oração" com Maria Mãe de Jesus. A escolha do lema quer ser homenagem à excelsa Padroeira dos Paraenses, a Virgem de Nazaré, e também testemunho filial a João Paulo II, o Papa que o chamou ao episcopado, e o ordenou Bispo, tendo como lema Pontifício "Totus Tuus".

Insígnias

Chapéu prelatício com quatro fileiras de bordas verdes e douradas e cruz processional com dois cortes envolta no pálio, distintivo do arcebispo.

Ordenações episcopaisEditar

Dom Vicente foi o principal sagrante dos seguintes bispos:

Foi concelebrante da sagração episcopal de:

FalecimentoEditar

Dom Vicente Joaquim Zico, faleceu no dia 4 de maio de 2015, às 16:10, na residência arquiepiscopal, em Belém do Pará, depois de alguns dias de enfermidade[1]. Foi sepultado na Catedral Metropolitana de Belém no dia 6 de maio.

Homenagens póstumasEditar

  • Luto oficial — Prefeitura Municipal de Belém [1]
  • Luto oficial — Governo do Estado do Pará[2]
  • Luto oficial — Prefeitura Municipal de Luz[3]


Precedido por
Dom Alberto Gaudêncio Ramos
 
Arcebispo de Belém

19902004
Sucedido por
Dom Orani João Tempesta, O. Cist.


Referências

  1. a b «Dom Vicente Zico, arcebispo emérito de Belém (PA), morre aos 88 anos». Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. 5 de maio de 2015. Consultado em 5 de maio de 2015 
  2. «Governo do Estado decreta luto oficial pela morte de Dom Vicente Zico». Agência Pará. 5 de maio de 2015. Consultado em 5 de maio de 2015 
  3. Prefeitura Municipal de Luz (5 de maio de 2015). «Decreto nº. 1933, de 5 de maio de 2015» (PDF). Consultado em 8 de maio de 2015 

BibliografiaEditar

  • Guia histórico e catálogo da Arquidiocese de Belém. Belém, 1982. 45 p.
  • Zico, Vicente Joaquim. Escritos pastorais. Belém: Arquidiocese de Belém, 2000. 154 p.

Ligações externasEditar