Abrir menu principal

Wikipédia β

Washington Capitals

O Washington Capitals é um time profissional de hóquei no gelo sediado em Washington, D.C. Eles são membros da Divisão Metropolitana da Conferência Leste da National Hockey League (NHL). Os Capitals são de propriedade da Monumental Sports & Entertainment, liderada por Ted Leonsis. De 1974-1997 os Capitals disputaram seus jogos como mandante no Capital Centre em Landover, Maryland (um subúrbio de Washington, D.C.). Em 1997, a equipe se mudou para a Capital One Arena, sua atual arena em Washington, D.C.

Washington Capitals
Washingtoncapitals.png
Conferência Leste
Divisão Metropolitana
Fundação 1974 (44 anos)
Histórico Washington Capitals
1974–presente
Arena Capital One Arena
Cidade Washington, D.C.
Cores do time Vermelho, Azul-Marinho e Branco[1]

              

Proprietário Estados Unidos Ted Leonsis
Gerente geral Canadá Brian MacLellan
Técnico Canadá Barry Trotz
Capitão Rússia Alexander Ovechkin
Afiliados nas ligas de baixo Hershey Bears (AHL)
South Carolina Stingrays (ECHL)
Copas Stanley 1 (2017-18)
Títulos de conferência 2 (1997-98, 2017-18)
Troféus dos Presidentes 3 (2009-10, 2015-16, 2016-17)
Títulos de divisão 11 (1988-89, 1999-00, 2000-01, 2007-08, 2008-09, 2009-10, 2010-11, 2012-13, 2015-16, 2016-17, 2017-18)
Site Oficial www.nhl.com/capitals

Os Capitals foram fundados em 1974 como uma franquia de expansão, ao lado do Kansas City Scouts. Desde que comprou o time em 1999, Leonsis revitalizou a franquia contratando estrelas como Alexander Ovechkin, Nicklas Backstrom, Mike Green e Braden Holtby. Os Capitals de 2009-10 venceram o primeiro Troféu dos Presidentes da franquia por ser o time com mais pontos no final da temporada regular. Eles venceram pela segunda vez em 2015-16 e também venceram pela terceira vez na temporada seguinte em 2016-17. Além dos três Troféus dos Presidentes, os Capitals chegaram às finais da Stanley Cup duas vezes (em 1998 e 2018), vencendo em 2018, e venceram onze títulos de divisão.

Os Capitals aposentaram quatro números em homenagem a quatro jogadores. Além disso,a equipe mantém uma associação com um número de indivíduos introduzidos no Hockey Hall of Fame. Os Capitals atualmente são afiliados a duas equipes de ligas menores, o Hershey Bears da American Hockey League e a South Carolina Stingrays da ECHL.

Índice

HistóriaEditar

Primeiros anos (1974–1982)Editar

Junto com os Kansas City Scouts (atual New Jersey Devils), os Capitals ingressaram na NHL como uma equipe de expansão para a temporada 1974-75. A equipe era de propriedade de Abe Pollin (também proprietário do Washington Bullets/Wizards da NBA até sua morte, em 24 de novembro de 2009). Pollin havia construído o Capital Centre no subúrbio de Landover, Maryland, para abrigar tanto os Bullets (que anteriormente jogavam em Baltimore) quanto os Capitals. Seu primeiro ato como proprietário foi contratar o Hall of Famer Milt Schmidt como gerente geral.

Com um combinado de 30 equipes entre a NHL e a World Hockey Association (WHA), o talento disponível alcançou seu limite. Os Capitals tiveram poucos jogadores com experiência profissional e estavam em desvantagem contra as equipes de longa data que tinham jogadores veteranos. Como as outras três equipes que se juntaram a liga durante a era WHA — os Scouts (depois Colorado Rockies e agora o New Jersey Devils), Atlanta Flames (agora jogando em Calgary) e New York Islanders — os Capitals não levaram em conta a sobrevivência da liga rival em seus planos.

 
O Ala-esquerda dos Capitals Errol Rausse com o defensor do Boston Bruins Ray Bourque, em 1979.

A temporada inaugural dos Capitals foi terrível, mesmo para os padrões de uma equipe de expansão. Eles terminaram com o pior registro na liga em 8-67-5. Seus 21 pontos foram a metade de seu irmão de expansão, os Scouts. As oito vitórias são o menor registro para uma equipe da NHL jogando pelo menos 70 jogos, e a porcentagem de vitórias de .131 ainda é a pior na história da NHL. Eles também possuem recordes de mais derrotas como visitante (39 em 40), mais derrotas como visitante consecutivas (37) e mais derrotas consecutivas (17). O treinador Jim Anderson disse: "Eu preferiria descobrir que minha esposa estava me traindo do que continuar perdendo assim. Pelo menos eu poderia dizer a minha esposa para acabar com isso." Schmidt tece que tomar as rédeas de treinador no final da temporada. (Apenas uma vez na história da NHL outro time sequer chegou perto de igualar essa futilidade: o Winnipeg Jets terminou com 9 vitórias e 57 derrotas, mas relativamente impressionantes 14 empates).

Na temporada 1975-76 da NHL, Washington passou 25 jogos seguidos sem uma vitória e permitiu 394 levando para outro registro horrendo: 11-59-10 (32 pontos). Durante o meio da temporada, Max McNab foi contratado como gerente geral e Tom McVie foi contratado como treinador para substituir Schmidt. Para o resto da década de 1970 e início de 1980, os Capitals alternaram temporadas terríveis e terminando apenas alguns pontos fora dos playoffs. Na temporada 1979-80 e 1980-81, por exemplo, eles estavam na disputa pelos playoffs até o último dia da temporada. Um ponto brilhante durante esses anos de futilidade foi que muitas das escolhas no draft de McNab (por exemplo, Rick Green, Ryan Walter, Mike Gartner, Bengt Gustafsson, Gaetan Duchesne, Bobby Carpenter) teriam impacto na equipe para os próximos anos, seja como membros importantes do elenco ou peças cruciais para as principais trocas. No verão da temporada 1981-82, houve uma séria conversa da equipe sair da capital dos Estados Unidos e uma campanha "Save the Caps" estava em andamento. Em seguida, dois eventos significativos ocorreram para reviver a franquia.

Playoffs e campeão da Conferência Leste (1982–1998)Editar

Primeiro, a equipe contratou David Poile como gerente geral. Em segundo lugar, como seu primeiro ato, Poile fez uma das maiores trocas na história da franquia em 9 de setembro de 1982, quando ele negociou os jogadores titulares de longa data Ryan Walter e Rick Green ao Montreal Canadiens por Rod Langway (nomeado capitão apenas algumas semanas depois), Brian Engblom, Doug Jarvis e Craig Laughlin. Isso mexeu na franquia, com Langway sólido na defesa ajudou a equipe a reduzir drasticamente os gols sofridos, e a explosiva marcação de gols de Dennis Maruk, Mike Gartner e Bobby Carpenter abasteceu a ofensiva no ataque. Outra mudança significativa foi a contratação do defensor Scott Stevens durante o Draft de 1982 da NHL (a escolha foi feita pelo gerente geral interino Roger Crozier, antes da contratação de Poile). O resultado foi um salto de 29 pontos, um terceiro lugar na poderosa Patrick Division e a primeira aparição nos playoffs da equipe na temporada 1982-83. Apesar de terem sido eliminados pelo defensor de três títulos da Stanley Cup (e eventual campeão) New York Islanders, a reviravolta dramática dos Caps acabou com qualquer conversa sobre o clube deixar Washington.

Presença constante nos playoffs (1983–96)Editar

 
Draftado em 1978, Mike Gartner ajudou os Capitals a se tornarem competitivos nos playoffs nos anos 1980.

Os Capitals foram para os playoffs em cada um dos próximos 14 anos seguidos. Eles se tornaram conhecidos por começarem lentos antes de esquentarem em janeiro e fevereiro. No entanto, o sucesso da temporada regular não levou o time para os playoffs. Apesar de uma marcha contínua de estrelas como Gartner, Carpenter, Langway, Gustafsson, Mike Ridley, Dave Christian, Dino Ciccarelli, Larry Murphy, e Kevin Hatcher, Washington foi eliminado na primeira ou segunda rodada oito anos seguidos. Na temporada 1985-86, por exemplo, os Caps terminaram com 107 pontos e ganharam 50 jogos pela primeira vez na história da franquia, bom o suficiente para o terceiro melhor registro da NHL. Eles derrotaram os Islanders na primeira rodada, mas foram eliminados na segunda rodada pelo New York Rangers.

A próxima temporada da NHL de 1986-87 trouxe ainda mais desgosto, com uma derrota para os Islanders na semifinal da Divisão Patrick. Esta série foi coroada pelo clássico Épico de Páscoa, que terminou às 01h56 no Domingo de Páscoa de 1987. Os Capitals dominaram completamente a maior parte do jogo, com mais disparos que os Islanders em 75-52, mas perdeu na prorrogação, quando o goleiro Bob Mason foi batido por um disparo da linha azul de Pat LaFontaine. Para os playoffs da temporada 1988-89, Gartner e o defensor Larry Murphy foram negociados com o Minnesota North Stars e trocados por Ciccarelli e pelo defensor Bob Rouse, porém o goleiro mais uma vez errou e eles foram eliminados na primeira rodada pelo Philadelphia Flyers. Os Capitals finalmente chegaram nas finais da Conferência Wales em 1990, mas foram derrotados em quatro jogos pelas mãos do primeiro colocado Boston Bruins.

Retorno aos playoffs e primeira aparição nas Finais da Stanley CupEditar

De 1991 a 1996, os Capitals perderam na primeira ou segunda rodada dos playoffs. Eles eliminaram os Rangers na primeira rodada, mas perderam na segunda rodada para o Pittsburgh Penguins em 1991. Em 1992 e 1993, perderam na primeira rodada para os Penguins e os Islanders, respectivamente. Em 1994, eles venceram na primeira rodada contra os Penguins, mas perderam na segunda rodada para o Rangers. Em 1995 e 1996, eles perderam na primeira rodada ambas as vezes para os Penguins. Eles ficaram de fora dos playoffs em 1997, mas chegaram perto de conquistar sua primeira Stanley Cup um ano depois.

Então em 1998, conforme os Caps inauguraram o MCI Center (atual Capital One Arena), os 52 gols de Peter Bondra lideraram a equipe, os veteranos Dale Hunter, Joe Juneau e Adam Oates voltaram para a velha forma, e Olaf Kolzig teve um sólido percentual de defesa de .920, com os Caps passando pelo Boston Bruins, Ottawa Senators e Buffalo Sabres (o último em uma vitória dramática na prorrogação do jogo seis com um gol de Joe Juneau) a caminho da primeira aparição da equipe nas finais da Stanley Cup. Os Capitals venceram seis jogos na prorrogação, três em cada uma das suas séries contra os Bruins e os Sabres. No entanto, a equipe foi superada pelo campeão da temporada 1997-98 Detroit Red Wings, que venceu em uma varrida de quatro jogos. Nessa mesma temporada, Oates, Phil Housley, e Hunter marcaram seu 1000º ponto na carreira, a única vez na história da NHL que um time tinha três jogadores diferentes chegar a esse mesmo marco em uma única temporada.[2]

Decepções e reconstrução (1998–2004)Editar

Após o campeonato de 1998, os Capitals terminaram a temporada 1998-99 com um registro de 31-45-6 e não conseguiram se classificar para os playoffs. Durante a temporada, a equipe foi vendida para um grupo liderado pelo executivo da AOL, Ted Leonsis. Os Capitals conquistaram títulos consecutivos da Divisão Sudeste em 2000 e 2001, mas em ambos os anos perderam na primeira rodada dos playoffs para os Penguins. Depois da temporada de 2000-01, Adam Oates exigiu uma troca, mas a gerência recusou e o tirou da capitania da equipe.

 
Os Capitals se mudaram para o Verizon Center em 1997.

No verão de 2001, os Capitals trouxeram o cinco vezes vencedor do Art Ross Trophy Jaromir Jagr, trocando três jovens promessas para o Pittsburgh Penguins. Jagr assinou o maior contrato na história da NHL - 77 milhões de dólares ao longo de 7 anos a um salário em média de 11 milhões de dólares por ano (mais de 134 mil dólares por jogo), com opção para um oitavo ano. No entanto, após Adam Oates ser trocado com o Philadelphia Flyers, os Capitals falharam em defender seu título de divisão e ficaram de fora dos playoffs em 2002, apesar de um recorde de vitórias. Ainda assim, a temporada 2001-02 marcou a maior presença na história da franquia, atraindo 710.990 fãs e 17.341 por jogo.[3]

Antes da temporada 2002-03, os Caps fizeram mais mudanças no elenco, incluindo a contratação do conceituado Robert Lang como um free agent, um companheiro de linha de Jagr do Pittsburgh. Washington voltou para os playoffs em 2003, mas decepcionou os fãs mais uma vez perdendo em seis jogos para o Tampa Bay Lightning depois de começar com dois jogos na frente na série na primeira rodada. A série é bem lembrada pelo jogo 6 de três prorrogações no então MCI Center. Na época, foi o jogo mais longo da história da arena e acabou por ser decidido por um gol de power-play pelo Tampa Bay.

Na temporada 2003-04, os Caps se desfizeram de alguns de seus talentos mais caros; não apenas uma onda de corte de custos, mas também um reconhecimento de que sua tentativa de construir um time competitivo com talento veterano de alto preço tinha falhado. Jagr nunca correspondeu às expectativas durante o seu tempo com os Capitals, deixando de terminar entre os melhores artilheiros da liga ou fazer a pós-temporada no All-Star Team. Os Caps tentaram trocar Jagr, mas como apenas um ano foi deixado no existente Acordo Coletivo de Trabalho antes de ter expirado, poucas equipes estavam dispostas a arriscar $11 milhões de dólares em um jogador de baixo desempenho. Em 2004, Jagr foi finalmente enviado para o New York Rangers em troca de Anson Carter e um acordo que Washington pagaria cerca de $4 milhões de dólares por ano de salário de Jagr, com o próprio Jagr concordando em adiar (com juros) $ 1 milhão por ano para o restante do seu contrato para permitir que a troca seguisse. Este foi rapidamente seguido por Peter Bondra indo para os Ottawa Senators. Não muito tempo depois, Robert Lang foi enviado para Detroit e Gonchar para os Bruins. A negociação de Robert Lang marcou a primeira vez na história da National Hockey League que o melhor artilheiro da liga foi negociado no meio da temporada. Os Capitals terminaram o ano com o segundo pior registo, junto com o Chicago Blackhawks.

Era Alexander Ovechkin (2004–presente)Editar

No Draft de 2004 da NHL, os Capitals venceram o Draft Lottery, movendo-se à frente dos Pittsburgh Penguins que tiveram a pior colocação da NHL, e selecionou Alexander Ovechkin no primeiro lugar geral. Durante a disputa trabalhista da NHL na temporada 2004-05, que custou à NHL toda a sua temporada, Ovechkin ficou na Rússia, jogando para o Dynamo Moscow. Vários outros jogadores dos Capitals jogaram parte ou a totalidade do período perdido na Europa, incluindo Olaf Kolzig, Brendan Witt e Jeff Halpern. A off-season de 2005 dos Capitals consistiu em fazer do morador de D.C. Halpern o capitão do time, e contratar Andrew Cassels, Ben Clymer, Mathieu Biron e Jamie Heward, e adquirir Chris Clark e Jeff Friesen através de troca.

 
Dainius Zubrus teve o melhor ano de sua carreira com os Capitals durante a temporada 2005-06, registrando 57 pontos.

Ascensão de Ovechkin (2005–08)Editar

Os Capitals terminaram a temporada 2005-06 da NHL na lanterna da Divisão Sudeste novamente, com uma campanha de 29-41-12, tendo mais 12 pontos do que a temporada 2003-04, bom para o 27º das 30 equipes da NHL. No entanto, o time jogou apertado em todos os jogos, jogando 42 jogos de um gol, apesar de perder 2/3 desses jogos. A temporada de estreia de Ovechkin excedeu a publicidade, como ele liderou todos os novatos da temporada 2005-06 em gols, pontos, gols no power-play e disparos. Ele terminou em terceiro na NHL em pontos e empatado em terceiro em gols; e com seus 425 disparos não só liderou o campeonato, mas também estabeleceu um recorde de um novato na NHL e foi o quarto maior total na história da NHL. A temporada de estreia de Ovechkin foi o segunda melhor da história do Washington Capitals, e seu total de gols ficou empatado em terceiro na história da franquia. Ovechkin venceu o Calder Memorial Trophy, derrotando o central do Pittsburgh Penguins Sidney Crosby e o defensor do Calgary Flames Dion Phaneuf.

Muitos jogadores dos Capitals de longa data tinham anos de carreira, com Dainius Zubrus marcando 57 pontos, Halpern tendo um recorde na carreira de 33 assistências, Matt Pettinger colocando em uma carreira de mais de 20 gols, o esforço de 38 pontos e sete outros no time relativamente jovem superando 20 pontos pela primeira vez. Dois marcos notáveis também foram atingidos pelos Capitals, como o mais longo jogador titular da equipe Olaf Kolzig, ganhou o seu 250º jogo no gol e Andrew Cassels se tornou o 204º jogador a jogar 1.000 jogos, embora ele não tenha terminado a temporada com Washington. Foi notável que Jeff Halpern, cuja cidade natal é Washington, foi nomeado capitão dos Capitals. No prazo de negociações de 2006, em 8 de março, Brendan Witt foi negociado para o Nashville Predators.

 
Alexander Semin teve um ano extraordinário durante a temporada 2006-07, marcando 38 gols em sua segunda temporada na NHL.

Na off-season de 2006, Halpern deixou os Capitals para jogar no Dallas Stars; Chris Clark se tornou o novo capitão dos Capitals. Richard Zednik voltou para os Capitals em 2006-07 depois de decepcionantes 16 gols, 14 assistências em 2005-06 com Montreal, mas mais tarde foi negociado para o New York Islanders depois de uma temporada decepcionante e atormentada por lesões. Os Caps também assinaram com o enforcer ex-Philadelphia Flyers Donald Brashear. Apesar das transações, no entanto, os Capitals terminaram com o mesmo total de pontos (70) em 2006-07, como eles fizeram no ano anterior, embora ganharam um jogo a menos. Alexander Ovechkin foi o representante solitário dos Capitals no All-Star Game, com a campanha de Washington vendo também a saída de Alexander Semin, que marcou 38 gols em apenas sua segunda temporada da NHL.

Os Capitals assinaram com o fenômeno sueco Nicklas Backstrom, a quarta escolha geral do Draft 2006 da NHL, com um contrato de entrada de três anos. Eles também assinaram com o goleiro de 19 anos Semyon Varlamov a um contrato de entrada de três anos. Eles então passaram a preencher as necessidades na defesa, mediante a contratação do defensor movimentador do puck Tom Poti; ala direita, através da contratação de Viktor Kozlov e no centro, o craque Michael Nylander. Como resultado dessas negociações, havia muito mais esperança para a temporada 2007-08 e os jogadores estavam olhando em direção aos playoffs.

 
Alexander Ovechkin durante um treino dos Capitals, um dia após ter assinado uma extensão de contrato de 13 anos em janeiro de 2008.

Depois de iniciar a temporada em 6-14-1, os Capitals demitiram o técnico Glen Hanlon e o substituiu pelo treinador do Hershey Bears Bruce Boudreau no dia de Ação de Graças de 2007. Em 10 de janeiro de 2008, os Capitals assinaram com Ovechkin uma extensão de contrato recorde da liga de $124 milhões por 13 anos, o segundo período mais longo de qualquer contrato na NHL após o contrato de 15 anos do goleiro do New York Islanders, Rick DiPietro. Apesar da defesa jovem e de lesões dos principais jogadores dos Capitals como Michael Nylander e Brian Pothier, Boudreau projetou uma notável virada. Ajudado por aquisições chave no prazo de negociações (Matt Cooke, Sergei Fedorov e Cristobal Huet), os 65 gols de Ovechkin liderando a liga [4] e Mike Green liderando entre os defensores da NHL com 18 gols, os Capitals venceram a Divisão Sudeste pela primeira vez desde a temporada 2000-01, desbancando o Carolina Hurricanes pelo título da divisão no jogo final da temporada. O seu fim de temporada foi notável pela corrida que incluiu ganhar 11 dos últimos 12 jogos da temporada regular. Os Capitals tornaram-se a primeira equipe na história da NHL a ir para os playoffs depois de ter sido classificada em 14º ou menor em suas posições de conferências na metade da temporada.[5] Os Capitals jogaram com o Philadelphia Flyers na primeira rodada, e conseguiu forçar um jogo 7 depois de estar por 3-1 na série. Eles acabaram perdendo para os Flyers por 3-2 no OT.[6] Após a conclusão da temporada, os esforços de Boudreau foram recompensados com uma extensão de contrato.

Retorno aos playoffs e primeiro Troféu dos Presidentes (2008–14)Editar

Os elogios à equipe continuou a crescer após o fim da temporada. Alex Ovechkin ganhou o Art Ross Trophy, o Maurice "Rocket" Richard Trophy, o Hart Memorial Trophy e o Lester B. Pearson Award. Ovechkin se tornou o primeiro jogador na história da NHL a ganhar todos os quatro prêmios na mesma temporada. Ele também foi o primeiro jogador a ganhar um prêmio MVP em qualquer esporte importante na área de Washington, D.C. desde que Joe Theismann ganhou o MVP da NFL em 1983. Além disso, ele foi nomeado um NHL First Team All-Star e se tornou o primeiro jogador desde 1953 ser identificado como tal em cada um dos seus três primeiros anos na NHL. Nicklas Backstrom foi um dos finalistas do Calder Trophy, mas acabou ficando em segundo para Patrick Kane do Chicago Blackhawks; no entanto, Backstrom ainda foi selecionado para o All-Star Rookie Team. Bruce Boudreau ganhou o Jack Adams Award de melhor treinador da NHL. Ovechkin e Mike Green foram nomeados para o Sporting News All-Star Team, com Ovechkin sendo o Sporting News Player of the Year.[7]

 
Os Capitals comemoram após derrotar o New York Rangers nos Playoffs da Stanley Cup de 2009.

A temporada 2008-09 foi destacada por Green (que foi o terceiro de três escolhas na primeira rodada dos Capitals no ano do draft de Ovechkin) e Ovechkin. Green venceu todos os defensores da NHL em gols e pontos. Ele estabeleceu o recorde para a mais longa consecutiva de marcação de gols por um defensor, com oito jogos. Ovechkin ganhou seu segundo Troféu Hart, seu segundo Lester B. Pearson Award, e sua segunda Maurice "Rocket" Richard Trophy. Os Capitals terminaram a temporada regular com um recorde de 50-24-8 e um registro 108 pontos e venceu a sua segunda consecutiva Divisão Sudeste. Eles derrotaram o New York Rangers na primeira rodada dos playoffs de 2009 em quatro jogos a três, superando uma desvantagem de 3-1. Os Capitals foram então derrotados pelo eventual campeão Pittsburgh Penguins nas semifinais da Conferência Leste em sete jogos.

Os Capitals terminaram em primeiro lugar na temporada regular 2009-10 com 121 pontos e venceram o Troféu dos Presidentes. Ovechkin liderou a equipe em pontos, com 109 e terminou como o terceiro melhor artilheiro, apesar de jogar nove jogos a menos do que o líder do campeonato. Backstrom terminou com 101 pontos, quarto maior na NHL. Mais uma vez, Mike Green liderou todos os defensores em pontos, terminando com 76. Os Capitals também dominaram a categoria plus/minus, terminando com cinco jogadores no top seis.[8] Apesar de terem uma boa temporada regular, eles foram derrotados pelo Montreal Canadiens na primeira rodada dos playoffs. A temporada 2010-11 teve novamente os Capitals como campeões Divisão Sudeste e como o melhor time da Conferência Leste, com 107 pontos. A temporada foi destacada por sua participação no 2011 NHL Winter Classic (Clássico de Inverno), onde derrotaram o Pittsburgh Penguins por 3-1 no Heinz Field. No entanto, a decepção dos Capitals nos playoffs continuou. Depois de derrotar o New York Rangers em cinco jogos na primeira rodada, eles foram derrotados pelo Tampa Bay Lightning nas semifinais da Conferência Leste.

