Wikipédia Discussão:Pedidos a administradores/Discussão de bloqueio/Érico e Belanidia

Discussões ativas

"Verificação" ou assédio pessoal?Editar

A este ponto é já evidente que esta saga tem pouco a ver com "verficação". Há uma série de factos perturbadores que é preciso pôr em perspectiva cronológica:

  • No dia 12 de fevereiro o Radix lança uma proposta para impedir que se abram discussões de bloqueio de editores bloqueados por verificadores, sem que estes o "autorizem".
  • No dia 16 de fevereiro, o Radix propõe na esplanada uma série de penalizações. As situações enumeradas pelo Radix são de tal forma assustadoramente coincidentes com o caso que agora se discute, que é legítimo assumir que este "caso" já foi preparado há muito tempo entre o Radix e o Darwin e que essa "proposta" foi talhada à medida para criminalizar posteriormente o Érico, um conhecido desafeto do Darwin.
  • No dia 17 de fevereiro, o Radix anuncia a verificação e bloqueio de um sock do Gonçalo Veiga, o mais notório desafeto do Darwin, alegando que a descoberta foi uma "coincidência" ao verificar uma conta com o Pé Espalhado. Eu levantei sérias dúvidas sobre o facto de isso constituir ou não uma pescaria, já que os padrões de edição entre as duas contas eram radicamente diferentes. Cinco dias antes, no dia 12 de fevereiro, o Darwin edita uma página inativa há cinco anos, editando uma conclusão do extinto Conselho de Arbitragem relativa a um possível abuso/pescaria do Radix ocorrido em 2010.
  • Entre os dias 15 e 23 de fevereiro, o Radix e o Darwin tentam-me bloquear a todo o custo. Apesar do spam intensivo do Radix, 11 administradores manifestaram-se contra.
  • No dia 1 de março o Darwin tenta sabotar a recandidatura do Érico a verificador, alegando que "tem screenshots comprometedores".
  • No dia 7 de março, o Radix anuncia uma "verificação" do Érico que lança o boato não confirmado de que a Belanidia seria um sock do Érico. A discussão posterior do caso torna evidente uma série de conclusões:
    • O Radix ocultou a análise comportamental do staff da WMF e da comunidade, já que essa análise deita imediatamente por terra o absurdo da alegação.
    • O Radix é praticamente o único verificador que comenta na discussão, deixando evidente que é ele o responsável pelo caso.
    • O Radix afirma que a Belanidia editava a partir de um proxy aberto, quando isso não foi concluído por quem verificou.
    • O Radix afirmou que "10 stewards" opinaram sobre o caso e que foi "autorizado por eles" a violar a política de privacidade. Nem um único steward corroborou as afirmações dele.
    • Foram feitas uma série de perguntas e dúvidas sobre as extremas incoerências do caso que não foram respondidas.
    • A minha inclusão no caso não tem relação nenhuma com verificação de contas, não existe nada de ilícito e é apenas um meio de retaliação em relação à tentativa frustrada de 15–23 de fevereiro. Não houve sequer escrúpulos em manchar o nome da Belanidia.
  • À medida que a discussão foi avançando, começou-se a tornar evidente para a comunidade que a história do Radix/Darwin de que a Belanidia era um sock do Érico era totalmente absurda. Nesse momento, o Radix começa a desviar o foco e a inventar sucessivamente novas acusações.
  • No dia 12 de março, em vez de responder às questões, o Radix e o Darwin começam a atacar quem as fez, lançando o boato de que várias pessoas teriam tido acesso a informação priveligiada, quando foi o próprio Radix que afirmou que a verificação não tinha sido local.
  • No dia 18 de março, quando este boato não levou a lado nenhum, o Radix , inventa uma nova acusação, com uma associação rebuscada entre regras para páginas de discussão e eleições para estatutos.

Cada um que tire as conclusões que quiser. Para mim está claro que a cada acusação furada, será sempre inventada uma nova acusação cada vez mais rebuscada. Para mim está claro que estas evidências apontam para uma clara combinação offwiki com o intuito de assediar o Érico, em marcha há várias semanas, principalmente considerando o conteúdo da proposta de 16 de fevereiro. Parece haver aqui questões muito mais profundas do que simples irresponsabilidade. Quintal 17h26min de 18 de março de 2017 (UTC)

Desde 4 de Março que este indivíduo tem um pedido de bloqueio activo e em aberto por espalhar este tipo de mentiras e ataques gratuitos por aqui, com alegações tão lunáticas e já cabalmente demonstradas falsas, como a da verificação que o Lord Mota pediu ao Dux, supostamente ter sido encomendada por mim. Inclusive já foi bloqueado, mas logo desbloqueado pelo Stegop, o mesmo administrador sob suspeita grave e fundamentada de estar envolvido no mesmo esquema off-wiki de conluio e troca de favores em que estão envolvidos o próprio Antero de Quintal e Érico. Agradeço que alguém tome alguma providência, porque o grau de incivilidade e a mentira grosseira já ultrapassou todos os limites.-- Darwin Ahoy! 17h58min de 18 de março de 2017 (UTC)

O comentário do Antero de Quintal constitui-se apenas de ataques pessoais, difamação e disseminação da desconfiança.

Citação: Antero de Quintal escreveu: «No dia 7 de março, o Radix anuncia uma "verificação" do Érico que lança o boato não confirmado de que a Belanidia seria um sock do Érico» É até possível que algum desavisado a cair de paraquedas nesses parágrafos possa conjecturar a possibilidade das suas alegações. Mas todos que se deram ao trabalho de acompanhar o caso sabem que foi o ex-verificador Érico que afirmou ter acesso à conta da Belanidia, tendo dito, também, em outras passagens, que iria recorrer aos votos dela - fato que se comprovou na própria wiki, cerca de 30 minutos após o seu pedido. Ninguém aqui tem dúvidas de que a Belanidia é uma pessoa real. Eu mesmo tive a oportunidade de interagir com ela, nos tempos do finado chat da Wikipédia, muito antes de Antero de Quintal ou Érico sequer existirem por aqui. Por óbvio, Érico e Belanidia haveriam de apresentar padrões comportamentais diferentes, pois são pessoas diferentes. O que se investiga (e não está mais em nosso poder) é a possibilidade de a Belanidia ter emprestado a conta ao Érico em determinadas circunstâncias - o que não interfere no fato de que ela provavelmente continua utilizando a conta, tanto que foi chamada a votar pelo próprio Érico, mais de uma vez. Quando a denúncia foi repassada aos funcionários da WMF, salientamos que o componente a ser investigado era a hipótese de partilha de senha - e a suspeita ganhou projeção com a detecção do uso de proxy. Não afirmamos que a Belanidia seria um sockpuppet do Érico. Isto é apenas uma calúnia disparada pelo Antero de Quintal.

Citação: Antero de Quintal escreveu: «No dia 17 de fevereiro, o Radix anuncia a verificação e bloqueio de um sock do Gonçalo Veiga, o mais notório desafeto do Darwin, alegando que a descoberta foi uma "coincidência" ao verificar uma conta com o Pé Espalhado. Eu levantei sérias dúvidas sobre o facto de isso constituir ou não uma pescaria, já que os padrões de edição entre as duas contas eram radicamente diferentes. Cinco dias antes, no dia 12 de fevereiro, o Darwin edita uma página inativa há cinco anos, editando uma conclusão do extinto Conselho de Arbitragem relativa a um possível abuso/pescaria do Radix ocorrido em 2010». A tentativa de trazer à baila um assunto não relacionado denota por si só a má-fé do comentário. Conforme já foi explicado, recebi 3 (três) pedidos de verificação, por e-mail, do usuário Lord Mota, com as devidas justificativas. Um sobre o usuário Dux Veteranorum D​ C​ E​ F​ B, realizado em 17/02. Outro, sobre o 007 Escarlate D​ C​ E​ F​ B, feito em 19/02. E mais um para Margie's D​ C​ E​ F​ B, processado em 20/02. Os pedidos foram sendo analisados e processados conforme a minha disponibilidade de tempo. A primeira verificação confirmou a ligação com Gonçalo Veiga, a segunda com o próprio Pé Espalhado e a terceira com o LTA GILP007. Nota-se até mesmo a estratégia dos sockeadores em confundir os verificadores, com a nomenclatura das contas (Pé Espalhado usou uma referência ao sockmaster GILP007 em seu fantoche 007 Escarlate). Os verificadores concordaram em não publicizar as análises para os fantoches do Pé Espalhado, para evitar que o sockeador mude o seu modus operandi, como já fez anteriormente (e tem feito) desde o início, quando isto era realizado. O Lord Mota organizou quase todas as informações relativas ao caso quando foi verificador, e foi um dos mais atuantes na identificação desses fantoches. Ele tem conhecimento pleno do assunto, e confio em sua capacidade analítica e honestidade. É uma pena que tenha optado por sair do grupo dos verificadores. A conta Dux Veteranorum D​ C​ E​ F​ B tinha pelo menos duas características dos socks do Pé Espalhado, conforme uma tabela para análise comportamental organizada pelo Lord Mota no café dos verificadores da checkwiki, intitulada "Pé Espalhado de volta". Os demais verificadores Teles, Marcelo Victor e EVinente podem confirmar a informação.

No mais, nunca pedi ao Darwinius para que editasse aquela página do Conselho de arbitragem. Ao contrário dos denunciados, não faço combinações off-wiki e, se tivesse algum interesse em modificar a página, teria feito eu mesmo a alteração. Nem existe relação entre aquela página e os pedidos de verificação que foram processados. As alegações não fazem sentido e distorcem os fatos como realmente aconteceram. Quem solicitou todas as verificações foi o Lord Mota D​ C​ E​ F, como o próprio já confirmou, e não o Darwinius D​ C​ E​ F. Tudo se resume a uma artimanha do denunciado para conspurcar o meu trabalho como verificador e tirar os holofotes de sua direção.

E mais calúnias se descortinam ao afirmar que a participação dos stewards (confirmada pelo funcionário da WMF 48204922]) no caso teria sido "inventada", bem com a informação sobre o uso de proxy, também comprovada por ele. Qualquer pessoa com conhecimento residual sobre o assunto e que esteja agindo de boa-fé sabe que um proxy pode deixar de ser aberto ao longo do tempo, motivo pelo qual não devem ser bloqueados indefinidamente.

Citação: Antero de Quintal escreveu: «Entre os dias 15 e 23 de fevereiro, o Radix e o Darwin tentam-me bloquear a todo o custo.» Participei da avaliação do bloqueio como administrador. A insistência em posicionar meu nome de usuário ao lado do Darwinius, em um assunto fora de pauta, apenas porque a minha análise não foi favorável ao usuário, visa causar a impressão de envolvimento com o Darwinius, com o objetivo de questionar a minha isenção para atuar no caso. Novamente, trata-se de uma acusação caluniosa e sem provas, mesmo porque não partilho destes métodos para solicitações off-wiki.

Citação: Antero de Quintal escreveu: «A minha inclusão no caso não tem relação nenhuma com verificação de contas, não existe nada de ilícito e é apenas um meio de retaliação em relação à tentativa frustrada de 15–23 de fevereiro». A inclusão do Antero de Quintal no caso deve-se aos comentários do usuário Érico, registrados nas capturas de tela enviadas por e-mail aos verificadores. No diálogo com Darwinius, Érico discute as incertezas sobre a sua confirmação como verificador, e informa que pedirá o auxílio do Antero de Quintal para solicitar a participação de outros usuários e, caso este se negasse a ajudá-lo, diria que ele lhe deve favores. Mais tarde, afirma que o Antero de Quintal confirmou que o ajudaria a pedir os votos. Mais adiante, escreve que o Antero de Quintal havia solicitado a participação a 12 pessoas e, depois, a mais 8 (oito). O conteúdo também está disponível na checkwiki, no café dos verificadores lusófonos.

Citação: Antero de Quintal escreveu: «No dia 12 de março, em vez de responder às questões, o Radix e o Darwin começam a atacar quem as fez, lançando o boato de que várias pessoas teriam tido acesso a informação priveligiada, quando foi o próprio Radix que afirmou que a verificação não tinha sido local.» O Antero de Quintal questionou no dia 8 de março a inexistência dos registros 48204077], sendo que eu havia esclarecido, apenas no dia 12 de março 48244068], em resposta a um questionamento do Érico, que os registros não foram gerados. E, até o momento, ele se recusa a responder quais eram os seus subsídios para realizar tal questionamento, pois apenas os usuários com estatuto de verificador de contas (Érico incluso, até então) tinham ciência da não-existência dos registros.

Citação: Antero de Quintal escreveu: «No dia 18 de março, quando este boato não levou a lado nenhum, o Radix , inventa uma nova acusação, com uma associação rebuscada entre regras para páginas de discussão e eleições para estatutos». Insistir que é permitido solicitar participação, da forma que o fizeram, não corresponde à realidade. Alegar que a política sobre consenso veda canvassing apenas no domínio principal também é falso. E afirmar que a comunidade compactuou com a prática de canvassing ao refutar sucessivas propostas é mais falso ainda. A comunidade não aprovou, nesta votação, o texto da página - ou a página (como preferirem): Wikipédia:Solicitação. Mas a política Wikipédia:Consenso coíbe diretamente qualquer tentativa de enviesar o resultado de uma discussão, e defraudar ou comprometer o processo de consenso:

Wikipédia:Consenso#Problemas e erros a evitar no processo de consenso: Solicitações, sockpuppetry e meatpuppetry
 
Qualquer tentativa de angariar participantes para uma discussão cujo efeito seja enviesar essa discussão é inaceitável. Embora seja aceitável, e até mesmo encorajado, convidar participantes para uma discussão de modo a trazer novas perspectivas e argumentos, é inaceitável convidar apenas editores favoráveis a determinado ponto de vista, ou convidar editores de forma a influenciar a sua opinião sobre o assunto. Usar uma conta-fantoche ('"sock puppet") de modo a influenciar o consenso é totalmente proibido. São permitidas mensagens neutrais e informativas nas várias páginas de anúncios, nos wikiprojetos ou dirigidas a editores; mas ações que possam ser razoavelmente interpretadas como uma tentativa de defraudar ou comprometer o processo de consenso são consideradas comportamento desestabilizador..

Em passagem alguma a política sanciona os domínios do projeto onde é permitido agir em modo contrário ao estabelecido. Portanto, a alegação de que é permitido solicitar participação indevidamente em assuntos do domínio Wikipédia constitui uma argumentação primária e inverídica, mais uma vez.

Votações, discussões ou consultas rápidas são os métodos usados para a obtenção do consenso. Mesmo se a política estipulasse que somente as votações são exceção à regra (o que não é verdade, pois isto não é atestado em parte alguma), o contrassenso seria ainda maior - pois, se até em discussões simples, nas quais os argumentos expostos têm o seu devido peso, a tentativa de adulteração do processo de consenso é considerada um comportamento desestabilizador, imaginem, então, o quão mais nocivas podem ser essas empreitadas obscuras nos processos de decisão em formato de votação!

Os verificadores de contas são eleitos por consenso, aferido por um percentual de aprovação de no mínimo 70%. Ponto. Se têm alguma dúvida a respeito, consultem a política de CheckUser, onde até mesmo a palavra consenso possui uma ligação direta para a respectiva política:

Wikipédia:CheckUser#Acesso ao estatuto de CheckUser
 
Nas wikis sem um conselho de arbitragem que cumpra os critérios supracitados, ou onde a comunidade prefira eleições independentes, existem duas opções possíveis:
A comunidade deve aprovar os verificadores por consenso. O candidato a CheckUser deverá requerer o acesso à comunidade local e anunciá-lo adequadamente (Esplanada, lista de e-mail quando disponível...) O usuário deve estar familiarizado com a política de privacidade. Após a obtenção de consenso (pelo menos 70%-80% de votos favoráveis ou o maior número de votos em eleições de múltipla escolha) em sua comunidade local, contando com o suporte de, pelo menos, 25 a 30 editores, o usuário deve solicitar o acesso em Steward requests/Permissions, fornecendo uma ligação para a página com a decisão da comunidade..

Citação: Antero de Quintal escreveu: «Para mim está claro que estas evidências apontam para uma clara combinação offwiki com o intuito de assediar o Érico, em marcha há várias semanas, principalmente considerando o conteúdo da proposta de 16 de fevereiro.» As únicas tentativas de assédio registradas na história do caso incluem a coação e as ofensas ao usuário Leon saudanha e as constantes difamações a mim e aos demais verificadores, em retaliação por ter apresentado uma proposta com vistas a fechar ainda mais o cerco contra algo que já é coibido pela política sobre consenso, e do qual são useiros e vezeiros. Assim como os demais verificadores, recebi o e-mail com a denúncia do Darwinius no dia 1 de março, ao passo que esta proposta foi iniciada em 16 de fevereiro. Este tipo de acusação irresponsável é uma calúnia (WP:PB#3.14) e decorre possivelmente da tendência em medir a conduta de terceiros com a própria régua, ao imaginar que todos são dados a tramas off-wiki. Não havia razão para qualquer um de nós "se voltar contra" o Érico. Nunca tivemos conflitos. Já tive contato com ele pelo IRC várias vezes, e trabalhávamos em harmonia. Embora ele fosse atuante como verificador, havia dito que não se recandidataria a outro mandato, tendo mudado de ideia poucos dias antes da renovação. Ademais, não tínhamos conhecimento da denúncia do Darwinius até aí.

Portanto, a recusa e os ataques nesta página representam uma tentativa derradeira de inverter a moral da história e jogar a culpa pelas violações dos denunciados às costas de quem acatou a denúncia e lançou luz àquilo que eles faziam pelas sombras. RadiX 05h13min de 20 de março de 2017 (UTC)


O Radix escreveu uma wall of text para repetir exatamente o mesmo que tem vindo a repetir ad nauseam com a esperança que se torne verdade. Pelo meio recorre a ataques pessoais e insultos de toda a índole.
  • A comunidade rejeitou múltiplas vezes a proibição de solicitação, inclusive através de uma votação. No entanto, o usuário Radix parece achar-se mais inteligente que a própria comunidade e tem tentado provar que ela na realidade aprovou aquilo que rejeitou, manipulando, misturando e tirando do contexto citações de outras políticas, inclusive uma política que claramente orienta as páginas de discussão de artigos. Não consigo encontrar melhor exemplo de abuso para provar um ponto de vista.
  • Os elementos do caso do Érico são rigorosamente iguais a esta proposta do Radix, que tentava criminalizar aquilo que hoje não consegue. A proposta surge duas semanas antes do caso ser público, o que indica claramente pré-conhecimento e preparação anteriores a 1 de março. Quintal 08h37min de 20 de março de 2017 (UTC)

@Antero de Quintal: PARE com o seu WP:FORUMSHOPPING, dispersando este assunto pelos quatro cantos deste projecto. Agora achou mais este nicho, e veio para aqui continuar a baderna. Quer discutir esse assunto faça-o no sítio próprio: Wikipédia Discussão:Pedidos a verificadores/Érico.-- Darwin Ahoy! 11h05min de 20 de março de 2017 (UTC)

Que estranho. Pareceu-me que o título da página indicava a discussão de bloqueio envolvendo as ações do Érico com base nas acusações do Darwin e do Radix. Quintal 11h20min de 20 de março de 2017 (UTC)
Esse é o outro WP:FORUMSHOPPING que você iniciou no quarto ao lado. Agora achou mais este buraco, e veio se enfiar aqui também.-- Darwin Ahoy! 11h24min de 20 de março de 2017 (UTC)
Compreendo que esteja muito aflito. Lamento. Quintal 11h25min de 20 de março de 2017 (UTC)

Só por curiosidade, onde e quando é que a comunidade aprovou a solicitação? Lijealso (discussão) 07h00min de 23 de março de 2017 (UTC)

@Lijealso: A comunidade jamais consagrou as solicitações indevidas. Veja a minha resposta aqui. A votação Wikipédia:Votações/Recomendação sobre solicitações, na qual não se aprovou Wikipédia:Solicitação como recomendação, transcorreu em janeiro de 2012. O texto vigente da política Wikipédia:Consenso que contém a proibição às solicitações foi aprovado em 8 de março de 2013. Mais de um ano depois. Nesta data, a página foi elevada de recomendação à política oficial, e passou a incluir o texto sobre canvassing, meatpuppetry e sockpuppetry. Portanto, este trecho de política oficial de março de 2013 é a última decisão a respeito em vigor. RadiX 05h48min de 26 de março de 2017 (UTC)
@Lijealso: A comunidade nunca aprovou a proibição de solicitações, nem decidiu punir quem as faz. Ninguém nunca fui punido por fazer solicitações após saber da existência de uma campanha negativa, off-wiki, contra os candidatos a verificador. A última votação sobre o tema foi rejeitada. Mais recentemente, outra proposta de RadiX também foi rejeitada. Se já era proibido e punível quem faz solicitações, porque RadiX teve que apresentar essa última proposta, em 16 de fevereiro de 2017, duas semanas depois de receber uma denúncia contra mim, em 25 de janeiro de 2017? Agora, entretanto, ele usa uma interpretação que inventou de improviso para forçar a aplicação de uma opinião que possui. Érico (fale) 23h01min de 27 de março de 2017 (UTC)

───────────────────────── Exemplos de usuários banidos por "canvassing, sockpuppetry e meatpuppetry": Wikipédia:Pedidos a verificadores/Esquema Quintinense. Motivos: manipulação off-wiki, meatpuppetry etc. Os bloqueios foram amparados apenas em canvassing, sockpuppetry e meatpuppetry, pois Wikipédia:Sock puppet#Meatpuppets é um artigo informativo, da mesma forma que Wikipédia:Solicitação é um ensaio.

Solicitações nunca foram proibidas em qualquer projeto da WMF, desde que feitas de modo neutral, publicamente, em páginas apropriadas e sem recrutamento seletivo. Qualquer tentativa de enviesar os rumos dos processos decisórios, via aliciamento ou amostra específica, para alterar o seu resultado, é considerada inaceitável. Basta ler canvassing, sockpuppetry e meatpuppetry|o texto desta política oficial que deveria ser de seu conhecimento como burocrata.

A "minha proposta", que você faz tanta questão de citar, não propõe a proibição às solicitações indevidas, pois estas já são classificadas como um comportamento desestabilizador pela política vigente sobre consenso. Tanto que o texto introdutório é basicamente uma reprodução da redação daquela política. O objetivo da proposta é o de estabelecer mecanismos para lidar com canvassing, de modo que possamos ter um protocolo para essas ocorrências. A proposta define como devemos tratar as informações privadas, a quem devem ser encaminhadas, de que maneira uma denúncia deve ser validada e quais são as penalidades previstas, inclusive para acusações praticadas em má-fé. Até hoje não temos um protocolo de ação.

