Alive (1993)

filme de 1993

Alive (Brasil: Vivos /Portugal: Estamos Vivos) é um filme estadunidense de 1993 do gênero drama, baseado no livro de 1974 escrito por Piers Paul Read, Alive: The Story of the Andes Survivors, que detalha o acidente aéreo que envolveu uma equipe uruguaia de rugby durante o vôo 571 da Força Aérea do Uruguai nas montanhas dos Andes ocorrido em 13 de outubro de 1972.

Alive
Pôster de lançamento do filme.
No Brasil Vivos
Em Portugal Estamos Vivos
 Estados Unidos
1993 •  cor •  126 min 
Direção Frank Marshall
Produção Kathleen Kennedy
Robert Watts
Roteiro John Patrick Shanley
Baseado em Alive: The Story of the Andes Survivors,
de Piers Paul Read
Narração John Malkovich
Elenco Ethan Hawke
Vincent Spano
Josh Hamilton
Género drama
Música James Newton Howard
Cinematografia Peter James
Edição Michael Kahn
William Goldenberg
Companhia(s) produtora(s) The Kennedy/Marshall Company
Distribuição Touchstone Pictures
Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 15 de janeiro de 1993
Idioma inglês
Orçamento US$ 32 milhões[1]
Receita US$ 36.733.909
(receita doméstica)[2]

Tendo como locação as Montanhas Purcell, na Colúmbia Britânica, Canadá, o filme foi dirigido por Frank Marshall,[3] escrito por John Patrick Shanley e narrado por John Malkovich.[4] Apresenta um elenco que inclui Ethan Hawke, Josh Hamilton, Vincent Spano, Bruce Ramsay, John Haymes Newton, Illeana Douglas e Danny Nucci. Um dos sobreviventes do desastre, Nando Parrado (interpretado por Hawke no filme), atuou como consultor técnico do filme.

EnredoEditar

O filme abre com várias fotografias do Colégio Stella Maris, de Montevideo, que mostram vários atletas da equipe de rugby uruguaia Old Christians. Carlitos Páez cita o nome dos jogadores nas fotos e reflete sobre o acidente em um breve monólogo.

A história então volta para o ano de 1972, onde o vôo 571 da Força Aérea do Uruguai sobrevoa os Andes em 13 de outubro daquele ano. Os estridentes jogadores de rugby e alguns de seus parentes e amigos viajam ansiosamente para uma partida no Chile.

Ao emergir das nuvens, o avião enfrenta uma forte turbulência e colide com uma montanha. As asas e a cauda são separadas da fuselagem, que desliza pela encosta de uma montanha antes de parar. Seis passageiros e um comissário de bordo são expulsos do avião e morrem. Antonio, o capitão da equipe, coordena os esforços para ajudar os feridos. Roberto Canessa e Gustavo Zerbino, ambos estudantes de medicina, ajudam os feridos. Outros seis passageiros logo morrem, incluindo os dois pilotos e a mãe de Nando, Eugenia. Nando, que sofreu um ferimento na cabeça, entra em coma, enquanto sua irmã Susana sofre de hemorragia.

Enquanto o sol se põe, os sobreviventes se preparam para enfrentar a noite fria. Vanessa descobre que as capas dos bancos podem ser descompactadas e usadas como cobertores. Os sobreviventes entram na fuselagem e se enrolam um ao lado do outro para se aquecer. Antonio, Roy Harley e Rafael Cano fecham o buraco no final da fuselagem com as bagagens para evitar o vento gelado; naquela noite, mais dois passageiros morrem. Sem nada para caçar ou consumir na montanha, Antonio decide que o grupo deve racionar uma lata de chocolate e uma caixa de vinho encontradas em meio à fuselagem. Depois de ver um avião passando, o grupo passa a crer que a aeronave os viu e buscará ajuda após ver que o avião "abanou" as asas, fazendo os crer que eles foram vistos. Esperando serem resgatados no dia seguinte, todos, exceto Javier, sua esposa Liliana e Antonio, comem os chocolates restantes. Isso causa uma briga entre Antonio e vários outros.

