Abrir menu principal
Ang Lee
Lee em 2009.
Nascimento 23 de outubro de 1954 (65 anos)
Chaozhou, Condado de Pingtung, Taiwan
Nacionalidade República da China Taiwanês
Ocupação Diretor, produtor e roteirista
Atividade 1982–presente
Cônjuge Jane Lin (desde 1983)
Oscares da Academia
Melhor Diretor
2006 – Brokeback Mountain
2013 – Life of Pi
Melhor Filme Estrangeiro
2001 – Wòhǔ Cánglóng
Globos de Ouro
Melhor Filme - Drama
2006 – Brokeback Mountain
Melhor Diretor
2001 – Wòhǔ Cánglóng
2006 – Brokeback Mountain
Melhor Filme Estrangeiro
2001 – Wòhǔ Cánglóng
Prémios BAFTA
Melhor Filme
1996 – Sense and Sensibility
2006 – Brokeback Mountain
Melhor Diretor
2001 – Wòhǔ Cánglóng
2006 – Brokeback Mountain
Melhor Filme Estrangeiro
2001 – Wòhǔ Cánglóng
Festival de Berlim
Urso de Ouro
1993 – The Wedding Banquet
1996 – Sense and Sensibility
Festival de Veneza
Leão de Ouro
2005 – Brokeback Mountain
2007 – Sè, Jiè
Prémios National Board of Review
Melhor Diretor
1995 – Sense and Sensibility
2005 – Brokeback Mountain
Prémios Critics' Choice
Melhor Diretor
2006 – Brokeback Mountain

Ang Lee (Chaozhou, 23 de outubro de 1954) é um cineasta, produtor e roteirista taiwanês radicado nos Estados Unidos.[1] Ele ganhou o Oscar de Melhor Diretor por duas vezes, primeiro por O Segredo de Brokeback Mountain (2005) e mais recentemente por As Aventuras de Pi (2012), sendo a primeira pessoa de origem asiática a ganhar o Oscar de Melhor Diretor.

BiografiaEditar

O ator, produtor e cineasta Ang Lee estudou na National Taiwan College of Arts e depois, já morando nos Estados Unidos, estudou direção na Universidade de Illinois e produção cinematográfica em Nova Iorque. Durante a faculdade, foi assistente de direção de "Joe's Bed-Stuy Barbershop: We Cut Heads", filme universitário de Spike Lee.

Em 1992 estreou como diretor de longa-metragem com "A Arte de Viver". Em 1993 dirigiu "O Banquete de Casamento", que ganhou o Urso de Ouro no Festival Inernacional de Cinema de Berlim e o prêmio de direção no Festival de Seattle, além de receber uma indicação para o Golden Globe Awards|Globo de Ouro.

Em 1994, Lee lançou "Comer Beber Viver", que recebeu uma indicação para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Um ano depois realiza "Razão e Sensibilidade", primeiro filme de elenco internacional, com estrelas como Emma Thompson, Kate Winslet e Hugh Grant. O filme, baseado no romance de Jane Austen, foi indicado ao Oscar de Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado, além de outros prêmios pelo mundo.

Em 1997, dirige novo filme com elenco internacional, "Tempestade de Gelo". Em 2000, com "O Tigre e o Dragão" ganha dois Globos de Ouro e o diretor é ovacionado no Festival de Cannes.

Após as críticas mornas à sua versão de "Hulk", adaptação dos quadrinhos da Marvel Comics, lançada em 2003, Lee recuperaria o seu prestígio em 2005 com "O Segredo de Brokeback Mountain". O filme, que retrata o romance entre dois peões no preconceituoso e machista meio-oeste americano, levaria o diretor a receber o Oscar e o Globo de Ouro por seu trabalho. Neste último, "Brokeback Mountain" também ganhou o prêmio de Melhor Filme Dramático.

Ang Lee disse recentemente que o cinema chinês vai superar a rentabilidade do de Hollywood em apenas dez anos, sem sequer ter de se preocupar em atingir públicos em outros idiomas.[2]

FilmografiaEditar

Referências

  1. «Notable Chinese Americans» (em inglês). United Chinese Americans. Consultado em 15 de junho de 2016. Arquivado do original (html) em 17 de junho de 2016 
  2. «Ang Lee: indústria chinesa de filmes superará Hollywood em 10 anos, Notícias Sapo Cinema». SAPO. Cinema.sapo.pt. Arquivado do original em 13 de novembro de 2013 

Ligações externasEditar