Victor/Victoria

filme de 1982 dirigido por Blake Edwards

Victor/Victoria (br: Victor ou Victória? / pt: Victor/Victoria) é um filme britânico/estadunidense de 1982, do gênero comédia musical, escrito e dirigido por Blake Edwards (de A pantera cor de rosa e Bonequinha de luxo). O filme é estrelado por Julie Andrews, James Garner, Robert Preston, Lesley Ann Warren, Alex Karras e John Rhys-Davies. O filme foi produzido por Tony Adams e trilha sonora por Henry Mancini, com letra de Leslie Bricusse. Lançado pela Metro-Goldwyn-Mayer, foi adaptado em 1995 como um musical da Broadway. O filme foi indicado a sete Oscars e ganhou o Prêmio da Academia de Melhor Trilha Sonora Original. É um remake do filme alemão de 1933 Viktor und Viktoria.

Victor/Vitoria
Victor/Vitoria (PRT)
Victor ou Vitória? (BRA)
 Estados Unidos  Reino Unido
1982 •  cor •  132 min 
Direção Blake Edwards
Produção Tony Adams
Blake Edwards
Roteiro Blake Edwards
História Hans Hoemburg
Baseado em Victor and Victoria
de Reinhold Schünzel
Elenco
Gênero
Música Canções:
Henry Mancini
Leslie Bricusse (letras)
Trilha sonora:
Henry Mancini
Cinematografia Dick Bush
Figurino Patricia Norris
Edição Ralph E. Winters
Companhia(s) produtora(s) Metro-Goldwyn-Mayer
Pinewood Studios
Distribuição Metro-Goldwyn-Mayer (Estados Unidos)
United International Pictures (Internacional)
Lançamento Estados Unidos 16 de março de 1982 (Filmex)
Estados UnidosCanadá 19 de março de 1982[1]
Idioma inglês
Orçamento $15 milhões[2]
Receita $28.215.453

SinopseEditar

Na Paris de 1934, Victoria Grant (Julie Andrews) é uma soprano decadente. Ela luta para encontrar trabalho nas boates de Paris em plena depressão. Nas últimas, após ser expulsa do seu hotel de quinta categoria por não ter como pagar vários días atrasados, tenta roubar uma refeição e acaba por conhecer Toddy (Robert Preston) que mantinha um contrato no cabaré de monsieur Labisse. Toddy ao descobrir que ela era soprano teve uma grande ideia para um musical e procurou o agente ideal. A ideia genial teria implicações na vida pessoal de Grant, pois ela se apaixonaria por um mafioso de Chicago (James Garner), uns dos investidores de capital aonde ela se apresentava. Ou seja, ele em parceria com outros mafiosos era o cara que de fato pagava o salario dela, mesmo que o show fosse bem vendido e fizesse muito sucesso. A personagem de Grant se encontra num dilema de seguir em frente com a carreira nos palcos ou deixar tudo pra ser a Senhora Marshall.

ElencoEditar

Números musicaisEditar

Os números vocais do filme são apresentados como atos de boate, com coreografia de Paddy Stone. No entanto, as letras ou situações de algumas das canções são calculadas para se relacionar com o drama que se desenrola. Assim, os dois números encenados "Le Jazz Hot" e "The Shady Dame from Seville" ajudam a apresentar Victoria como uma imitadora feminina. O último número é posteriormente reinterpretado por Toddy para fins de diversão na trama, e o relacionamento aconchegante de Toddy e Victoria é promovido pela canção "You and Me", que é cantada diante do público na boate.[3]

  1. "Gay Paree" – Toddy
  2. "Le Jazz Hot!" – Victoria
  3. "The Shady Dame from Seville" – Victoria
  4. "You and Me" – Toddy, Victoria
  5. "Chicago, Illinois" – Norma
  6. "Crazy World" – Victoria
  7. "Finale/Shady Dame from Seville (Reprise)" – Toddy

Ocasionalmente, Victoria e Toddy cantam "Home on the Range" quando estão no hotel.

ProduçãoEditar

O roteiro do filme foi adaptado por Blake Edwards (marido de Andrews) do filme alemão de 1933, Viktor und Viktoria, escrito e dirigido por Reinhold Schünzel a partir de um tratamento original da história de Hans Hoemburg. Segundo Edwards, o roteiro demorou apenas um mês para ser escrito. Julie Andrews assistiu à versão de 1933 para se preparar para seu papel. O filme foi planejado já em 1978 com Julie Andrews para estrelar ao lado de Peter Sellers, mas Sellers morreu em 1980 enquanto Andrews e Blake Edwards estavam filmando S.O.B. (1981), então Robert Preston foi escalado para o papel de Toddy.

O traje usado por Julie Andrews no número "The Shady Dame from Seville" é na verdade o mesmo traje usado por Robert Preston no final do filme. Foi feito para se ajustar a Preston e, em seguida, usando uma série de ganchos e olhais na parte de trás, foi apertado para se ajustar à figura bem torneada de Andrews. Babados de seda preta foram adicionados à parte inferior da roupa para esconder as diferenças de altura. O tecido é um crepe preto e marrom, com finos fios de ouro tecidos nele, que quando aceso parece ter uma aparência quase úmida.[4]

LançamentoEditar

Victor/Victoria foi o filme da noite de abertura na Filmex em 16 de março de 1982. Estreou em Nova York, Los Angeles e Toronto em 19 de março de 1982.[1]

