Apeadeiro de Frechas

Frechas IPcomboio2.jpg
BSicon BAHN.svg
Coordenadas 41° 24′ 46,52″ N, 7° 09′ 32,87″ O
Concelho Mirandela
Linha(s) Linha do Tua (PK 44,967)
Serviços Sem Serviço
Equipamentos Acesso para pessoas de mobilidade reduzida
Website


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon HST grey.svgLatadas (Sentido Carvalhais)
BSicon HST grey.svgFrechas
BSicon KBHFe grey.svgCachão (Sentido Cachão)


O Apeadeiro de Frechas é uma gare da Linha do Tua, que serve a aldeia de Frechas, no concelho de Mirandela, em Portugal.

HistóriaEditar

 
Horario da Linha do Tua em 1913, onde Frechas surge com a categoria de estação.

Este apeadeiro situa-se no lanço da Linha do Tua entre as estações de Tua e Mirandela, que abriu à exploração em 29 de Setembro de 1887.[1]

Em 1935, a Companhia Nacional de Caminhos de Ferro instalou uma via de resguardo e construiu um anexo para os lavabos no edifício de passageiros em Frechas, que então possuía a categoria de estação.[2]

Em 1946, a Companhia Nacional foi integrada na Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, que começou a explorar as antigas linhas daquela empresa em 1 de Janeiro de 1947.[3]

Em 15 de Dezembro de 1991, a operadora Caminhos de Ferro Portugueses encerrou o troço entre Mirandela e Bragança.[4]

Em 28 de Julho de 1995, foi inaugurado o Metro de Mirandela, no troço entre Mirandela e Carvalhais.[5]

Ver tambémEditar

Metro de Mirandela
 
Carvalhais
 
Jean Monnet
 
São Sebastião
 
Jacques Delors
 
Tarana
 
Mirandela(ant. Piaget)
 
Mirandela(est. original)
 
Latadas
 
Frechas
 
Cachão
 
Vilarinho
 
Ribeirinha
 
Abreiro
 
Codeçais
 
Brunheda
 
Tralhão
 
São Lourenço
 
Santa Luzia
 
Castanheiro
 
Tralhariz
 
Tua
Ver diagrama detalhado

Referências

  1. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. p. 528-530. Consultado em 23 de Dezembro de 2014 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  2. «Os nossos caminhos de ferro em 1935» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 48 (1155). 1 de Fevereiro de 1936. p. 96. Consultado em 23 de Dezembro de 2014 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  3. REIS et al, 2006:62-63
  4. «CP retira automotoras de Bragança». Público. Ano 3 (955). Lisboa: Público, Comunicação Social, S. A. 15 de Outubro de 1992. p. 56 
  5. CIPRIANO, Carlos (28 de Julho de 1995). «Metro de Mirandela é hoje inaugurado». Público. Ano 6 (1967). Lisboa: Público, Comunicação Social, S. A. p. 54 

BibliografiaEditar

  • REIS, Francisco; GOMES, Rosa; GOMES, Gilberto; et al. (2006). Os Caminhos de Ferro Portugueses 1856-2006. Lisboa: CP-Comboios de Portugal e Público-Comunicação Social S. A. 238 páginas. ISBN 989-619-078-X 

Ligações externasEditar



  Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.