E a proposta não foi reprovada; foi repelida apenas por dois canvassers assumidos, coincidentemente os dois acusados (Érico e Antero de Quintal) no presente processo. É compreensível, portanto, porque é tão incômoda e vem sendo citada fora de contexto, apesar de não passar de uma mera proposta.

A última decisão sobre o tema é esta que resultou na aprovação da atual política sobre canvassing, meatpuppetry e sockpuppetry em 8 de março de 2013. O resto são votações velhas e falhadas, anteriores a 2013, como a que citou, de 2012. RadiX 04h47min de 28 de março de 2017 (UTC)

  • A decisão da comunidade referente à proibição ou não de solicitações é a votação sobre solicitações. Nessa votação, a proibição foi claramente rejeitada pela comunidade. Ironicamente, eu próprio me manifestei favorável à proibição.
  • Tentar manipular uma decisão da comunidade, inventando novas regras a partir de copy paste e mistura descontextualizada de regras para outras situações e para discussões sobre conteúdo de artigos, não passa de subversão do sistema e abuso do projeto para provar um ponto de vista. Isto são dois tipos de violação de normas de conduta graves, que deveriam sujeitar o prevaricador à coibição imediata de continuar a abusar do espaço público.
  • Difamar pessoas com base em screenshots de não-sei-quê que alguém inventou no facebook é o maior disparate que já vi. Mesmo que o Érico tenha pedido a meia dúzia de pessoas para votar, além de não ser sequer proibido, tentar associar isso ao "esquema quintinense" constitui o ataque pessoal e a táctica de assédio mais asquerosa e desesperada que já vi neste projeto, e deixa bem evidente que isto não passa de wikiassédio.
  • Por último, a comunidade deve olhar com suspeita para falsas "lições de moral" de pessoas cujas eleições no meta são contaminadas por canvassing em massa. E no meta, ao contrário da pt.wiki, as solicitações são realmente proibidas. Quintal 10h20min de 28 de março de 2017 (UTC)
Cite uma pessoa banida ou bloqueada por fazer solicitações. Cite quem no Esquema Quintinense foi banido apenas por solicitar votos (em meu caso, diga-se de passagem, após saber da existência de uma campanha negativa que tinha o objetivo de reprovar todos os candidatos a verificador). As pessoas banidas devido as investigações do Esquema Quintinense eram socks, meats e contas comprometidas. A forma desesperada como vem assediando outras pessoas, inventando regras conforme te convém e ignorando fatos, precisa parar imediatamente. Você não vai conseguir nada com isso, para além de seu próprio bloqueio. Seus argumentos hipócritas não enganam ninguém - nem você mesmo. Abriu um pedido no Meta e instantes depois apareceu um usuário da ptwiki para te apoiar, mesmo esse usuário tendo apenas 7 edições lá. "Ah, mas eu fui vítima das solicitações". Você foi vítima de solicitações feitas por banidos, como eu fui? Quem você acha que engana? Absolutamente ninguém. Érico (fale) 10h37min de 28 de março de 2017 (UTC)
Citação: Érico escreveu: «Você foi vítima de solicitações feitas por banidos, como eu fui?» De mártir a vítima. Sensacional! Oxe (discussão) 11h35min de 28 de março de 2017 (UTC)
Essas "solicitações de banidos" ao que parece só existem mesmo na cabeça do Érico, da Belanidia e do Antero de Quintal. Este último anda tão fora de si e deste planeta, que continua a afirmar à boca cheia que eu "inventei" as conversas do Facebook, quando o próprio Érico está farto de as confirmar. A prova cabal de que esse editor não está em condições de ser levado a sério em coisa nenhuma, é apresentar um diff onde se afirma que o RadiX não esteve envolvido com canvassing, para insinuar precisamente o oposto. O Antero tornou-se completamente Orwelliano, não tarda nada está a escrever em novilíngua também.-- Darwin Ahoy! 15h38min de 28 de março de 2017 (UTC)

───────────────────────── Não tenho dúvidas que o Darwin e o Érico tenham em determinado momento falado pelo facebook. Já quanto à veracidade daquilo que afirmam nessas conversas é outra história. Pelo que tenho lido nas infindáveis discussões por aqui, posso confirmar que nessas conversas há factos claramente inventados. Entre essas invenções está, por exemplo, essa história das "doze solicitações" ou de eu ter sido abordado pelo Érico com promessas de trocas de favores se solicitasse para ele, ou de que até teria sido ameaçado por ele se não o fizesse. Nada disso é real. A cada novo dia surge uma invenção mais descabida que a anterior. Nessa história toda, garanto que alguém está a mentir. Ou o Érico mentiu ao Darwin, ou o Darwin forjou os screenhots, ou quem andou a bisbilhotar conversas alheias inventou coisas para além das conversas. O que tenho a certeza é que alguém está a mentir.

Já quanto a este diff, escrito pelo steward que encerrou o pedido, conclui pelo óbvio festival de canvassing na eleição do Radix. A comunidade dispensa falsos moralistas. Quintal 19h41min de 28 de março de 2017 (UTC)

Excepcionalmente, parece que até estou de acordo consigo. A comunidade dispensa falsos moralistas !! Só que os falsos moralistas para mim, não são aqueles a que se refere. Cumprimentos --João Carvalho deixar mensagem 21h34min de 28 de março de 2017 (UTC)
Esses pedidos no Meta-Wiki foram divulgados no finado chat da Wikipédia (no MSN Messenger) e em outros locais do projeto. Obviamente, não por mim; mas já vi esta divulgação ocorrer, enquanto estava online, tanto por quem pretendia votar a favor ou estava a incitar votos desfavoráveis. Isto fez com que vários usuários da ptwiki participassem (indevidamente, uma vez que são permissões globais sem relação com um projeto local), o que causou estranheza aos usuários do Meta-Wiki, mas não aos usuários da própria ptwiki à época.
Ao longo de sua existência, as atividades no chat sempre estiveram permeadas por conflitos que resultaram na prática de canvassing, afetando pedidos de permissões no Meta-Wiki ao longo dos anos de 2010 e 2011.
As provas de que isto ocorreu, de fato, foram expostas em várias circunstâncias, como neste meu pedido de administração, que chegou a ser divulgado até mesmo em uma entrada de registro na ptwiki. "True, Strange O/S seems to appear in RFA , Closing crat should approach very carefully - Mardetanha 09:15, 3 July 2011 (UTC)"; "(...) But your canvassing linking to this RFA in the userrights log is ok? See http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Especial%3ARegisto&type=rights&user=Leandromartinez&page=Usu%C3%A1rio%3AMacMed&year=&month=-1&tagfilter= this. You are great. Really. I love such people. Canvassing. Great. Wikipedia needs more such users as you. Kindly, -Barras 14:49, 3 July 2011 (UTC)"
Outras provas:
O Meta-Wiki, ao contrário da ptwiki (onde existe WP:CONSENSO), não possui uma política específica contra canvassing. Os usuários locais simplesmente seguem os 5 pilares, mais do que suficientes para condenar qualquer tentativa torpe de subverter ou viciar os processos decisórios da comunidade.
Eu nunca participei dessas combinações off-wiki em que estão envolvidos os acusados. Todavia, é algo que pode ser considerado "normal" e até mesmo "recomendável" por um praticante inveterado de canvassing: Citação: Antero de Quintal escreveu: «"Ao longo de anos, fui o principal opositor das solicitações e das combinações de votos off-wiki. Mas hoje em dia não só apoio, como também recomendo a toda a gente que faça o mesmo, sem qualquer tipo de vergonha ou pudor ou quaisquer falsos dilemas morais."» Mas viola frontalmente a política oficial sobre o tema, que é a última e única decisão da comunidade em vigor desde 2013.
Apesar de tudo, eles ainda têm a audácia de apontar um diff onde é afirmado precisamente o contrário do que alegam para me caluniar. "It should be noted that there is no evidence that Ruy Pugliesi engaged in any of the canvassing, but instead users from a single project. This type of behavior on their part is unacceptable and disruptive, and could result in them being banned from partaking in future RfAs on meta". Trata-se de pura disseminação de desconfiança e calúnia (WP:PB#3.14) com o objetivo de desviar os holofotes da denúncia e prosperar falsas acusações contra um dos verificadores responsáveis pelo caso. Calúnia.
O meu caráter não tem preço nem pode ser trocado por votos para a obtenção de estatutos. Infelizmente, esta não é a regra por aqui. RadiX
"Calúnia" é a tentativa desesperada de me envolver nesses esquemas de trocas de favores e eleições viciadas. Obrigado por confirmar que as suas eleições foram contaminadas por solicitações tanto contra, como a seu favor. Quem beneficia destes esquemas não tem moral para comentar outros casos. Quem ignora as decisões da comunidade não tem moral para falar de caráter. Quintal 08h56min de 29 de março de 2017 (UTC)
As consequências de um acto jamais podem ser transformadas na causa desse mesmo acto. Ninguém pode ser prejudicado por ter sido alvo de uma campanha de solicitação, seja contra ou a favor, se esta for alheia à sua vontade. Eu próprio disse ao Érico que não achava próprio que ele chamasse a Belanidia para votar em mim, mas mesmo assim ele a chamou, e ela efectivamente votou alguns minutos depois, com o meu bem expresso desagrado.-- Darwin Ahoy! 13h09min de 29 de março de 2017 (UTC)
Quem tem conhecimento de ter sido eleito graças a canvassing em massa a seu favor e não renuncia, não tem moral para vir assediar outros editores. Quintal 13h17min de 29 de março de 2017 (UTC)
Era o que faltava, que quem é inocente dessas golpadas fique prejudicado pela gente pouco escrupulosa que se dedica a esses esquemas, como tem sido o seu caso neste projecto.-- Darwin Ahoy! 13h25min de 29 de março de 2017 (UTC)
Quem tem conhecimento de ter sido eleito graças a canvassing em massa a seu favor e não renuncia,não é inocente. É cúmplice e não tem moral para vir assediar outros editores. Obrigado por encontrar um diff onde eu me insurjo contra o efeito perverso das solicitações e proponho um método para inutilizá-las. Quintal 13h38min de 29 de março de 2017 (UTC)
Citação: Antero de Quintal escreveu: «Mas hoje em dia não só apoio, como também recomendo a toda a gente que faça o mesmo [solicitações e combinações de votos off-wiki], sem qualquer tipo de vergonha ou pudor ou quaisquer falsos dilemas morais.» Isso foi dito logo após ao que ocorreu em Wikipédia:CheckUser/Candidaturas/Érico/2, que é a raiz da denúncia em curso. Depois do que foi confirmado pelos verificadores, é preciso dizer mais algo para ficar comprovado que houve manipulação da votação e, consequentemente, violação da política Wikipédia:Consenso? Ela diz claramente: Citação: Wikipédia:Consenso#Problemas e erros a evitar no processo de consenso escreveu: «Solicitações, sockpuppetry e meatpuppetry. Qualquer tentativa de angariar participantes para uma discussão cujo efeito seja enviesar essa discussão é inaceitável.» Oxe (discussão) 13h52min de 29 de março de 2017 (UTC)
@Antero de Quintal: "Quem tem conhecimento de ter sido eleito graças a canvassing em massa a seu favor e não renuncia,não é inocente. É cúmplice e não tem moral para vir assediar outros editores." - É apenas natural que quem não tem o menor escrúpulo em fazer e promover a solicitação clandestina neste projecto, como tem sido o seu caso, atribua esses mesmos vícios aos alvos da solicitação. Quem corriqueiramente faz trapaça, naturalmente assume que os outros são igualmente trapaceiros, até para de alguma forma justificar aquilo que sabe que está errado. Isso não significa, obviamente, que esteja com a razão.-- Darwin Ahoy! 14h04min de 29 de março de 2017 (UTC)

A mim o que me parece é que houve uma votação cujo resultado foi manter um texto sobre solicitações meramente como ensaio. E existe claramente uma política que diz que qualquer tentativa de angariar participantes para uma discussão cujo efeito seja enviesar essa discussão é inaceitável. Dúvidas esclarecidas. Gracias Lijealso (discussão) 11h34min de 31 de março de 2017 (UTC)

"Esqueceu-se" de citar qual é essa política e a que é que essa política se aplica. A política da qual cita uma frase de forma descontextualziada é WP:Consenso. A sub-secção onde essa frase se encontra é nos processos de resolução de disputas, quando existem divergências sobre o conteúdo de artigos e não se chega a um consenso meramente pela edição. A introdução da secção onde isso se encontra menciona claramente consenso num artigo. Toda a política se refere a discussões em artigos. Eleições são votações, não são discussões sobre conteúdo de artigos e a comunidade rejeitou claramente a proibição de solicitações.
Este tipo de subversão das regras encaixa-se nos pontos nos pontos 5, 6 e 7 de subversão do sistema, definido como Citação: um abuso processual e uma forma de desestabilização. Quintal 13h26min de 31 de março de 2017 (UTC)

Wikipédia:Administradores/Pedidos de remoção/Érico/2Editar

Foi aberto um pedido de remoção do estatuto de administrador de Érico em Wikipédia:Administradores/Pedidos de remoção/Érico/2.

A discussão anterior ao pedido está espalhada nos tópicos:

Saudações. Oxe (discussão) 14h42min de 28 de março de 2017 (UTC)

Voltar à página de projeto "Pedidos a administradores/Discussão de bloqueio/Érico e Belanidia".