Arquidiocese de Dijon

A Arquidiocese de Dijon (Archidiœcesis Divionensis) é uma arquidiocese da Igreja Católica situada em Dijon, na França. É fruto da elevação da Diocese de Dijon, eregida no 9 de abril de 1731 e elevada em 2002.[1] Seu atual arcebispo metropolita é Roland Minnerath.[1] Sua é a Catedral de São Benigno de Dijon.

Arquidiocese de Dijon
Archidiœcesis Divionensis
Catedral de São Benigno de Dijon
Localização
País França
Território Province ecclésiastique de Dijon.svg
Dioceses sufragâneas Sens
Autun
Nevers
Prelatura territorial da Missão da França
Estatísticas
População 506 782
Área 8 760 km²
Paróquias 720
Sacerdotes 213
Informação
Rito romano
Criação da diocese 9 de abril de 1731
Elevação a arquidiocese 8 de dezembro de 2002
Padroeiro São Benigno
Governo da arquidiocese
Arcebispo Roland Minnerath
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
Contatos
Endereço Archeveche, 20 rue du Petit-Potet, 21000 Dijon
Página oficial http://catholique-dijon.cef.fr/
dados em catholic-hierarchy.org

Possui 44 paróquias assistidas por 171 párocos e cerca de 64,1% da sua população jurisdicionada é batizada.[1]

HistóriaEditar

Sob o merovíngios e carolíngios, muitos bispos de Langres residiram em Dijon, por exemplo Santo Urbano] (século V), São Gregório e São Tétrico (século VI), que foram enterrados lá. Quando, em 1016, Lambert, bispo de Langres, deu o senhorio e o condado de Dijon para o rei Roberto II de França, os bispos de Langres retornaram a sua residência a Langres.

Em 9 de abril de 1731, o Papa Clemente XII erigiu a diocese de Dijon. A Abadia de Santo Estêvão (século V) há muito tempo tem um Capítulo que observou a Regra de Santo Agostinho, foi transformado em um capítulo secular de Papa Paulo V em 1611 e o Papa Clemente XI elevou a igreja a Catedral capitular de Dijon, que durante a Revolução foi reduzida a um celeiro.

A partir de 29 de novembro de 1801 a 6 de outubro de 1822 a diocese de Langres foi suprimida e seu território foi incorporado na diocese de Dijon.

A igreja da abadia de São Benigno se tornou a catedral de Dijon no início do século XIX.

Em 1904 o pedido de demissão de Albert-Léon-Marie Le Nordez, bispo de Dijon desde 1898 pelo Papa Pio X foi um dos incidentes que levaram à ruptura das relações diplomáticas entre a França e a Santa Sé.

Em 16 de novembro de 2002 foi elevada à categoria de arquidiocese metropolitana.

Prelados[1]Editar

Nome Período Notas
Arcebispos
Roland Minnerath 2004-atual
Michel Louis Coloni † 2002-2004
Bispos
24º Michel Louis Coloni † 1989-2002
23º Jean Marie Julien Balland 1982-1988 Nomeado Arcebispo de Reims
22º Albert Decourtray 1974-1981 Nomeado Arcebispo de Lyon
21º André-Jean-Marie Charles de la Brousse † 1964-1974
20º Guillaume-Marius Sembel † 1937-1964
19º Pierre-André-Charles Petit de Julleville 1927-1936 Nomeado Arcebispo de Ruão
18º Maurice Landrieux † 1915-1926
17º Jacques-Louis Monestès † 1911-1915
16º Pierre Dadolle † 1906-1911
15º Albert-Léon-Marie Le Nordez † 1898-1904
14º Fédéric-Henri Oury † 1890-1898 Nomeado Arcebispo de Alger
13º Victor-Lucien-Sulpice Lécot 1886-1890 Nomeado Arcebispo de Bordeaux
12º Jean-Pierre-Bernard Castillon † 1885-1885
11º François-Victor Rivet † 1838-1884
10º Claude Rey † 1831-1838
Jacques Raillon † 1829-1830 Nomeado Arcebispo de Aix
Jean-François Martin de Boisville † 1822-1829
Jean-Baptiste Dubois † 1820-1822
Henri Reymond † 1802-1820
René des Monstiers de Mérinville † 1787-1801
Jacques-Joseph-François de Vogüé † 1776-1787
Claude-Marc-Antoine d'Apchon de Corgenon † 1755-1776
Claude Bouhier † 1743-1755
Jean-Jacques Bouhier de Lantenay † 1731-1743
Bispo-coadjutor
André-Jean-Marie Charles de la Brousse 1962-1964
Bispos-auxiliar
Albert Decourtray 1971-1974 Elevado a Bispo
Administrador Apostólico
Pierre-André-Charles Petit de Julleville 1936-1937 Arcebispo de Ruão

Referências

  1. a b c d Cheney, David M. (2019). «Diocese of Dijon». The Hierarchy of the Catholic Church. Consultado em 16 de julho de 2019. Cópia arquivada em 24 de maio de 2019 

Ligações externasEditar