Adriana Samuel

Adriana Ramos Samuel (Resende, 12 de abril de 1966) é uma ex-jogadora de voleibol de praia brasileira.

Adriana Samuel
Adriana Samuel Retrato
Voleibol de praia
Nome completo Adriana Ramos Samuel
Nascimento 12 de abril de 1966 (55 anos)
Resende (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileira
Medalhas
Competidora do  Brasil
Jogos Mundiais
Ouro Haía 1993 Feminino
Jogos Olímpicos
Prata Atlanta 1996 Feminino
Bronze Sydney 2000 Feminino

CarreiraEditar

Iniciou no voleibol aos nove anos de idade. Atuou pelo Círculo Militar da Praia Vermelha e logo depois pelo Botafogo, trazida pelo treinador Marco Aurélio Motta. Chegou a Seleção Brasileira, disputando o Mundial Sub-20 de 1985 (4° lugar)[1] e o Mundial de 1986 (5°). Porém deixou o voleibol de quadra em 1992.[2] Se mudou para o vôlei de praia, formando uma das primeiras parcerias do brasil em sua dupla com Mônica Rodrigues.

Em 1993, a dupla formada com Mônica Rodrigues conquistou a medalha de ouro nos Jogos Mundiais, disputado naquele ano na cidade holandesa de Haía.[3]

Em 1994, Adriana Samuel e Mônica Rodrigues foram a primeira dupla do Brasil (tanto masculina quanto feminina) a conquistar uma etapa do circuito mundial. Jogando em Santos, a dupla derrotou na final a dupla americana Liz Masakayan e Karolyn Kirby. Elas terminariam este ano como campeãs da temporada do Circuito Mundial.[4]

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 1996, esta mesma parceria alcançaria a final da estreia do vôlei de praia, contra a outra dupla brasileira: Jackie Silva e Sandra Pires. Foram as primeiras mulheres do Brasil a conquistar medalhas olímpicas.[5] Mônica e Adriana perderiam a decisão e ficariam com a medalha de prata.[6]

Um ano depois de desfazer a dupla com Mônica, em 1998 Adriana foi convidada por uma das campeãs, Sandra Pires, a formar uma nova dupla. Adriana e Sandra foram campeãs brasileiras em 1999, e se classificaram para os Jogos Olímpicos de Verão de 2000 em Sydney, Austrália.[7] Ambas caíram na semifinal diante das australianas Natalie Cook e Kerri-Ann Pottharst, que acabaram ficando com o ouro. Na disputa pela medalha de bronze, elas derrotaram a dupla japonesa Takahashi e Saiki por 2 a 0 (12/4 e 12/6), conquistando a segunda medalha olímpica de ambas.[8][9]

Segundo Adriana, porém, curiosamente, ela tem mais orgulho da conquista dessa medalha de bronze do que da de prata. “É curioso porque tenho um carinho maior pelo bronze de Sidney. Como eu e Mônica perdemos a final em Atlanta, só fomos curtir mesmo a medalha e ter a dimensão do que significou estar em uma final olímpica algum tempo depois. Já na Austrália, eu e Sandra vibramos muito no pódio. Eu tinha rompido a panturrilha direita faltando um mês para os Jogos e sequer tínhamos a vaga garantida. De repente me vi nas quartas de final contra May e McPeak, as melhores do mundo na época. Jamais tínhamos vencido um jogo delas e as derrotamos por 16 a 14 no tie-break. Este foi o jogo da minha vida. A medalha que veio depois coroou minha carreira".[10]

Aposentou-se em dezembro de 2001.[10]

Em 2004 criou a Escolinha de Vôlei de Praia Adriana Samuel na Praia de Copacabana, projeto inclusão social do bairro de mesmo nome.[11]

Vida pessoalEditar

É irmã do também jogador Tande. Casada com o treinador de voleibol Marcelo "Alemão", é mãe de dois filhos.[12]

Referências

  1. A Nova Geração Invade As Quadras
  2. «Adriana Samuel». Adrianasamuel.com.br. Arquivado do original em 18 de agosto de 2016 
  3. theworldgames.org/ The World Games 1993, The Hague (NED) - Beach Volleyball
  4. 2015.cbv.com.br/ Arquivado em 11 de agosto de 2016, no Wayback Machine. História do Volei de Praia
  5. [1]
  6. «Cópia arquivada». Consultado em 23 de agosto de 2016. Arquivado do original em 20 de setembro de 2016 
  7. http://www.terra.com.br/istoegente/59/especial/sandra_adriana.htm
  8. veja.abril.com.br/ Arquivado em 18 de setembro de 2016, no Wayback Machine. Adriana Samuel e Sandra - Vôlei de praia
  9. «Adriana Samuel Biography and Olympic Results». Sports-Reference.com. Consultado em 1 de maio de 2012 
  10. a b voleibrasil.org.br/ Arquivado em 11 de agosto de 2016, no Wayback Machine. Por onde anda? Adriana Samuel
  11. «Bruninho visita crianças da escolinha de vôlei de praia de Adriana Samuel». Globoesporte. 26 de abril de 2013 
  12. «Adriana Samuel: "O vôlei de praia foi a minha faculdade"». Caras UOL. 14 de julho de 2016