Bernardo de Toledo

Bernardo de Toledo ou Bernardo Sedirac (m. Toledo, em Abril de 1128) foi um monge cluniacense e arcebispo de Toledo.

Fazia parte de uma comunidade beneditina de Cluny e veio para a Espanha provavelmente exigido pelo rei Afonso VI de Leão e Castela (influenciado por sua mulher Constança da Borgonha), que fez seu primeiro abade do importante mosteiro beneditino de Sahagún , Leão, e tomar conta do arcebispado de Toledo.

A sua acção era aprovada pelos papas Gregório VII e do Urbano II.

Em 29 de Agosto de 1089 terá sagrado e dedicada liturgicamente a renovada Sé de Braga, como legado do Papa[1] e Primaz da Espanha. Será pela razão de não querer repartir a primazia que anos mais tarde terá uma contenda com o arcebispo de Braga, Maurício Burdino[2] mais tarde o eleito papa pela facção dos guelfos, apesar de de sido por ele indicado para esse cargo e ter sido seu colaborador[3].

Ele construiu um palácio que arquiepiscopal, residência dos arcebispos de Toledo, em Alcalá de Henares.

Morreu em Toledo, em Abril de 1128.

Referências

  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.