RecepçãoEditar

Resposta críticaEditar

No Rotten Tomatoes, o filme tem uma taxa de aprovação de 97% com base em 33 avaliações, com o consenso do site: "Impulsionado por uma fantástica guinada de Julie Andrews, o gênero musical de Blake Edwards é afiado, engraçado e divertido em geral."[5] No Metacritic, tem uma pontuação de 84 em 100 com base em avaliações de 12 críticos, indicando "aclamação universal".[6]

Roger Ebert, do Chicago Sun-Times, deu-lhe 3 de 4 estrelas e escreveu: "Não apenas um filme engraçado, mas, inesperadamente, um filme caloroso e amigável."[7] Todd McCarthy da Variety chamou de "entretenimento ultra-sofisticado de Blake Edwards".[8]

Principais prêmios e indicaçõesEditar

Award[9][10] Categoria Nomeados Resultado
Oscar 1983[11] Melhor Atriz Julie Andrews Indicado
Melhor Ator Coadjuvante Robert Preston Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Lesley Ann Warren Indicado
Melhor roteiro – baseado em material de outro meio Blake Edwards Indicado
Melhor Direção de Arte Rodger Maus, Tim Hutchinson, William Craig Smith e Harry Cordwell Indicado
Melhor Figurino Patricia Norris Indicado
Melhor trilha sonora de canção original e sua trilha sonora adaptada Henry Mancini e Leslie Bricusse Venceu
British Society of Cinematographers[12] Melhor Cinematografia Dick Bush Indicado
César Awards Melhor Filme Estrangeiro Blake Edwards Venceu
Prêmio David di Donatello Melhor Filme Estrangeiro Indicado
Melhor Diretor Estrangeiro Indicado
Melhor Roteiro Estrangeiro Venceu
Melhor Atriz Estrangeira Julie Andrews Venceu
Prêmios Globo de Ouro[13] Melhor Filme – Musical ou Comédia Indicado
Melhor Atriz – Musical ou Comédia Julie Andrews Venceu
Melhor Ator Coaduvante – Cinema Robert Preston Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante – Cinema Lesley Ann Warren Indicado
Melhor Trilha Sonora – Cinema Henry Mancini Indicado
Golden Reel Awards Melhor edição de som – Estrangeiro - Diálogo Venceu
Grammy Awards[14] Melhor álbum de trilha sonora original escrita para um filme ou especial de televisão Victor/Victoria – Henry Mancini e Leslie Bricusse Indicado
Kansas City Film Critics Circle Awards[15] Melhor Atriz Julie Andrews Venceu[a]
National Board of Review Awards[16] Melhor Ator Coadjuvante Robert Preston Venceu
New York Film Critics Circle Awards[17] Melhor Ator Coadjuvante Vice-campeão
Melhor Atriz Coadjuvante Lesley Ann Warren Indicado
Sant Jordi Awards Melhor Filme Estrangeiro Blake Edwards Venceu
Melhor Performance em Filme Estrangeiro Julie Andrews Indicado
Robert Preston Venceu
Turkish Film Critics Association Awards Melhor Filme Estrangeiro 7ª colocação
Writers Guild of America Awards[18] Melhor comédia adaptada de outro meio Blake Edwards Venceu

Em 2000, American Film Institute incluiu o filme em AFI's 100 Years...100 Laughs (#76).[19]

NotasEditar

Referências

  1. a b «Victor/Victoria» (em inglês). no American Film Institute 
  2. BRITISH PRODUCTION 1981 Moses, Antoinette. Sight and Sound; London Vol. 51, Iss. 4, (outono de 1982): 258.
  3. «Victor/Victoria». Allmovie. Consultado em 2 de janeiro de 2009 
  4. Stirling, Richard (2008). Julie Andrews: An Intimate Biography. [S.l.]: Macmillan. pp. 272. ISBN 978-0-312-38025-0 
  5. «Victor/Victoria» (em inglês)  no Rotten Tomatoes
  6. «Victor Victoria». Metacritic 
  7. Ebert, Roger (23 de outubro de 2004). «Victor/Victoria movie review & film summary (1982)». Chicago Sun-Times 
  8. McCarthy, Todd (17 de março de 1982). «Film Reviews: Victor/Victoria». Variety 
  9. «NY Times: Victor/Victoria». Movies & TV Dept. The New York Times. Baseline & All Movie Guide. 2010. Consultado em 1 de janeiro de 2009. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2010 
  10. Oldham, Gabriella (2017). Blake Edwards: Interviews. [S.l.]: University Press of Mississippi. ISBN 9781496815675. Consultado em 3 de março de 2020 
  11. «The 55th Academy Awards (1983) Nominees and Winners». oscars.org. Consultado em 9 de outubro de 2011. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2012 
  12. «Best Cinematography in Feature Film» (PDF). Consultado em 3 de junho de 2021 
  13. «Victor/Victoria – Golden Globes». HFPA. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  14. «1982 Grammy Award Winners». Grammy.com. Consultado em 30 de maio de 2013. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2013 
  15. «KCFCC Award Winners – 1980-89». kcfcc.org. 14 de dezembro de 2013. Consultado em 15 de maio de 2021 
  16. «1982 Award Winners». National Board of Review. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  17. «1982 New York Film Critics Circle Awards». Mubi. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  18. «Awards Winners». wga.org. Writers Guild of America. Consultado em 6 de junho de 2010. Cópia arquivada em 5 de dezembro de 2012 
  19. «AFI's 100 Years...100 Laughs» (PDF). American Film Institute. 2002. Consultado em 21 de agosto de 2016