Volta a Castela e Leão de 2012

Cycling (road) pictogram.svg
Volta a Castela e Leão 2012
XXVII Edição
3 etapas, 491,4 km
Classificações
Jersey black.svg Geral Espanha Javier Moreno
Jersey red.svg Montanha Colômbia Walter Pedraza
Jersey green.svg Regularidade Espanha Javier Moreno
Jersey blue.svg Combinada Espanha Javier Moreno
Jersey yellow number.svg Equipas Espanha Movistar
Cycling current event.svg
2011 << 2012 >> 2013

A Volta a Castela e Leão de 2012 foi a 27.ª edição de esta carreira ciclista que decorre por Castela e Leão. Disputou-se entre a 13 e a 15 de abril de 2012, sobre um total de 491,4 km, repartidos em três etapas.

Devido a uma redução do orçamento a carreira passou de 5 a 3 etapas,[1] no entanto manteve, como vem sendo habitual desde a criação dos Circuitos Continentais da UCI em 2005, a sua categoria 2.1 dentro do UCI Europe Tour de 2011-2012.

Tomaram parte na carreira 20 equipas. Os 2 equipas espanholas de categoria UCI ProTeam (Euskaltel-Euskadi e Movistar Team); os 2 de categoria Profissional Continental (Andalucía e Caja Rural); e os 2 de categoria Continental (Burgos BH-Castilla y León e Orbea Continental). Quanto a representação estrangeira, estiveram 14 equipas: os UCI ProTeam do Rabobank Cycling Team e RadioShack-Nissan; os Profissionais Continentais do Saur-Sojasun, Acqua & Sapone e Cofidis, le Crédit en Ligne; e as equipas Continentais do Efapel-Glassdrive, Team Bonitas, Christina Watches-Onfone, Gios Deyser-Leon Kastro, Jamis-Sutter Home, Lokosphinx, EPM-UNE e Endura Racing; e a Selecção da Argentina. Formando assim um pelotão de 154 ciclistas, com 8 corredores a cada equipa (excepto a Rabobank, Christina Watches, Jamis-Sutter Home e Lokosphinx que saíram com 7 e a Acqua & Sapone que saiu com 6),[2] dos que acabaram 89.[3]

O ganhador final foi Javier Moreno (quem ademais fez-se com as classificações da regularidade, combinada e espanhóis) depois de beneficiar-se de um pequeno corte produzido na recta de meta da última etapa. Acompanharam-lhe no pódio Guillaume Levarlet e Pablo Urtasun, respectivamente;[3] que em princípio se iam jogar a volta no sprint da última etapa.[4]

Nas outras classificações secundárias impuseram-se Walter Pedraza (montanha), Movistar (equipas) e Carlos Barbero (castellanoleonenses).[3]

EtapasEditar

Etapa Data Percurso km Ganhador Líder
1.ª 13 de abril Salamanca-Salamanca 159,2   Manuel Cardoso   Manuel Cardoso
2.ª 14 de abril Ávila-Ávila   158,7   Luis León Sánchez   Luis León Sánchez
3.ª 15 de abril Segovia-Segovia   173,5   Yelko Gómez   Javier Moreno

Classificações finaisEditar

Classificação geralEditar

Posição Ciclista Equipa Tempo
 
  Javier Moreno Movistar 4h 42' 47"
2
  Guillaume Levarlet Saur-Sojasun + 1"
3
  Pablo Urtasun Euskaltel-Euskadi + 3"
4
  David de la Cruz Caja Rural + 10"
5
  Tiago Machado RadioShack-Nissan + 19"
6
  José Toribio Andalucía + 30"
7
  Jonathan Castroviejo Movistar + 1' 36"
8
  Linus Gerdemann RadioShack-Nissan + 1' 41"
9
  Iván Velasco Euskaltel-Euskadi + 1' 50"
10
  David Blanco Efapel-Glassdrive + 3' 13"

Classificação da montanhaEditar

Posição Ciclista Equipa Pontos
 
  Walter Pedraza EPM-UNE 20
2
  Róbigzon Oyola EPM-UNE 20
3
  Rémy Di Gregorio Cofidis, le Crédit en Ligne 14
4
  Giovanni Báez EPM-UNE 11
5
  George Bennett RadioShack-Nissan 8

Classificação da regularidadeEditar

Posição Ciclista Equipa Pontos
 
  Javier Moreno Movistar 29
2
  Guillaume Levarlet Saur-Sojasun 26
3
  Luis León Sánchez Rabobank 25
4
  Yelko Gómez Caja Rural 25
5
  Pablo Urtasun Euskaltel-Euskadi 25

Classificação da combinadaEditar

Posição Ciclista Equipa Pontos
 
  Javier Moreno Movistar 12
2
  Tiago Machado RadioShack-Nissan 26
3
  Luis León Sánchez Rabobank 26
4
  Linus Gerdemann RadioShack-Nissan 33
5
  Matthew Busche RadioShack-Nissan 35

Classificação por equipasEditar

Posição Equipa Tempo
 
  Movistar 38h 29' 09"
2
  RadioShack-Nissan + 45"
3
  Euskaltel-Euskadi + 2' 49"
4
  Saur-Sojasun + 8' 51"
5
  Caja Rural + 10' 31"

Classificação espanhóisEditar

Posição Ciclista Equipa
1
Javier Moreno Movistar
2
Pablo Urtasun Euskaltel-Euskadi
3
David de la Cruz Caja Rural
4
José Toribio Andalucía
5
Jonathan Castroviejo Movistar

Classificação castellanoleonensesEditar

Posição Ciclista Equipa
1
Carlos Barbero Orbea Continental
2
Rubén Jiménez Burgos BH-Castilla y León

Tentativa de plante na última etapaEditar

Devido às condições meteorológicas abversas que tiveram em dois últimas jornadas vários corredores tentaram modificar o traçado da última etapa onde atravessaram três portos de 1.ª categoria acima dos 1750 metros, ainda que, isso se, o último deles (Navacerrada) longe de meta.[5] Segundo eles, nos portos tinha neve e o passo podia ser perigoso; segundo os organizadores, que desde primeira hora da manhã tinham mandado uma avanzadilla por diante para garantir a segurança, a estrada estava limpa. Foi a versão que também mantinha a Guarda Civil.

Esses corredores, liderados por Linus Gerdemann, Luis Ángel Maté e Stefan Schumacher, propuseram em seu lugar dar várias voltas ao circuito em Segovia previsto para o final da etapa.[5][6] Depois de dar a saída sem modificar a etapa os corredores negaram-se a sair até que minutos depois a equipa Rabobank do por então líder Luis León Sánchez decidiram tomar a saída com normalidade com o que o resto do pelotão lhes seguiu.[7][8]

Leste foi o terceiro incidente relacionado com a neve em carreiras ciclistas espanholas em poucos meses, que provocaram a anulação do Troféu Serra de Tramuntana da Challenge Ciclista a Mallorca e o recorte da 3.ª etapa da Volta à Catalunha.

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar