Abrir menu principal

A Vila Sabrina é um bairro da cidade de São Paulo, situado no distrito da Vila Medeiros, na zona norte da cidade.

Vila Sabrina
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Dia Oficial 23 de setembro
Fundação 23 de setembro de 1956 (63 anos)
Distrito Vila Medeiros
Subprefeitura Vila Maria
Região Administrativa Nordeste

HistóriaEditar

O bairro nasceu de um sítio da Água Comprida, uma área que era um varjão grande, terreno plano cercado de mato de todos os lados e que servia de pasto, e pertencia ao imigrante italiano Francesco Batista Giobbi e o engenheiro brasileiro Vicente Huet de Bacelar Junior.

Em 1956, eles decidiram lotear e vender terrenos da fazenda, que Francesco registrou pela lei municipal nº551 vigente naquele tempo. A fundação ocorreu o dia 23 de setembro. O nome Sabrina foi inspirado em uma artista italiana que fazia turnê pelo Brasil naquele ano, do qual Francesco era admirador.

Seus primeiros moradores foram italianos e portugueses e logo vieram os japoneses e nordestinos brasileiros.[carece de fontes?] O fato é que o empreendimento deu certo e a vila cresceu e se integrou à zona norte. Em seu início, foi conhecida como a princesinha da zona norte, cujo apelido lhe foi outorgado por ser um dos bairros mais jovens da zona norte.[carece de fontes?] Outro motivo da alcunha é o grande número de praças existentes nos 12 km quadrados do bairro.

A energia elétrica só veio para o bairro no ano de 1957. Um ano depois foi a vez das ruas serem iluminadas. O comércio começou com a padaria, em 1957 na praça Dourado, e na mesma praça a Vila Sabrina ganhou o seu primeiro empório as Lojas Yonei.

O primeiro ônibus veio em 1959 e vinha como Praça Clóvis Catumbi. Ele foi apelidado pelos moradores da época como Cangaceiro, porque pulava muito e fazia muito barulho.[carece de fontes?]

Primeira rua habitada foi a rua 12, hoje mais conhecida como Avenida Jardim Japão.

Nela tem nove praças para o lazer da Comunidade, também tem quatro escolas sendo, duas escolas do Estado e duas do Município. Onde a primeira escola a ser construída no bairro foi o colégio ENEÁS, que foi fundada em 03/08/1960 ao lado da praça Dourado, hoje mais conhecida como praça Ângelo Conti, e a estrutura da Escola era de madeira. E 1 posto de saúde.

Com uma extensão de aproximadamente 12km, seu zoneamento é do tipo 2, ou seja, não pode haver prédios somente sobrados. Atendida pelo 6º Batalhão de policia.

Veja tambémEditar

  Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.