Amargosa

município do Estado da Bahia, Brasil

Amargosa é um município brasileiro do estado da Bahia. Localizado na região do Vale do Jiquiriçá e na Microrregião de Jequié, Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2021, era de 37.631[2] habitantes.[5]

Amargosa
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Amargosa
Bandeira
Brasão de armas de Amargosa
Brasão de armas
Hino
Gentílico amargosense
Localização
Localização de Amargosa na Bahia
Localização de Amargosa na Bahia
Amargosa está localizado em: Brasil
Amargosa
Localização de Amargosa no Brasil
Mapa de Amargosa
Coordenadas 13° 01' 48" S 39° 36' 18" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Milagres, Brejões, Ubaíra, Laje, Elísio Medrado e São Miguel das Matas
Distância até a capital 235 ou 167 (via ferry boat) km
História
Fundação 19 de junho de 1891 (131 anos)
Administração
Prefeito(a) Júlio Pinheiro (PT, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 435,932 km²
População total (estimativa IBGE/2018[2]) 37 031 hab.
 • Posição BR: 897º / BA: 71º
Densidade 84,9 hab./km²
Clima úmido, úmido-subúmido, subúmido-semiárido e semiárido
Altitude 400 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 45300-000
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,625 médio
PIB (IBGE/2016[4]) R$ 338 286
 • Posição BA: 87º
PIB per capita (IBGE/2016[4]) R$ 8 892,67
Sítio http://www.amargosa.ba.gov.br/ (Prefeitura)

O municípioEditar

Em 19 de junho de 1891, aconteceu o ato de criação que elevou a Vila de Nossa Senhora do Bom Conselho de Amargosa à categoria de cidade, passando a se chamar apenas Amargosa. O nome desta cidade teve origem na caça das pombas de carne amarga que faziam parte da fauna local, onde havia uma tribo indígena cujo nome era "Baitinga" cujos índios atraídos pela caça na região, costumavam convidar seus companheiros usando a expressão "vamos às amargosas?". Amargosa é um município que se destaca pela beleza de suas inúmeras praças e jardins. Amargosa tem como um de seus mais ilustres personagens Pedro Calmon, que foi muito importante para o desenvolvimento da cidade.

Informes gerais
  • Clima: úmido, úmido-subúmido, subúmido-semiárido e semiárido.
  • Temperatura média: 25 °C.
  • Principais atividades econômicas: pecuária, laticínios, caju, café, banana, mandioca, comercio, indústria calçadista e turismo.
  • Padroeira: Nossa Senhora do Bom Conselho.

GeografiaEditar

Divisão Político-Administrativa

A sede de Amargosa compreende os bairros do Centro, Rodão, São Roque, Santa Rita, Alto da Bela Vista, Katiara, URBIS l, URBIS ll e Sucupira. Além da sede do município existem os distritos de Corta Mão, Itachama e Diógenes Sampaio e quatro povoados: Acajú, Baixa de Areia, Cavaco e Barreiro.

SismosEditar

Na manhã do dia 30 de agosto de 2020, Amargosa foi surpreendida por um terremoto. Na cidade, o sismo teve magnitude 4,2 na escala Richter e não ocasionou nenhum grande dano estrutural.[6] Na madrugada do dia seguinte, um novo terremoto de magnitude 3,5 atingiu novamente a cidade.[7]

ClimaEditar

O clima em Amargosa tem grande variação, abrangendo o úmido, úmido-subúmido, subúmido-semiárido e semiárido. As temperaturas variam de 15 °C no inverno a 26 °C nas estações mais quentes.

Dados climatológicos para Amargosa
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 34,4 34,3 34,1 33,5 32,4 30 30,5 32,3 33,7 34,9 34,9 33,9 34,9
Temperatura máxima média (°C) 28,7 29,3 29 27 25 23,3 22,8 23,4 25 27 27,8 28,3 26,4
Temperatura média (°C) 22,1 22,5 22,2 21 19,6 18,4 17,8 17,6 18,8 20,7 21,5 20,4 20,3
Temperatura mínima média (°C) 15,6 16 16,1 15,4 13,9 12,2 11,3 11,2 12,3 14,2 15,1 15,4 14,1
Temperatura mínima recorde (°C) 13,1 12,1 13,7 11,6 8,2 8,1 6 8,6 8,8 10,1 10,1 12 6
Chuva (mm) 95,4 76,8 87 55,4 19 23,2 21,6 14,6 21,5 49,7 132,5 129,7 717,4
Umidade relativa (%) 73,2 69,1 81,3 83,8 81,8 84,7 81,3 78,4 77,9 70,1 72,1 76,3 77,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (recordes de temperatura: período entre 1976 e 2013).[8][9]
Fonte 2: Departamento de Ciências Atmosféricas (médias climatológicas de 1911 a 1980).[10][11][12][13][14]

GaleriaEditar

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». IBGE. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 12 de setembro de 2018 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 14 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 à 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  5. cidades.ibge.gov.br https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/amargosa/panorama. Consultado em 3 de julho de 2022  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  6. Redação, Da (30 de agosto de 2020). «Tremor de terra na Bahia foi sentido por moradores de 43 cidades; veja lista». Jornal CORREIO | Notícias e opiniões que a Bahia quer saber. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  7. «Novo terremoto atinge a Bahia nesta segunda-feira». Climatempo. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  8. «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) - Vitória da Conquista». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 
  9. «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (ºC) - Vitória da Conquista». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 
  10. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «TEMPERATURA MAXIMA MENSAL E ANUAL DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  11. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «TEMPERATURA COMPENSADA MENSAL E ANUAL DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  12. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «TEMPERATURA MINIMA MENSAL E ANUAL DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  13. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «PRECIPITACAO MENSAL - ESTADO DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  14. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1980). «UMIDADE RELATIVA DO AR». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.