Beijoca

futebolista brasileiro

Jorge Augusto Ferreira de Aragão, mais conhecido como Beijoca (Salvador, 23 de abril de 1954), é um ex-futebolista brasileiro e um dos maiores atacantes da história do futebol da Bahia. Beijoca foi um dos grandes ídolos do Bahia. Em 2008, ele concorreu a vereador de Salvador nas eleições municipais.

Beijoca
Informações pessoais
Nome completo Jorge Augusto Ferreira de Aragão
Data de nasc. 23 de abril de 1954 (66 anos)
Local de nasc. Salvador Bahia, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Apelido Beijoca
Informações profissionais
Posição atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes
1969–1970
1971–1972
1973–1974
1975–1977
1977
1978
1979
1980–1981
1982
1983–1984
1985
1985
1985
1986
1987
1988
1989
1990
Bahia
São Domingos
Fortaleza
Bahia
Sport
Bahia
Flamengo
Catuense
Fortaleza
Vitória
Leônico
Fluminense de Feira
Sergipe
Mogi Mirim
Londrina
Guará
Gama
Camaçari

CarreiraEditar

Beijoca, apelido que ganhou por mandar beijinhos nas comemorações dos gols que fazia, também era reconhecido por ser um jogador polêmico e controverso. Beijoca passou sete anos no Bahia (69, 70, 75, 76, 77, 78 e 84), quando conquistou seis títulos baianos (70, 75, 76, 77, 78 e 79 não foi até o final mais participou da campanha) e marcou 106 gols, o que fazem de Beijoca o 12º maior artilheiro do Bahia em todos os tempos.

AtualidadeEditar

Beijoca virou pastor evangélico,[1] mas não deixou as polêmicas de lado. Recentemente, declarou ao jornal "Lance" que foi mais jogador que Ronaldo, do Real Madrid.

O ex-artilheiro agora é também treinador, comandando os profissionais do Camaçari, mas é funcionário das Divisões de Base do Bahia. Foi liberado pelo clube para atuar no time do Pólo. Em 2004, quando completou 50 anos, foi homenageado pelo Bahia. Entrou em campo com a camisa 9 que o consagrou, antes de uma partida na Fonte Nova, e foi ovacionado pela galera. Em 2008, ele concorreu a vereador de Salvador nas eleições municipais.

Referências

  1. «Que fim levou? BEIJOCA... Ex-centroavante do Bahia e do Vitória». Terceiro Tempo. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 

Ligações externasEditar