Sé Titular de Mitilene

(Redirecionado de Arcebispo de Mitilene)
Arquidiocese de Mitilene
Archidiœcesis Mitylenensis
Localização
País Grécia
Local Mitilene
Arquidiocese metropolitana Patriarcado de Constantinopla
Sufragâneas Eresso, Strongili, Tênedos, Berbinon, Perperena, Hiera
Informação
Rito latino
Criação século IV
Supressão século XV
Instituição como Sé titular Século XVIII
Governo da diocese
Arcebispo-titular sede vacante
Jurisdição Arquidiocese metropolitana
dados em catholic-hierarchy.org

Sés titulares da Igreja Católica

Arcebispo de Mitilene (Archidiœcesis Mitylenensis) é um título eclesiástico, com a dignidade arquiepiscopal titular, que desde o século XIX é geralmente concedido ao bispo-auxiliar que desempenha as funções de vigário-geral do Patriarcado de Lisboa. O título corresponde à sé titular da antiga arquidiocese católica romana de Mitilene, actualmente integrada na Igreja Ortodoxa Grega.[1] Entre 1718 e 1832 o título associado ao cargo de vigário-geral foi o de Arcebispo de Lacedemónia.[2] Estes títulos arquiepiscopais inseriam-se no privilégio concedido ao Patriarcado de Lisboa do Patriarca ter como Vigário-Geral um Arcebispo-Auxiliar e não um Bispo-Auxiliar como é comum nas Arquidioceses mais importantes.

A última nomeação para arcebispo titular de Mitilene ocorreu a 21 de março de 1978 com D. Maurílio de Gouveia, sendo substituído como vigário-geral do Patriarcado de Lisboa por um bispo auxiliar de Lisboa e sucessivamente ocupado por outros bispos auxiliares sem que houvesse nomeação para esta sé titular. Actualmente o cargo de vigário-geral é ocupado por um cónego da Sé Patriarcal.[3]

HistóriaEditar

Mitilene, na ilha de Lesbos, é uma antiga sede episcopal do patriarcado de Constantinopla. Inicialmente sufragânea da Arquidiocese de Rodes, mais tarde se tornou o arcebispado autocéfalo e depois a sé metropolitana.

No Notitiae Episcopatuum, do Patriarcado de Constantinopla, Mitilene aparece como uma Sé arquiepiscopal até o final do século IX. Por outro lado, no início do século X, o Notitia, tradicionalmente atribuído ao imperador Leão VI, Mitilene é contada entre as sés metropolitanas, no terceiro lugar entre as 51 metrópoles do patriarcado, indicativas de sua instituição recente.[4] O próprio Notitia atribui a Mitilene cinco dioceses sufragâneas: Eresso, Strongili, Tênedos, Berbinon e Perperena.[5] Um Notitia do século XII acrescenta a esses sufragâneas também o de Ieràs (Hiera ou Gerra), no golfo homônimo.[6]

Após a Quarta Cruzada (1204), uma arquidiocese de rito latino foi erigida. Os bispos latinos são conhecidos desde o início do século XIII até o final do século XV.

PreladosEditar

Bispos gregosEditar

  • Evagrius † (? - 359 deposto)
  • Tallus † (depois de 363)
  • Eulogius ? † (mencionado em 413)
  • Juanus † (mencionado em 431)
  • Florentius † (antes de 449- depois de 451)[7]
  • Eunoio † (mencionado em 459)
  • Zacarias † (mencionado em 536)
  • Cristodolus † (segunda metade do século VII)
  • Gregorius † (antes de 680- depois de 681)
  • Sisinnius † (antes de 691- depois de 692)
  • Jorge I † (primeira metade do século VIII)
  • Damião † (mencionado em 787)
  • Miguel I † (VIII/século IX)
  • São Jorge II † (entre 804 e 815)
  • Leão † (815 - antes de 843)
  • São Jorge III † (entre 843 e 845/846)
  • Miguel II † (na época do patriarca Fócio)
  • Basílio † (mencionado em 879)
  • Tomás I † (segunda metade do século X)
  • Tomás II † (século XI)
  • Neilo ? † (primeira metade do século XI)
  • Constantino † (mencionado em 1054)

Arcebispos LatinosEditar

  • Giovanni † (cerca 1205 - 20 de abril de 1240)
  • Filippo † (11 de julho de 1345 - ?)
  • Giovanni, O.P. † (5 de dezembro de 1353 - ?)
  • Arnaldo di Molendino, O.Carm. † (15 de novembro de 1375 - ? nomeado bispo Nazarotensis)
  • Ludovico de Monari, O.F.M. † (3 de julho 1405 - ?)
  • Giovanni de Marra † (?)
  • Angelo Fortis, O.P. † (19 de janeiro de 1405 - ?)
  • Stefano di Firenze † (20 de maio de 1412 - 23 de dezembro de 1429)
  • Angelo † (?)
  • Ughetto di Valenza, O.P. † (26 de setembro de 1431 - ?)
  • Doroteo † (1439 - ?)
  • Leonardo di Chio, O.P. † (1 de julho 1444 - ?)
  • Benedictus, O.S.B. (3 de Dezembro de 1459 — † 1481)
  • Genesius (27 de Maio de 1482 — † 1489)
  • Daniele di Birago † (5 de Julho 1489 - 1495[8])

Arcebispos TitularesEditar

Notas

  1. Mitylene (Titular See) - Catholic Hierarchy.
  2. Teresa Ponces, D. António Caetano Maciel Calheiros, Arcebispo de Lacedemónia: notas para uma biografia pessoal e institucional, Lusitania Sacra. Lisboa. ISSN 0076-1508. 2ª S. 18 (2006) 531-549, Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa
  3. Algumas normas transitórias de organização pastoral, 2010, Patriarcado de Lisboa
  4. Jean Darrouzès, Notitiae episcopatuum Ecclesiae Constantinopolitanae. Texte critique, introduction et notes, Paris 1981, Notitia 7, p. 272, nº 49.
  5. Darrouzès, Notitiae episcopatuum Ecclesiae Constantinopolitanae…, p. 149 e p. 287, nnº 678-683.
  6. Darrouzès, Notitiae episcopatuum Ecclesiae Constantinopolitanae…, p. 365, nº 734.
  7. Um bispo de nome Florentius também é atribuído por Lequien à Sé Titular de Tênedos. Na verdade, é o mesmo personagem, que tinha o título de "bispo de Tenedos, Lesbos, Poroselene e litoral" (Kaldellis-Efthymiades, The Prosopography of Byzantine Lesbos…, p. 63, nº 38; Darrouzès, Notitiae episcopatuum Ecclesiae Constantinopolitanae…, p. 149).
  8. Francesco Rocco Rossi, Di Florenzio de Faxolis, presunto autore del Liber musices (I-Mt, 2146): ovvero chi era «Florentius musicus»?, in Fonti Musicali Italiane, 14, 2009.

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar