Abrir menu principal

A Extorsão

filme de 1975 dirigido por Flávio Tambellini
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


A Extorsão
 Brasil
1975 •  cor •  98 min 
Direção Flávio Tambellini
Roteiro Flávio Tambellini
Rubem Fonseca (livro)
Elenco Paulo César Peréio
Kate Lyra
Suzana Faíni
Género drama
Música Dinger Rother
Direção de arte Flávio Tambellini
Edição Sylvio Renolde
Distribuição Brasil Cinema Internacional Corporation (CIC) do Brasil
Lançamento Brasil 6 de novembro de 1975
Idioma português

A Extorsão é um filme brasileiro de 1975, estrelado por Paulo César Peréio, Kate Lyra e Suzana Faíni. Foi dirigido por Flávio Tambellini, que faleceu alguns meses depois de concluir o longa. A história se passa na cidade do Rio de Janeiro e apresenta temas como adultério, política e violência.

O filme foi produzido pela produtora Flávio Tambellini Produções e a Cinema Internacional Corporation (CIC), e foi parcialmente financiado pela Embrafilme.

Índice

SinopseEditar

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Murilo é casado com Renata mas quer se separar dela e casar-se com sua amante, Laura, que também é casada, com filhos e por isso recusa essa proposta. Murilo e Laura são chantageados, mas resistem e não cedem às ameaças. Tentando evitar o afastamento do marido, Renata planeja um suposto seqüestro de sua filha Ana, em parceria com o seu cabeleireiro. Realizado o plano, a menina é escondida num sítio onde um amante ocasional e inescrupuloso do cabeleireiro toma conhecimento do fato e tira proveito da situação, matando-o e a Renata. A polícia toma conhecimento do envolvimento de Renata com o seqüestrador e busca pistas do homem que os matou e que ainda está com menina. O criminoso recorre a José, um antigo amante que agora está casado, para esconder Ana enquanto o resgate não é pago, prometendo dividir com ele o prêmio. Mas José, percebendo que será traído, mata o outro e fica com o dinheiro. O seqüestrador acaba morto. Ao lado de sua filha, Murilo procura Laura e eles ficam juntos.

ElencoEditar

PrêmiosEditar

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
1975 Festival de Cinema de Lages Melhor filme Venceu [1]
Melhor atriz coadjuvante para Suzana Faíni Venceu [1]

Referências

  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.