Nando recupera a consciência. Depois de saber da morte de sua mãe, Nando vigia Susana, que encontra-se cada vez mais fraca. Sabendo que ela morrerá de seus ferimentos dentro de alguns dias, ele promete partir a pé e encontrar uma saída das montanhas. Quando Carlitos o lembra que ele precisará de comida, Nando sugere comer a carne dos pilotos falecidos para lhe dar forças para sobreviver à jornada e encontrar ajuda; Susana sucumbe aos seus ferimentos e morre. Os sobreviventes encontram um rádio em meio às malas e ligam o aparelho para saber informações sobre as buscas, mas ficam arrasados ao ouvirem que o socorro havia sido interrompido após nove dias de procura.

Após um grande debate, os passageiros famintos decidem comer a carne de seus parentes e amigos mortos. Zerbino, Rafael e Juan Martino partem para procurar a cauda do avião na esperança de encontrar baterias para o rádio do avião e, assim, transmitir sua localização. Durante o caminho, os companheiros de equipe encontram mais cadáveres e retornam ao grupo com a notícia de que a cauda do avião provavelmente está um pouco mais distante. No final da semana, durante o descanso do grupo à noite, uma avalanche atinge o avião e enche grande parte do interior da fuselagem com neve. Oito dos sobreviventes são sufocados pela neve ou morrem congelados. Uma segunda equipe, composta por Nando, Canessa e Antonio "Tintin" Vizintin, sai e finalmente encontra a cauda do avião. Incapaz de levar as baterias para a fuselagem, eles retornam à fuselagem para buscar Roy, que acredita-se ter experiência com equipamentos elétricos. Eles o trazem para a cauda do avião para ver se ele pode consertar o rádio. Quando Roy não consegue, a equipe retorna à fuselagem.

Federico e Alberto morrem devido aos ferimentos, assim como Rafael, levando Nando a convencer o relutante Canessa a procurar uma saída em meio às montanhas, levando Tintin com eles. Dois dias depois, eles mandam Tintin de volta à fuselagem para que possam melhor procurar por ajuda. Após uma jornada de doze dias, Nando e Canessa escapam das montanhas e alertam as autoridades sobre a localização de seus companheiros. Quando os helicópteros pousam na montanha, os catorze sobreviventes restantes comemoram.

No presente, Carlitos descreve como os sobreviventes mais tarde retornaram ao local do acidente e enterraram os cadáveres sob uma pilha de pedras, marcadas com uma cruz de ferro. O filme se encerra fazendo sua dedicatória aos vinte e nove mortos e dezesseis sobreviventes do acidente, enquanto mostra a cruz em meio às montanhas onde os corpos foram enterrados.

ElencoEditar

Os nomes das pessoas que morreram no acidente foram alterados no filme. Havia três exceções principais: Eugenia e Susana Parrado (mãe e irmã de Nando Parrado, respectivamente), e Liliana Methol (esposa de Javier Methol).

SobreviventesEditar

  • Ethan Hawke como Nando Parrado
  • Josh Hamilton como Roberto Canessa
  • John Haymes Newton como Antonio "Tintin" Vizintin
  • Bruce Ramsay como Carlitos Páez
  • David Kriegel como Gustavo Zerbino
  • Jack Noseworthy como Roberto "Bobby" Francois
  • Kevin Breznahan como Roy Harley
  • David Cubitt como Adolfo "Fito" Strauch
  • Gian DiDonna como Eduardo Strauch
  • John Cassini como Daniel Fernandez
  • Richard Ian Cox como Ramon "Moncho" Sabella
  • Nuno Antunes como Alvaro Mangino
  • Gordon Currie como Jose Luis "Coche" Inciarte
  • Sam Behrens como Javier Methol
  • Michael Tayles como Alfredo "Pancho" Delgado
  • Steven Shayler como Jose Pedro Algorta
  • John Malkovich como o atual Carlitos Páez / Narrador (não creditado)

