Voo China Eastern Airlines 583

O Voo China Eastern Airlines 583 foi um voo da China Eastern Airlines do aeroporto de Hongqiao, em Xangai, China, para o Aeroporto Internacional de Los Angeles, em Los Angeles, Estados Unidos.

Voo China Eastern Airlines 583
B-2171, a aeronave envolvida no incidente, no Aeroporto Internacional de Pequim-Capital em 1995
Sumário
Data 6 de abril de 1993 (29 anos)
Causa Acionamento acidental dos slats por erro do piloto, causando perda de controle parcial
Local Próximo a Ilhas Aleutas,  Estados Unidos
Origem Aeroporto Internacional de Xangai Hongqiao, Xangai,  China
Destino Aeroporto Internacional de Los Angeles, Los Angeles,  Estados Unidos
Passageiros 235
Tripulantes 20
Mortos 2
Feridos 156
Sobreviventes 253
Aeronave
Modelo McDonnell Douglas MD-11
Operador China China Eastern Airlines
Prefixo B-2171
Primeiro voo 1991
Os danos na cabine do Voo 583

Em 6 de abril de 1993, um McDonnell-Douglas MD-11 estava navegando acima do Oceano Pacífico em Mach 0,84 quando um membro da tripulação acidentalmente posicionou os slats perto das Ilhas Aleutas. O avião então encontrou oscilações severas[1] e fez um pouso de emergência na Base Aérea de Shemya em Shemya, Ilhas Semichi, Alasca, Estados Unidos.[2] Dos 255 passageiros e tripulantes, 60 foram hospitalizados. No final, dois morreram. Um americano morreu no hospital devido aos ferimentos.[3] Da tripulação da cabine, cinco não sofreram ferimentos e três sofreram ferimentos graves. Dos comissários de bordo, oito não sofreram ferimentos e quatro sofreram ferimentos graves. Dos passageiros sobreviventes, 84 não sofreram ferimentos, 96 receberam ferimentos leves e 53 receberam ferimentos graves.[4] Em 24 de abril de 1993, todos os passageiros sobreviventes, exceto três, receberam alta do hospital. A novela Airframe de Michael Crichton começa com um incidente fatal baseado no Voo 583.[5]

A fuselagem, redesignada como N951AR, agora serve como um cargueiro de carga para a Sky Lease Cargo com sede em Miami, mas desde então foi desmontada.[6] A China Eastern ainda usa o número de voo 583, embora o voo agora saia do aeroporto de Pudong, nas proximidades, usando um Boeing 777.[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. "ASN Aircraft accident McDonnell Douglas MD-11 B-2171 Shemya, AK." Aviation Safety Network. Consultado em 22 de novembro de 2020.
  2. Phillips, Don. "Article: Engineering Problem Or Crew Error Caused Jet to Pitch Violently." The Washington Post. April 14, 1993. Retrieved on June 15, 2009.
  3. Enge, Marilee. "HOSPITALS SEE CHINA PAYING BILLS." Anchorage Daily News. 24 de abril de 1993. B1. Consultado em 22 de novembro de 2020.
  4. "Final Report Arquivado 2013-02-11 na WebCite." National Transportation Safety Board. 5. Consultado em 22 de novembro de 2020.
  5. «The McDonnell Douglas MD-11 Accident History». www.airlinesafety.com. Consultado em 31 de maio de 2016 
  6. «N951AR Sky Lease Cargo McDonnell Douglas MD-11F - cn 48495 / 461». www.planespotters.net. Consultado em 31 de maio de 2016 
  7. «China Eastern 583». Consultado em 5 Jan 2020 

Ligações externasEditar