Abrir menu principal

West Coast hip hop

(Redirecionado de West coast hip hop)
West Coast Hip Hop
Origens estilísticas

Dancehall • East Coast hip hop • Funk • Jazz • Rhythm and blues • Soul music

Contexto cultural anos 80, anos 90, Califórnia, Estados Unidos
Instrumentos típicos

Baixo • Drum machine • Rap • Sampler • Sintetizador

Popularidade durante o fim dos anos 80 e o fim dos anos 90
Subgêneros

Alternative hip hop • Chicano rap • Electro-hop • Gangsta rap • G-funk • Hyphy • Underground hip hop

Gêneros de fusão
Jazz rap
Formas regionais
Hyphy

Chama-se West Coast Hip hop ou West Coast rap, o movimento Hip hop surgido na Costa Oeste dos estados unidos (notoriamente no estado da california). West Coast Hip hop, emergiu durante o inicio anos 90 com grupos como N.W.A. e se firmou com artistas como Eazy-E, Snoop Dogg, 2pac, Dr. Dre, Ice-T, Too $hort, MC Eith, Ice Cube e outros. O Rap da Costa Oeste deu origem a dois outros gêneros do rap: Gangsta rap & G-funk.

HistóriaEditar

O inicioEditar

O Hip hop como gênero artístico nasceu na Costa Leste dos Estados Unidos, no estado de Nova York com o DJ Afrika Bambaata e evoluiu com o surgimento de Grandmaster Flash, já o hip hop da Costa Oeste teve seu inicio com os artistas Schoolly D e Ice-T e os grupos emergentes da cidade de Compton na Califórnia, como Compton's Most Wanted e N.W.A. A primeira gravadora de Rap da california foi a Ruthless records do rapper Eazy-E. Foi fundada em 1987.

A Era do Gangsta RapEditar

Schoolly D, Ice-T, e Moriah Rhunkie, são citados como os fundadores do gangsta rap, alguns anos depois em Compton, surgiu o grupo NWA que fez o Rap da costa oeste se firmar, além do grupo NWA surgiram vários ícones que fez tanto o Gangsta Rap como o rap da Costa Oeste ficar reconhecido no mundo inteiro, Ice Cube, Eazy-E, Dr. Dre, 2Pac e Snoop Dogg são alguns deles. Hoje o Gangsta Rap perdeu um pouco do prestigio, principalmente depois da morte de 2Pac em 1996.

West Coast Hip Hop nos dias de hojeEditar

Hoje em dia o rap da Costa Oeste, continua sendo representado por muitos rappers como os veteranos Snoop Dogg, Ice Cube, Xzibit e Dr. Dre outros como The Game, Kendrick Lamar, B-Real, E-40 e etc.

EMI Records & Satanic Steve vs Arabian Prince, Da Bozak Records,Comptown Records & PNM (Poetry In Motion)Editar

Logo em 1992, o rapper Arabian Prince (que seguia para a carreira do Gangsta rap), alegava que a EMI Records não estava pagando o suficiente. Ele se muda para a Da Bozak Records, porém a EMI entra com vários processos para tirar Arabian da gravadora, mas o seu selo Comptown Records negativou os processos contra a Da Bozak Records logo no lançamento do Where's My Bytches. Em algumas faixas, ele ataca a EMI Records, e algumas mensagens atrás do álbum dizem: Não Quero Ser F***** por uma gravadorazinha mundial novamente, eu sem a EMI Records melhorei nas produções e a EMI é uma gravadora de Filhos das **** que fazem propagada enganosa, e fazem seus rappers e artistas de escravos. Essa batalha foi até 1995, após a própria EMI admitir que Arabian estava dizendo a verdade. Em 1993, Satanic Steve ataca Arabian em 3 faixas do seu segundo álbum pela EMI Records, e o grupo de rap PNM (Poetry In Motion) ataca Satanic Steve em 2 faixas com ajuda de Arabian Prince.

West Coast vs East CoastEditar

A rivalidade entre a Costa Oeste e a Costa leste foi uma Briga dentro do Hip-Hop norte-americano durante os anos 1990. que teve seu fim nitidamente decretado com a morte dos rappers Tupac Shakur e Notorious B.I.G. em 1996 e 1997.

O InícioEditar

O Primeiro vestígio significativo de uma rivalidade entre as duas costas dentro do hip-hop, aconteceu em 1991 quando o Rapper de Nova York Tim Dog, lançou a música Fuck Compton uma diss track (canção de ataque) para o grupo de rap californiano N.W.A. onde ele ataca não só os rappers como o estilo de Hip-Hop da Costa Oeste dos Estados Unidos. esse ataque sofreu várias respostas de artistas como Compton Most Wanted (CMW) e Dj Quik. Inclusive do proprio N.W.A.

Em 1992 o rapper e produtor André 'Dr. Dre'Young se distância do grupo N.W.A. para fundar seu próprio selo Death Row Records com seu ex-segurança Suge Knight. Dre veio a lançar o seu primeiro disco solo intitulado 'The Chronic' por este selo, com o álbum alcançando platina tripla e sendo listado como um dos 500 melhores álbuns de todos os tempos pela Rolling Stone. A Death Row Records veio a popularizar muito o Rap da Costa Oeste, e nomes como 2Pac, Snoop Dogg e Tha Dogg Pound fizeram parte do seu catálogo.

Do outro lado do país, o produtor Sean 'Puff Daddy' Combs funda em 1993 a sua gravadora Bad Boy Records (ou Bad Boy Entertainment) e tenta sem sucesso levar o rapper 2Pac para sua gravadora. Entretanto em 1994, depois de Tupac ser roubado e baleado 5 vezes em estúdio, Daddy assina com The Notorious B.I.G. enquanto 2Pac estava preso acusado de estupro. 2Pac sempre alegou que Puff e Biggie sabiam do atentado, mas nunca o avisaram, o que é negado por Puff até os dias de hoje. No mesmo ano B.I.G. lança seu álbum Ready to Die obtendo popularidade significativa, revitalizando assim o Hip-Hop da costa leste. Preso, Tupac assina com a Death Row Records e sai em liberdade devido a pagamento de fiança, Tupac posteriormente lançaria o álbum All Eyez On Me onde sugeriu diversos ataques a seus inimigos incluindo Biggie, Puff e a toda a Bad Boy Records, originando uma das maiores rivalidades da história do Hip-Hop.

Tupac Shakur vs The Notorious B.I.G.Editar

A briga de Tupac Shakur e Biggie Smalls se iniciou quando 2Pac foi baleado em um estúdio 5 vezes no ano de 94, enquanto esteve preso,Tupac alegava que Biggie tinha o traido pois sabia do atentado e não quis avisá-lo. Em 1995 o rapper Notorious B.I.G. laçou o single Who Shot ya? (Quem atirou em você?) onde zombava de forma Indireta dos tiros que alvejaram Tupac Shakur no ano anterior. Logo depois de sair da cadeia, 2Pac responde com Hit' Em Up onde lançava vários ataques a Biggie Smalls, Junior M.A.F.I.A. e diversos outros inimigos seus Incluindo a Bad Boy Records, 2Pac também dizia que era o motivo do sucesso de Biggie em diversas entrevistas. 2Pac também satiriza sua rivalidade com Biggie Smalls e Puff Daddy no clio do Single 2 Of Amerikaz Most Wanted

Death Row vs Bad Boy RecordsEditar

Ambos os fundadores das gravadoras Suge Knight e Puff Daddy tinham um histórico de brigas . Obviamente com a briga entre Tupac e Biggie as duas gravadoras também acabaram entrando em rivalidade tanto comercial quanto pessoal para ambos os lados, o que levou de fato a iniciar a rivalidade entre a costa oeste e costa leste dos Estados Unidos pois o selo de maior expoente do Hip-Hop da costa oeste era a Death Row Records,enquanto do lado Leste do pais no mesmo patamar estava a Bad Boy Entertainment.

Uma Guerra inventada pela MidiaEditar

Tupac alegava constantemente em entrevistas que a guerra envolvendo a Costa Leste e Oeste americanas,era de fato uma coisa inventada pela Midia ao mesmo tempo em que dizia que acontenciam divergências de ideias entre os rappers das duas costas porque segundo Tupac, a Costa Oeste vivia e acreditava em um ideal diferente da costa leste americana. entretanto uma briga que começou entre duas gravadoras tomou uma proporção enorme fazendo se envolver nela diversos rappers posteriormente, Pac acreditava que deveria impedir que essa guerra Fictícia se tornase real, e ele tinha planos de lançar um disco chamado One Nation para desmistificar toda essa historia, porém o rapper veio a falecer antes do planejado.

O FimEditar

Essa rivalidade, que aos olhos de muitos fãs de hip-hop não passou de um grande esquema de Marketing, teve um fim trágico com a morte tanto de Tupac Shakur quanto de The Notorious B.I.G., onde ambos os lados entraram em um consenso de 'paz', já que muito desta rivalidade era centralizada na briga entre esses dois rappers. O mundo do Rap já estava abalado pela perda de Eazy-E, ex-membro do Grupo N.W.A. em 1995 e a morte de Biggie em 1997 e Tupac em 1996 causou uma espécie de comoção dentro do Hip-Hop.