 
Joel Ward marcou o gol da vitória da série na prorrogação nojogo sete contra um fortemente favorito Boston Bruins, nos Playoffs da Stanley Cup de 2012.

Os Capitals começaram a temporada 2011-12 com um recorde de 7-0, mas eles só venceram cinco dos próximos 15 jogos. Como resultado, o gerente geral George McPhee demitiu o treinador Bruce Boudreau e contratou a lenda dos Capitals Dale Hunter para substituí-lo. Até o final da temporada 2011-12, os dois principais goleiros da equipe, Michal Neuvirth e Tomas Vokoun, estavam lesionados e os Capitals foram obrigados a dependerem de Braden Holtby para ajudar a equipe nos playoffs. Os Capitals deram um forte impulso e terminaram em 7º na classificação geral na Conferência Leste e eliminaram o atual campeão Boston Bruins na primeira rodada. Os Capitals chocaram a NHL ao derrotar o fortemente favorito Boston Bruins em sete jogos por 2-1 com um gol na prorrogação de Joel Ward. Cada jogo da série foi decidido por uma margem de um gol; anteriormente, nenhuma série nos playoffs da Stanley Cup nunca havia ido tão longe como seis ou sete jogos enquanto nenhuma das duas equipes tinha mais mais de um gol de vantagem.[carece de fontes?] Os Capitals em seguida avançaram para a segunda rodada para enfrentar o primeiro colocado New York Rangers. A série foi novamente para sete jogos, terminando com uma vitória por 2-1 dos Rangers no Madison Square Garden. Após o fim da temporada, o treinador Dale Hunter anunciou que deixaria o cargo. Adam Oates mais tarde foi nomeado treinador permanente da equipe.

Na temporada encurtada de 2012-13, os Capitals tiveram um começo ruim, eles conseguiram apenas duas vitórias em seus primeiros 10 jogos. A equipe se recuperou para vencer a Divisão Sudeste, ganhando assim a terceira classificação nos playoffs da Conferência Leste. Infelizmente para Washington, o infortúnio dos playoffs continuou com eles novamente, perdendo para os Rangers em sete jogos, após começar liderando a série por 2-0.

Na temporada 2013-14, os Capitals começaram a temporada vencendo 5 dos seus primeiros 10 jogos. Os Capitals lutaram para ficar em um lugar nos playoffs e, por fim, não se classificaram para os playoffs pela primeira vez desde a temporada 2006-07. Em 26 de abril de 2014, 15 dias após a temporada regular terminar, os Capitals anunciaram que não iriam renovar o contrato do Gerente Geral George McPhee e que tinham demitido o técnico Adam Oates.

 
Os Capitals receberam o Chicago Blackhawks para o 2015 NHL Winter Classic no Nationals Park.

Troféus dos Presidentes consecutivos e primeiro campeonato da Stanley Cup (2014–presente)Editar

Em 26 de maio de 2014, os Capitals anunciaram a promoção de Brian MacLellan de diretor de pessoal jogador para gerente geral e a contratação de Barry Trotz como o novo técnico.[9] No 691º jogo da NHL de Alexander Ovechkin, em 4 de novembro de 2014, ele se tornou o líder em pontos de todos os tempos dos Capitals em um jogo contra o Calgary Flames, superando Peter Bondra.[10] Em 1 de janeiro de 2015, o Washington Capitals derrotou o Chicago Blackhawks por 3–2 no anual NHL Winter Classic no Nationals Park em Washington, D.C. Os Capitals terminaram empatados em segundo lugar com o New York Islanders na Divisão Metropolitana durante a temporada 2014-15 e segurou a vantagem do mando de gelo em casa no primeiro turno dos playoffs entre os dois, como haviam derrotado os Islanders nas séries da temporada com duas vitórias em casa e duas derrotas fora na prorrogação (em comparação, os Islanders tiveram duas vitórias em casa, uma derrota de estrada e uma derrota de shootout). As equipes dividiram os quatro primeiros jogos da série, com os Islanders vencendo o primeiro e terceiro jogos, e os Capitals venceram o segundo e quarto jogos. Depois de vencer o jogo 5, os Capitals tiveram a chance de conquistar a série no Nassau Veterans Memorial Coliseum, mas os Islanders venceram o jogo 6 para levar a série para um decisivo jogo 7 em Washington, que os Capitals venceram e derrotaram os Islanders, levando a um confronto contra os Rangers nas semifinais da Conferência pela terceira vez em quatro anos.

Na segunda rodada, todos os sete jogos foram decididos pela margem de um gol. Os Capitals e os Rangers dividiram os dois primeiros jogos (com Joel Ward marcando um gol no último segundo da vitória por Washington no jogo 1, juntamente com uma perda por Washington no jogo 2) por uma margem de 2-1. Braden Holtby, então, faria um shutout em 1-0 no jogo 3, com Jay Beagle marcando único gol do jogo, que foi seguida por mais uma vitória por 2-1 no jogo 4. Depois que Washington realizou uma vantagem de 3-1 na série, os Rangers iriam em seguida cortar a liderança da série para 3-2 depois de marcar o gol da vitória do jogo 5 na prorrogação. Os Rangers, em seguida, empataram a série com uma vitória por 4-3 para forçar um jogo 7 no Madison Square Garden. Ambas as equipes marcaram um gol durante o tempo regulamentar no jogo 7, mas os Capitals perderam o jogo e a série na prorrogação com um gol de Derek Stepan.[11]

 
Ovechkin durante a temporada 2016–17. Em janeiro de 2017, ele se tornou o 84º jogador da NHL a alcançar a marca de 1,000-pontos na NHL.

Na temporada 2015-16, os Capitals terminaram em primeiro lugar na liga com um registro de 56-18-8 e 120 pontos. Na primeira rodada dos playoffs, eles enfrentaram o Philadelphia Flyers. Os Capitals venceram os três primeiros jogos da série e estavam em busca pela sua primeira varrida nos playoffs de uma série melhor de sete na história da franquia. No entanto, os Flyers venceram os dois jogos seguintes para levar a série ao sexto jogo na Filadélfia; os Capitals, no entanto, venceram essa série em seis jogos para avançar para a segunda rodada dos playoffs. Na segunda rodada, eles enfrentaram o Pittsburgh Penguins pela primeira vez desde 2009. Depois de vencer o primeiro jogo da série em Washington, os Capitais perderam três jogos seguidos, e estavam em perigo de eliminação. Washington evitou a eliminação com uma vitória no jogo 5, mas perdeu a série em seis jogos.

Ovechkin atingiu a marca de 1,000 pontos em 11 de janeiro de 2017 com um gol contra o Pittsburgh Penguins com 35 segundos no primeiro período desse jogo. Ovechkin é o 84º jogador da NHL a atingir a marca de 1,000 pontos, o 4º jogador russo e o 37º jogador a atingir o marco enquanto joga para uma equipe ao longo da sua carreira na NHL.[12][13] Os Capitals conquistaram o segundo Troféu dos Presidentes consecutivo, tornando-se apenas a sétima equipe na história da NHL a conquistar dois Troféus dos Presidentes seguidos.[14] Ovechkin terminou a temporada regular 2016-17 com 33 gols, liderando os Capitals em gols pela décima segunda temporada consecutiva.[15] Nos playoffs de 2017, os Capitals derrotaram o Toronto Maple Leafs em seis jogos na primeira rodada para estabelecer um segundo confronto consecutivo com o Pittsburgh Penguins na segunda rodada. Depois de estar atrás em 3-1 na série, eles lutaram para forçar um jogo sete em casa, onde foram eliminados por 2-0 e perderam a série por 4-3.

Depois dos playoffs de 2017, os Capitals perderam vários talentos na offseason, perdendo Kevin Shattenkirk, Karl Alzner, Justin Williams e Daniel Winnik para o free agency, e o jovem defensor promissor Nate Schmidt para o Draft de Expansão da NHL de 2017. Além disso, para ficar abaixo do teto, os Capitals enviaram Marcus Johansson ao New Jersey Devils. Apesar de um início lento de 5-6-1, que se estendeu para 10-9-1, os Capitals esquentaram em dezembro, indo para 10-2-2, e conseguiram conquistar a Divisão Metropolitana pelo terceiro ano consecutivo em 1º de abril. Eles se classificaram para os playoffs da Stanley Cup de 2018 pela 10ª vez em 11 anos. Nos playoffs, os Capitals conseguiram virar um déficit de 2-0 contra o Columbus Blue Jackets na primeira rodada dos playoffs de 2018, vencendo quatro consecutivas e vencendo os Blue Jackets em seis jogos. Em 7 de maio de 2018, eles conseguiram derrotar os Penguins no segundo round com um gol na prorrogação do jogo 6 de Evgeny Kuznetsov. [16] Essa vitória de série marcou a primeira vez em 20 temporadas que os Capitals chegaram na Final de Conferência, e a primeira vez em 24 temporadas que derrotaram os Penguins em uma série de playoffs. Os Capitals garantiram um lugar na final da Stanley Cup de 2018, em 23 de maio, depois de derrotar o Tampa Bay Lightning em sete jogos depois de uma goleada por 4-0 no Amalie Arena, em Tampa.[17] Os Capitals então enfrentaram a equipe de expansão Vegas Golden Knights e os venceram em cinco jogos, incluindo um 4–3 no decisivo jogo 5 na T-Mobile Arena, depois de Lars Eller marcar com cerca de sete minutos para o fim. Não foi só a primeira vitória dos Capitals na Stanley Cup, mas foi também o primeiro campeonato para uma equipe de Washington, D.C. em uma das quatro principais ligas esportivas norte-americanas (NFL, NHL, NBA e MLB) desde que o Washington Redskins derrotou os Buffalo Bills 26 anos antes no Super Bowl XXVI.[18]

Informações da equipeEditar

EmissorasEditar

A NBC Sports Washington (NBCSW) tem realizado os jogos dos Capitals localmente desde a sua fundação como Home Team Sports (HTS) em 1984.[19] A NBC Sports Washington era conhecida como Comcast SportsNet Mid-Atlantic (CSN) de 2001 a 2017. Os comentaristas da NBCSW são Joe Beninati, Craig Laughlin e Al Koken.

A principal emissora de rádio dos Capitals é a WJFK-FM (106.7 FM); os comentaristas são John Walton e Ken Sabourin. A rede de rádio da equipe consiste de estações em Washington, Virgínia, Maryland, Virgínia Ocidental, Pensilvânia e Carolina do Norte.[20]

HistóricoEditar

A WTOP-TV (canal 9) conseguiu cobertura televisiva para as três primeiras temporadas dos Capitals, cobrindo 15 jogos como visitante na temporada de 1974-1975. O lendário comentarista esportivo Warner Wolf foi o comentarista da primeira temporada, seguido por um simulcast de cobertura de rádio.[21][22]. Os Capitals se mudaram para a casa de longa data WDCA (canal 20) na temporada 1977-1978. A WDCA posteriormente dividiu os jogos com a HTS/CSN após sua fundação em 1984. A temporada de 1991-1992 ilustra um arranjo típico: a WDCA exibiu 20 jogos como visitante e todos os jogos de playoffs, enquanto a HTS ficou com 34 jogos em casa e todos os jogos em casa nos playoffs, deixando 28 jogos da temporada regular não televisionados.[19] Depois de 19 temporadas na WDCA, os Capitals transferiram suas transmissões over-the-air para a WBDC (canal 50) para a temporada de 1995–1996.[23] Todos os 82 jogos foram televisionados pela primeira vez na temporada 2001-2002.[24] A temporada de 2005-2006 foi o último ano com cobertura televisiva over-the-air.[25]

A WTOP (1500 AM) foi a primeira casa de rádio dos Capitals durante a temporada de 1986–1987, e recuperou a cobertura novamente de 1995–1996 até as temporadas de 2011–2012. os jogos mudaram para a WMAL (630 AM) nas nove temporadas intervenientes.[26][27] Ron Weber foi o primeiro locutor e nunca perdeu um jogo até sua aposentadoria no final da temporada 1996–1997.[22] A WJFK-FM começou a transmitir jogos da pós-temporada durante os playoffs de 2008 e assumiu toda a cobertura para a temporada 2012–2013. A 1500 AM, desde que foi renomeada para WFED, continua a transmitir jogos como uma afiliada de rede.[28][29]

Weber reuniu-se aos atuais locutores Walton e Sabourin no primeiro período do Jogo 4 da final da Stanley Cup de 2018.[30]

A WJFK-FM atraiu polêmica quando decidiu abandonar os Capitals na temporada 2016–2017. Isso forçou a equipe a transmitir seus jogos apenas na WFED, o que é difícil de ser feito fora de Washington durante a noite. O Washington Wizards também teve prioridade sobre os Capitals na WFED em caso de conflito, levando a alguns jogos sem transmissão de rádio em casa. A equipe respondeu às reclamações dos torcedores chegando a um acordo temporário em janeiro de 2017 para colocar o resto de seus jogos na WWDC-HD2, que está disponível em toda a região metropolitana para aqueles com HD Radios e tem um sinal analógico de baixa potência que cobre a cidade.[31] Os Capitals chegaram a um acordo para retornar à WJFK-FM para a temporada 2017–2018.[32]

Logos e jerseysEditar

Os Capitals vão para o gelo com camisas vermelhas, brancas e azuis que caracterizam os ombros e as estrelas com contraste no peito e mangas. A equipe originalmente tinha opções de calças vermelhas, brancas e azuis, mas rapidamente retirou as calças brancas. As calças azuis viriam a ser a única opção utilizada.

Antes do início da temporada 1995–96, em uma tentativa de modernizar o visual e melhorar as vendas de mercadorias, a equipe abandonou seu logotipo original e esquema de cores em favor de um azul, preto, e uma listra bronze com uma águia americana com cinco estrelas como seu logotipo. O logotipo alternativo representou o Capitólio com tacos de hóquei cruzados atrás. Para a temporada 1997–98, o time revelou um uniforme alternativo preto, sem azul com listras de bronze nas extremidades das mangas e na cintura. Antes da temporada 2000-01, a equipe retirou sua camisa azul de visitante em favor do uniforme preto alternativo com o Capitólio, mas ainda manteve a camisa branca com a águia para jogos em casa.

Os Capitals revelaram novos uniformes em 22 de junho de 2007, que coincidiu com o NHL Entry Draft de 2007 e a nova adaptação de toda a liga da NHL para o sistema de uniformes para a Reebok, projetado para a temporada 2007-08. A mudança marcou o retorno ao esquema de cores vermelho, branco e azul usados originalmente de 1974 a 1995.[33] O novo logotipo principal é uma reminiscência do logotipo original dos Capitals, completa com um taco de hóquei formado pela letra "t"; ele também inclui um novo recurso não presente no logo original na forma de três estrelas representando Distrito de Colúmbia, Maryland e Virginia.[34] Mais simplesmente, as estrelas são uma referência à Bandeira de D.C., que por sua vez é baseada no escudo do brasão de armas da família de George Washington. O novo logotipo alternativo usa uma águia em forma de "W" com a silhueta do edifício do Capitólio dos Estados Unidos no espaço negativo abaixo.

Para o Bridgestone NHL Winter Classic 2011, os Capitals usaram a camisa branca homenageando o passado da franquia com o logotipo original. A camisa se assemelhava a antiga camisa entre as temporadas 1974–75 a 1994–95. Ao invés de usar a combinação de calça azul e capacetes brancos que a equipe usou quando jogou no Capital Centre, os Caps escolheram calças vermelhas e capacetes para o jogo do dia de Ano Novo.[35] Os Caps usavam a mesma camisa, menos o patch do NHL Winter Classic, em 1 de Fevereiro de 2011, para homenagear o ala do Hockey Hall of Fame Dino Ciccarelli.[36]

Os Capitals anunciaram em 16 de setembro de 2011 que usariam uma terceira camisa após o Winter Classic por 16 jogos fora de casa durante a temporada 2011–12.[37]

Para o Winter Classic 2015, no Dia de Ano Novo no Nationals Park em Washington, D.C., os Capitals usaram uma camisa recém-projetada destinada a prestar homenagem às raízes de hóquei ao ar livre. A cor principal da camisa era um vermelho escuro vintage. A adição de listras nos ombros, cintura e pernas trouxe elementos da camisa do hóquei profissional de Washington de 1930, antecedendo a formação da franquia dos Capitals na década de 1970. Um grande "W" na parte da frente da camisa, coberto com as três estrelas comuns, foi colocado em azul para contrastar com o logotipo "Capitals" em branco.

Começando com a temporada 2015–16, os Capitals usaram sua camisa vermelha retrô como terceiro uniforme, substituindo as brancas do Winter Classic de 2011.

Antes da temporada 2017-18, a NHL anunciou uma nova parceria com a Adidas, e os Capitals revelaram novos uniformes com pequenas alterações.

Para o Stadium Series 2018, os Capitals usaram uniformes recém-projetados azul-marinho, homenageando o fato de que o jogo foi realizado na Academia Naval dos Estados Unidos. O logo no peito foi baseado no logo estilizado “Capitals” habitual , mas encurtado para “Caps”, o apelido comumente usado para a equipe. Também havia características homenageando vários aspectos de D.C., bem como a presença de um logotipo W ligeiramente alterado do Winter Classic 2015 nas calças.