VítimasEditar

  • Michael Sicoly como Col. Julio Ferrádas, Piloto
  • Jerry Wasserman como Lt. Colonel Dante Lagurara, Co-Piloto
  • Tony Morelli como Lt. Ramón Martínez, Navegador
  • José Zúñiga como Sgt. Carlos "Fraga" Roque, Mecanico
  • Frank Pellegrino como Sgt. Ovidio Joaquín Ramírez, Comissário de bordo
  • Illeana Douglas como Liliana Methol
  • Ele Keats como Susana Parrado
  • Jan D'Arcy como Eugenia Parrado
  • Danny Nucci como Hugo Diaz (baseado em Daniel Maspons)
  • Vincent Spano como Antonio Balbi (baseado em Marcelo Pérez)
  • Michael DeLorenzo como Rafael Cano (baseado em Numa Turcatti)
  • Josh Lucas como Felipe Restano (baseado em Felipe Maquirriain)
  • Chad Willett como Pablo Montero (baseado em Enrique Platero)
  • Michael Woolson como Juan Martino (baseado em Juan Carlos Menéndez)
  • Diana Barrington como Mrs. Alfonsin (baseado em Graciela Mariani)
  • Christian Meoli como Federico Aranda (baseado em Rafael Echavarren)
  • Jake Carpenter como Alberto Antuna (baseado em Arturo Nogueira)
  • Silvio Pollio como Álex Morales (baseado em Fernándo Vázquez)
  • Jason Gaffney como Victor Bolarich (baseado em Gustavo Nicolich)
  • Seth James Arnett como Tomas Alonso (baseado em Carlos Valeta)
  • Patrick Ramano como Jorge Armas (baseado em Diego Storm)
  • Aurelio Dinunzio como Dr. Solana (baseado em Dr. Francisco Nicola)
  • Fiona Roeske como Mrs. Solana (baseado em Esther Nicola)

RecepçãoEditar

O agregador de críticas Rotten Tomatoes relata que 59% dos 27 críticos pesquisados deram uma crítica positiva ao filme; a classificação média é 6.17/10.[5]

O crítico David Ansen, da Newsweek, disse que, enquanto "o aclamado livro de Piers Paul Read prestou atenção especial à estrutura social que evoluiu entre o grupo, Marshall minimiza os fascinantes detalhes sociológicos - e as ambiguidades de caráter - em favor da ação, heroísmo e uma vaga religiosidade espalhada sobre a história".[6]

Outros especialistas críticos elogiaram a natureza diplomática do filme. O crítico Ray Green afirmou que "apesar do potencial sensacionalismo, Marshall consegue manter a dignidade dele e do filme, orientando um caminho efetivamente desanimador através de alguns acontecimentos sombrios [...]".[7] Green também disse: "emocionante e cativante às vezes, Alive é mais que um filme de ação - à sua maneira, também é um drama de ideias e também do espírito humano".

Roger Ebert escreveu: "Há algumas histórias que você simplesmente não pode contar. A história dos sobreviventes dos Andes pode ser uma delas".[8] Ele também questionou o realismo de quão normal o corpo dos atores parecia depois de retratar dois meses de quase fome.[8]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Alive (1993) – Financial Information» 
  2. «Alive (1993)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 12 de julho de 2013 
  3. Leonor Guedes, Mafalda Bakalbassis, Rita Jóia (21 de dezembro de 2012). «Filmes sobre catástrofes que abalaram o mundo». MSN Cinema. Consultado em 25 de março de 2013 
  4. Janet Maslin (15 de janeiro de 1993). «Movies review - Alive Reviews/Film; Tasteful Cannibalism As Upbeat Viewing». The New York Times. The New York Times. Consultado em 25 de março de 2013 
  5. «Alive Movie Reviews – Rotten Tomatoes». Rotten Tomatoes. Consultado em 18 de setembro de 2015 
  6. Ansen, David (18 de janeiro de 1993). «Hot And Cold Survival Skills Newsweek.com». Newsweek. Consultado em 17 de fevereiro de 2010 
  7. Green, Ray. "Alive." Box Office (March 1993).
  8. a b Ebert, Roger (15 de janeiro de 1993). «Alive Review». Chicago Sun-Times. Consultado em 17 de junho de 2008 

Ligações externasEditar