Niccolò Serra

Niccolò Serra (Génova, 17 de Novembro de 1706Ferrara, 14 de Dezembro de 1767) foi um cardeal e arcebispo da Igreja Católica Romana italiana.

Niccolò Serra
Cardeal da Igreja Católica
Legado Apostólico em Ferrara
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Ferrara
Nomeação 1 de dezembro de 1766
Predecessor Dom Marcello Crescenzi
Sucessor Dom Girolamo Spinola
Mandato 1766 - 1767
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 28 de dezembro de 1753
Nomeação episcopal 14 de janeiro de 1754
Ordenação episcopal 20 de janeiro de 1754
Igreja de Santo Inácio de Loyola em Campo Marzio
por Dom Giuseppe Maria Feroni
Nomeado arcebispo 14 de janeiro de 1754
Cardinalato
Criação 26 de setembro de 1766
por Papa Clemente XIII
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Cruz de Jerusalém
Dados pessoais
Nascimento Gênova
17 de novembro de 1706
Morte Ferrara
14 de dezembro de 1767 (61 anos)
Nacionalidade italiano
Progenitores Mãe: Laura Negroni
Pai: Francesco Maria Serra
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

BiografiaEditar

Nasceu o segundo de três filhos de Francesco Maria e Laura Negroni, partencentes a uma família da nobreza genovesa que já havia dado à Igreja outros dois cardeais: Giacomo Serra (1611) e Francesco Serra (1831). Pelo ramo materno era aparentado com um outro cardeal, Giovanni Battista Spinola (1733).

Os seus pais encaminharam-no para a carreira eclesiástica, enviando-o para Roma para estudar, primeiro no Colégio Clementino dos Clérigos Regulares de Somasca, os Padres Somascos, e depois na Università la Sapienza, onde obteve o doutoramento em in utroque iure a 23 de Março de 1730.

Em 1731 foi nomeado vice-legatário em Urbino e depois sucessivamente governador de Camerino (28 de Julho de 1732), de Ancona (4 de Setembro de 1734), de Viterbo (7 de Janeiro de 1741), de Perugia (12 de Agosto de 1741), de Castelnuovo e Montone (1744-1746). Regressado a Roma, foi nomeado presidente da Zecca (1745-1746), dos cárceres (1747-1749), das estradas (1751-1753).

A 8 de Dezembro de 1753 recebeu as ordens menores, a 16 e a 21 de Dezembro de 1753 foi ordenado subdiácono e diácono e a 28 de Dezembro de 1753 foi ordenado sacerdote.

A 14 de Janeiro de 1754 foi eleito arcebispo titular de Mitilene, recebendo a 20 de Janeiro daquele ano a ordenação episcopal em Roma, na Igreja de Santo Inácio de Loyola em Campo Marzio, das mãos do cardeal Giuseppe Maria Feroni.

A 9 de Fevereiro de 1754 foi nomeado núncio apostólico na Polónia. Regressou a Roma em Junho de 1760 e foi nomeado auditor geral da Câmara Apostólica.

Foi creado cardeal-presbítero pelo papa Clemente XIII no consistório de 26 de Setembro de 1766. No dia 1 de Dezembro de 1766 obteve o título de Santa Cruz de Jerusalém. No mesmo dia foi nomeado, por um triénio, legado pontifício em Ferrara.

Faleceu em Ferrara no ano seguinte, vítima de enfarte, a 14 de Dezembro de 1767. Os seus restos mortais foram sepultados na capela de São Jorge da catedral daquela cidade.

Genealogia episcopalEditar

 Ver artigo principal: Genealogia episcopal

Ligações externasEditar