Logotipo original (1974–1995) 

Recordes de temporada-por-temporadaEditar

Esta é uma lista parcial das últimas cinco temporadas completadas pelos Capitals. Para a história da temporada-por-temporada completa, ver Lista de temporadas do Washington Capitals

Legenda: J = Jogos, V = Vitórias, D = Derrotas, DP = Derrotas na Prorrogação, DSO = Derrotas nos Shootouts, Pts = Pontos, GP = Gols pró, GC = Gols contra

Temporada J V D DP Pts GP GC Posição Playoffs
2013–14 82 38 30 14 90 235 240 5º, Metropolitana Não se classificou
2014–15 82 45 26 11 101 242 203 2º, Metropolitana Perdeu no 2º Round, 3–4 (Rangers)
2015–16 82 56 18 8 120 252 193 1º, Metropolitana Perdeu no 2º Round, 2–4 (Penguins)
2016–17 82 55 19 8 118 263 182 1º, Metropolitana Perdeu no 2º Round, 3–4 (Penguins)
2017–18 82 49 26 7 105 259 239 1º, Metropolitana Campeão da Stanley Cup, 4-1 (Golden Knights)

JogadoresEditar

Números aposentadosEditar

 
Os Capitals homenageiam os números aposentados de Rod Langway, Yvon Labre, Mike Gartner e Dale Hunter com bandeiras no Verizon Center.
Números Aposentados do Washington Capitals
Nº. Jogador Posição Carreira Data de aposentadoria
5 Rod Langway D 1982–1993 26 de novembro de 1997
7 Yvon Labre D 1974–1981 7 de novembro de 1981
11 Mike Gartner AD 1979–1989 28 de dezembro de 2008
32 Dale Hunter C 1987–1999 11 de março de 2000

CapitãesEditar

Hall da FamaEditar

Primeiras escolhas no draftEditar

Líderes da franquiaEditar

Estes são os dez primeiros líderes na história da franquia. Os números são atualizados após cada temporada regular completa da NHL.

 
Nicklas Backstrom é o líder em assistências de todos os tempos da franquia na temporada regular. Ele tem 590 assistências em 815 jogos.
Nota: Pos = Posição; JD = Jogos disputados; G = Gols; A = Assistências; Pts = Pontos; P/J = Pontos por jogo; * = jogador atual dos Capitals

TécnicosEditar

 
Barry Trotz no treino dos Capitals no Kettler Capitals Iceplex. Trotz foi nomeado para o cargo de técnico em maio de 2014.

Prêmios e troféus na NHLEditar


All-Star Team

(*) Ovechkin foi escolhido para o First Team All-Star como ala direita, e para o Second Team All-Star como ala esquerda em 2013.

ReferênciasEditar

  1. «Detailing The Uniform». Washington Capitals. 22 de junho de 2007. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  2. "Hunter's hat trick lifts Caps". New York Times, January 10, 1998. Retrieved July 14, 2011.
  3. «Sports». Usatoday.Com. Consultado em 5 de setembro de 2012. 
  4. «Ovechkin passes single-season mark as Capitals keep playoff hopes alive». ESPN.com. Consultado em 3 de abril de 2008. 
  5. El-Bashir, Tarik (6 de abril de 2008). «Coming All the Way Back». The Washington Post. Consultado em 27 de maio de 2010. 
  6. «Overtime goal sends Flyers to semifinals». NHL.com. Consultado em 22 de abril de 2008. [ligação inativa] 
  7. «Ovechkin Sporting News Player of the Year». The Washington Post 
  8. «2009-2010 - Regular Season - All Skaters - Summary - Points - Stats». NHL.com. Consultado em 8 de agosto de 2012. 
  9. Capitals name Brian MacLellan general manager, Barry Trotz coach
  10. «Ovechkin becomes Capitals' all-time leading scorer». NHL.com (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2018. 
  11. http://www.washingtontimes.com, The Washington Times. «Capitals lose to Rangers 2-1 in OT in Game 7». Consultado em 3 de setembro de 2015. 
  12. «Alex Ovechkin scores 1,000th NHL point». NHL.com. 12 de janeiro de 2017. Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  13. «Alex Ovechkin scores twice, passes 1,000 points in win over Penguins». ESPN.com. 12 de janeiro de 2017. Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  14. Clinton, Jared. «Does winning back-to-back Presidents' Trophies set the Capitals up for success? | The Hockey News». The Hockey News (em inglês) 
  15. «Washington Capitals Franchise Index | Hockey-Reference.com». Hockey-Reference.com (em inglês). Consultado em 12 de junho de 2017. 
  16. «Ovechkin, Caps end 20-year East finals drought». ESPN.com 
  17. «Caps Blank Bolts in Game 7 to Earn Trip to Stanley Cup Final». NHL.com (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2018. 
  18. «Washington Capitals win 1st Stanley Cup». ABC7 Los Angeles (em inglês). 8 de junho de 2018 
  19. a b «HTS, Channel 20 to air 54 Caps games». tribunedigital-baltimoresun (em inglês) 
  20. «Caps Radio 24/7». Washington Capitals (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2018. 
  21. «"Capitals' Radio-TV Announcers and Schedule"» 
  22. a b «10 Questions for the Dean of D.C. Hockey, Ron Weber». On Frozen Blog (em inglês). 9 de novembro de 2006 
  23. Carmody, John (12 de setembro de 1995). «THE TV COLUMN». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286 
  24. http://www.washingtontimes.com, The Washington Times. «Caps popularity draws more TV coverage». The Washington Times (em inglês) 
  25. «Sabres 4, Capitals 0». Japers' Rink 
  26. «Fanfare». Washington Post (em inglês). 12 de junho de 1986. ISSN 0190-8286 
  27. «- The Washington Post». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286 
  28. «Caps radio has the region Rockin the Red». Washington Examiner (em inglês). 5 de abril de 2011 
  29. «Capitals 2012-13 Regular-Season Schedule». NHL.com (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2018. 
  30. Allen, Scott (4 de junho de 2018). «Ron Weber will join Caps radio booth for Game 4: 'We needed to have him be a part of it'». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286 
  31. Steinberg, Dan (23 de janeiro de 2017). «Capitals broadcasts return to FM radio». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286 
  32. Steinberg, Dan (4 de outubro de 2017). «Capitals radio broadcasts will return to 106.7 The Fan this season». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286 
  33. [1][ligação inativa]
  34. "Back in Red, White and Blue, Caps Make a Colorful Statement" Washington Post June 22, 2007.
  35. "Capitals Unveil Uniform for 2011 Bridgestone NHL Winter Classic" WashingtonCaps.com October 10, 2010.
  36. «Postgame Notebook: Canadiens 3, Capitals 2, SO». Capitals.nhl.com. Consultado em 5 de setembro de 2012. 
  37. «Capitals to Wear Third Jersey for 16 Road Dates in 2011-12 - Washington Capitals - News». Capitals.nhl.com. Consultado em 5 de setembro de 2012. 
  38. http://capitals.nhl.com/club/news.htm?id=716620

Links externosEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Washington Capitals

Predefinição:Washington Capitals